Mercado de trabalho se abre para cinquentões

Por Maya Santana
Em 2040, mais de 50% da força de trabalho será de pessoas de mais de 45 anos

Em 2040, mais de 50% da força de trabalho será de pessoas de mais de 45 anos

O envelhecimento da população brasileira se reflete no mercado de trabalho: quase 60% das pessoas que estiverem trabalhando em 2040 terão mais de 45 anos. E mesmo agora já há uma valorização do profissional maduro, com mais experiência, porque firma-se a percepção de que este profissional, com o conhecimento que acumulou, traz grandes ganhos para a empresa, como mostra o artigo publicado pelo Estadão.

Leia:

Surpresa. Um estudo da PriceWaterhouse Coopers e da Fundação Getúlio Vargas (FGV) estima que, em 2040, 57% da força de trabalho brasileira será composta por profissionais com mais de 45 anos. No Brasil, em 2012, os trabalhadores com idade a partir de 40 anos representavam 34,85% da mão de obra ativa, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad).

Os dados mostram que os profissionais mais maduros têm, sim, lugar no mercado de trabalho. Apesar do fantasma que assombra os que estão nessa faixa etária e de as empresas estarem numa constante busca por novos talentos, cresce a percepção, dizem especialistas, que unir o conhecimento dos mais velhos com o potencial e a vontade dos mais jovens é uma excelente fórmula para o desenvolvimento da companhia.

— Profissionais de maior idade trazem uma bagagem de conhecimentos imensurável, e não estão atrás de quantidade de empregos que possam destacar na carteira profissional. O que importa para eles é a qualidade do serviço, o respeito pela equipe de trabalho e, principalmente, sua valorização no ambiente — afirma Elisângela Silva, consultora em RH da Luandre Soluções em Recursos Humanos, que há quatro anos seleciona trabalhadores para vagas que não limitam idade.

Em entrevista à TV americana CNBC, o bilionário mexicano Carlos Slim disse que a tecnologia gerou um ambiente de negócios em que o conhecimento é mais importante que a força física, o que beneficia os profissionais mais experientes.

— A busca por profissionais mais experientes vem acontecendo, em especial, para posições que exigem mais conhecimentos e vivências profissionais. Há organizações que contratam este perfil de profissionais com foco na transferência do aprendizado e do conhecimento — afirma Ylana Miller, sócia-diretora da Yluminarh e professora do Ibmec.

Os motivos que levam a esta nova onda são vários, desde a falta de talentos para postos que requerem conhecimento específico até a própria mudança na curva demográfica do Brasil. Fátima Mangueira, diretora da Mira Recursos Humanos, ressalta que justamente a falta de talentos nos níveis mais altos de gestão está levando cada vez mais empresas a optarem pela contratação desses profissionais, já que eles são conhecidos como gestores mais experientes:

— Nota-se um misto de experiência e maturidade destes, que, interagindo com a geração Y, tornam-se importantes para o mundo de negócios. Essa interação entre gerações é importante para todas as partes. Cria um ambiente desafiador e estimulante para as empresas e para os profissionais, não importa a idade. Clique aqui para ler mais.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





2 Comentários

Paulo syla amtonio 9 de abril de 2017 - 00:12

Preciso de uma oportunidade de trabalho .minha experiência e como ajudante de cozinha e cozinheiro industrial .meu nome é paulo syla antonio /telefone 024/22462901/988757106/zap 992688388/por favor me de uma oportunidade. Que Deus abençoe todos vocês.

Responder
Rosa 28 de julho de 2014 - 21:34

Sim, reportagem estimulante, mas onde procurar efetivamente?? Digam o site, por favor!

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais