Meditação transcedental eleva poder cerebral

Victor Gomide (de camisa azul) é adepto da meditação silenciosa: "Estou mais tranquilo, sereno, com a saúde melhor. Cuido mais de mim, valorizo mais a vida"
Victor Gomide (de camisa azul) é adepto da meditação silenciosa: “Estou mais tranquilo, sereno, com a saúde melhor. Cuido mais de mim, valorizo mais a vida”

Num mundo cada vez mais agitado, a meditação transcendental surge como um espécie de remédio para acalmar o espírito. É por isso que vem atraindo cada vez mais pessoas interessadas em melhorar sua qualidade de vida. A prática do silêncio, segundo mostra este artigo publicado pela revista Encontro Brasília, ajuda a aliviar as tensões, proporcionando um sono tranquilo e aumento da concentração.

Leia o artigo:

O silêncio só não impera na casa do Lago Sul porque os passarinhos intervêm e contribuem para uma calmaria que dá a impressão de que o mundo parou, sossegou por um momento. Ao chegar ao local, o aroma de incenso saindo por uma janela mostra o caminho até a sala de meditação. Para entrar nesse pouco explorado estado da mente, a primeira regra é retirar os sapatos. A segunda, deixar todos os preconceitos do lado de fora.

Mário José Pinto, instrutor de meditação transcendental
Mário José Pinto, instrutor de meditação transcendental

No local, acontece a prática da meditação transcendental. A técnica leva a um estado de repouso em alerta: a mente se recolhe do campo dos sentidos, mergulha para dentro. Quem pratica começa a perceber os pensamentos desde um nível mais superficial da mente até um nível mais sutil. “Esse é um estágio que só experimentando para entender”, comenta o instrutor Mário José Pinto. Uma vez que a pessoa passa pelo curso, está apta a praticar a técnica para o resto da vida.

Com a prática, há um aumento da capacidade cerebral. Segundo o instrutor, quem medita passa a usar regiões do cérebro normalmente não estimuladas. Com isso, há uma série de benefícios para o organismo, tais como a melhora na memória e na qualidade do sono, além do aumento da concentração. Algumas dessas vantagens começam a ser percebidas imediatamente. “Não é um milagre. Mas as pessoas passam a dormir melhor, por exemplo, porque há a liberação da tensão.”

Outro benefício é relacionado ao foco. Como a nossa mente é sempre estimulada, fica difícil focar em algum ponto. Com a meditação, cortam-se esses estímulos. Logo, quando a pessoa vai fazer alguma atividade, consegue se concentrar mais facilmente. “A meditação é uma forma de fazer tudo o que se tem de fazer gastando o mínimo de esforço com o máximo de eficiência”, define Mário.

O instrutor pratica a meditação transcendental desde 1998, quando passava por uma depressão. Na época, pesquisou sobre o assunto e viu na técnica uma forma de, por contra própria, se livrar de preocupações. Interessou-se por ela por não ser um conjunto de dogmas. “Há uma série de pesquisas científicas por trás. Apesar de ser uma técnica indiana milenar, não é ligada a religião.” Clique aqui para ler mais.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca faremos spam! Dê uma olhada em nossa Política de Privacidade para mais informações.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo