fbpx

Médicos alertam: bisturi não é fonte da juventude

Por Maya Santana

Médicos alertam que plástica com promessa de aparência mais jovem é um erro

A plástica não deve ser feita com promessa de aparência mais jovem

Se você topar fazer agora uma cirurgia plástica de rejuvenescimento no  entorno dos olhos, saiba que, em média, seu novo rosto vai lhe deixar com a cara  de três anos, um mês e uma semana atrás, como se voltasse para o dia 5 de julho  de 2010. Mais que isso é sorte estatística.Pesquisadores americanos reuniram 49  pacientes que passaram o bisturi no rosto e mostraram fotos de antes e depois da  operação para 50 voluntários que jamais viram essas pessoas. Cada jurado deveria  estimar a idade dos pacientes e dar nota de 1 a 10 para o nível de  “atratividade” dos que passaram pela plástica.

A pesquisa foi publicada na revista científica americana “JAMA Facial Plastic  Surgery”. Os pacientes tinham entre 42 e 73 anos e fizeram cirurgias de correção  nos olhos ou de sobrancelha, ou as duas. Não entrou na lista quem tinha passado  por injeção de toxina botulínica ou plástica no nariz, e o jurado que visse a  foto de antes não deveria ver como ficou de depois, para valer a regra do teste  cego.

Se quer saber se os pacientes ficaram mais ou menos atraentes com a cirurgia,  a diferença entre as notas do antes e depois foi tão pequena, que os autores do  estudo, do Lenox Hill Hospital, de Nova York, a relataram como “insignificante”.  Sessenta por cento dos jurados deram notas entre 4 e 6 para as fotos que  observaram.

Tirar uma ruga é só tirar uma ruga

A honestidade no trato com o paciente e saber negar uma cirurgia quando ela é  inviável para cumprir às expectativas de quem quer voltar à aparência da geração  dos filhos são aspectos fundamentais, garantem cirurgiões plásticos ouvidos pelo  GLOBO. Maurício de Maio, cirurgião e autor de livros sobre medicina estética,  explica que a relação entre médico e paciente deve ser pautada por resultados  objetivos. Se o desejo é remover as bolsas de gordura sobre as pálpebras,  garante-se então a retirada do excesso. Mas se o indivíduo quer remodelar o  entorno dos olhos porque acha que vai ficar dez anos mais jovem, aí está a  chance de frustração. Leia mais em  O Globo

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

seis + 13 =