fbpx

Já passou dos 50? Aqui estão 5 opções de cursos para você

Por Maya Santana

As opções vão desde informática até intercâmbio no exterior

As opções vão desde informática até intercâmbio no exterior

Uma vez, Dr. Dráuzio Varela contou em um artigo que perguntou a um dos maiores especialistas do mundo qual é a melhor maneira de preservar a memória. O médico respondeu de pronto: aprendendo uma nova língua. Conto essa história para mostrar a importância do estudo depois de uma certa idade. E muita gente está descobrindo isso. Aqui estão cinco opções para você que quer manter o cérebro ativo.

Leia:

Disposição e compromisso com a felicidade fazem parte da nova geração de idosos que não descuidam da saúde mental. A idade não é impedimento para quem quer aprender mais. Nos Estados Unidos, eles são conhecidos como os SuperAgers: caminhada, pilates, inglês e ginástica para o cérebro… ninguém quer ficar parado.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Datafolha revelou que idosos que estudam, vivem mais e são mais felizes.

Foram entrevistadas pessoas acima de 60 anos. Para elas, foram feitas perguntas como o que sentiam ao participar de algum curso. Algumas das principais respostas foram ”aumenta a vontade de viver”, “faz bem para o corpo”, “ajuda a controlar a mente e as emoções”.

Isso significa que trocar experiências e aprender coisas novas faz o idoso sentir-se jovem, disposto e estimulado a praticar outras atividades.

Dessa forma, listamos abaixo cinco cursos que podem contribuir para a qualidade de vida da terceira idade. Confira:

Artes plásticas – o estudante utiliza elementos visuais e táteis para representar o mundo real ou imaginário. O artista lida com papel, tinta, gesso, argila, madeira e metais para produzir suas peças. Além disso, o artista plástico pode fazer esculturas, organização de mostras e exposições, gravuras, pintura e desenho.

Intercâmbio – organizado sob medida para aqueles que desejam aprender ou aperfeiçoar um idioma de maneira leve, descontraída e viver uma experiência cultural única. São programas que combinam aulas de idioma com atividades culturais e excursões, destinado aos aventureiros na melhor idade. Além de estudar, o viajante terá a oportunidade de conhecer lugares turísticos e ainda conviver e fazer novas amizades com pessoas da mesma faixa etária provenientes de diversas partes do mundo.

Informática – a necessidade da inclusão digital na terceira idade vem tornando-se uma forma de socialização com o mundo contemporâneo, o que favorecerá as relações familiares, sociais e comerciais. Entretanto, esta atividade pode repercutir na qualidade de vida, auxiliando nos estímulos cognitivos e motores.

Ginástica cerebral – o treinamento mental regular pode alterar os circuitos neurais do cérebro em qualquer idade, estimulando regiões do cérebro responsáveis por habilidades como memória aprendizado e tomada de decisão. Com as aulas de ginástica cerebral do SUPERA, o aluno aumenta a reserva cognitiva e minimiza as perdas cerebrais, melhora a autoestima e diminui o estresse. Além disso, a ginástica cerebral também pode ser praticada online, com jogos específicos que estimulam o cérebro. Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

dezessete − dezesseis =

2 Comentários

Avatar
maria das Graças Ferreira 15 de outubro de 2015 - 15:56

Pratico estas dugestoes recomendadas e me sinto cada vez melhor.

Responder
Avatar
rosana da cunha souto dos santos 13 de outubro de 2015 - 23:56

Muito legal. Podemos melhorar o nosso estilo de vida. Ter uma vida mais ativa. Afinal envelhecer faz parte. Então que seja da melhor maneira.

Responder