fbpx

Kevin Spacey: assédio sexual leva astro de Hollywood à desgraça

Por Maya Santana

Anthony Rapp (esquerda) foi o primeiro a denunciar: Kevin Spacey o assediou sexualmente, em 1986, quando tinha 14 anos e o protagonista de House of Cards, 26

Maya Santana, 50emais

Impressionante a queda vertiginosa de um dos atores mais respeitados e bem pagos de Hollywood. Kevin Spacey, 58, estrela do seriado House of Cards (ganhava mais de 500 mil dólares por episódio), no qual faz o papel do político despudorado (pleonasmo?) Franck Underwood, caiu em desgraça depois da primeira denúncia de assédio sexual, feita por um ator, que o acusou de molestá-lo quando tinha 14 anos e Spacey, 26. Depois disso, outras acusações vieram e o grande ator ficou sem saída. Por causa do escândalo, a Netflix já anunciou a suspensão da sexta temporada de House of Cards. É a segunda figura poderosa da indústria do cinema americano que vai ao chão em pouco tempo: o primeiro foi o super produtor Harvey Weinstein, 65, um contumaz abusador de mulheres. Tanto Weinstein quanto Spacey desapareceram, depois de mandarem dizer que estavam indo se tratar. Muito triste, para dizer o mínimo, que uma carreira tão brilhante como a de Kevin Spacey termine assim, expondo o astro a tamanha humilhação.

Leia a excelente reportagem de Beatriz Diez para a BBC Brasil – A vertiginosa queda de Kevin Spacey, de grande estrela de Hollywood a ‘assediador sexual’:

Em menos de 72 horas, o ator Kevin Spacey passou de um dos atores mais respeitados do mundo do cinema, teatro e televisão a pivô de acusações de assédio sexual, com a carreira em frangalhos e pedindo um tempo para se tratar.

Após a primeira acusação, divulgada no domingo, de que teria abordado de forma indevida um ator adolescente há mais de 30 anos, ele revelou ser gay – e foi duramente criticado por ativistas LGBT, por ter, supostamente, usado sua sexualidade como “cortina de fumaça” para tirar a atenção das alegações de assédio.

A exemplo do que aconteceu com o produtor de cinema Harvey Weinstein, seguiram-se novas acusações contra o ator, que ganhou dois Oscars – e é bastante conhecido pelo papel de Frank Underwood na série House of Cards.

“Kevin Spacey vai tirar o tempo necessário para buscar diagnóstico e tratamento”, informou um representante do ator à revista Variety.

Abaixo, a BBC revisita a trajetória do aclamado ator e elenca as alegações contra ele.

Rápida sucessão de eventos
No domingo, o site Buzzfeed divulgou as declarações do ator Anthony Rapp, que afirmou ter sido assediado por Spacey em 1986 quando tinha 14 anos. Na ocasião, Spacey tinha 26 anos.

Desde a revelação dos detalhes de como foi abordado por Spacey (“ele me carregou no colo como um noivo carrega a noiva…então, se deitou em cima de mim”), houve uma rápida sucessão de eventos. No mesmo dia, Spacey pediu desculpas e assumiu ser homossexual.

Em seguida, vieram as críticas de grupos LGBT – e novas denúncias de assédio, como as do ator mexicano Roberto Cavazos e do cineasta Tony Montana.

Na terça-feira, o provedor global de filmes Netflix anunciou que suspendera as filmagens da sexta temporada de House of Cards.

E na quarta, Spacey, hoje com 58 anos, anunciou que estava saindo de cena para se tratar.

As alegações continuam. Segunda a rede TV norte-americana CNN, vários integrantes homens da equipe de House of Cards reclamaram do ambiente “tóxico” no set por causa do comportamento de Spacey, marcado por assédio e outros abusos. Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

treze + um =

2 Comentários

Avatar
DEnise 3 de novembro de 2017 - 23:59

Li que “todos sabiam dos assédios” tanto dele como de “outros de montão” Por que não denunciam assim que acontecem os assédios?? Há uma enorme troca de interesses nesse meio artístico e agora que muitos já estão com suas carreiras firmes, famosos e ricos, resolveram denunciar. Sinceramente, não sei quem é o mais podre.

Responder
Avatar
Murillo Lima Alves 15 de janeiro de 2020 - 00:46

Desnecessário falar agora que estão com suas carreiras firmes resolvem denunciar. Vc acha mesmo que uma criança de 14 anos que era a idade que ele tinha, sendo molestada num mundo de adultos, tem a mesma “perspicácia”?
Vergonha, medo, entre outros motivos. Ridículo o comentário. Realmente existe muito lixo nesse mundo, mas ñ a vítima.

Responder