fbpx

“Metade dos brasileiros aos 50 é hipertensa”

Por Maya Santana

A um passo dos 70 anos, Dráuzio Varella é o médico mais conhecido do país

A um passo dos 70 anos, Dráuzio Varella é o médico mais conhecido do país

Drauzio Varella, aos 69 anos, é hoje o médico mais conhecido do Brasil. É também escritor best-seller, com Estação Carandiru. Não bastasse, foi um dos fundadores do cursinho Objetivo, um dos pioneiros no combate à aids no Brasil e por 20 anos dirigiu o serviço de Imunologia do Hospital do Câncer, em São Paulo. Nesta entrevista, o cancerologista fala sobre o estresse permanente no ambiente corporativo, os avanços da medicina, o trabalho voluntário nas prisões e seu próximo livro.

O brasileiro está cuidando bem da saúde? Não. Cuidar bem da saúde quando você fica doente não é cuidar da sua saúde. Nós temos uma visão da saúde como obrigação dos outros. O cara engorda 30 quilos, bebe, fuma e, quando passa mal, acha que os médicos precisam resolver.

Quais são hoje os piores problemas dos brasileiros? A obesidade e o sedentarismo. Atualmente, 48% da população adulta está acima do peso. Qual o resultado? Metade dos brasileiros aos 50 anos é hipertensa. Aos 70 anos, são 70%. É gente dependendo da saúde pública para tratar de pressão arterial e dos problemas que ela gera: ataque cardíaco, insuficiência renal, derrame, diabete e cegueira. Não há sistema de saúde que aguente.

Quais os prejuízos à saúde quando se trabalha demais? A maioria das pessoas que trabalha muito vive em estresse permanente. Falta tempo para descontrair e para fazer exercício. E a vida sedentária é uma tragédia. Um cara que trabalha 15 horas mal tem tempo de chegar ao trabalho e voltar para casa. Tem gente que me pergunta: como eu faço para fazer exercício? Problema seu. Se você não consegue tirar 30 minutos por dia para fazer exercício, está vivendo errado.

Como os executivos podem cuidar da saúde? Tem de achar um jeito de fazer exercício. Subir a escada, pelo menos. Qualquer escritório tem uma escada. Parar o carro longe, para andar um pouco mais. Lutar contra a preguiça. Você considera que o esforço físico é uma desvantagem, mas é o conforto que é o seu inimigo. Ao contrário de outras máquinas, o corpo humano não se desgasta com o exercício físico, ele se aprimora. A circulação fica mais eficiente, oxigena melhor os tecidos, o coração, o cérebro. Ajuda a ter uma função cognitiva mais completa. O segundo conselho é não comer tudo o que lhe oferecem.

Como aliviar o estresse? Fazer meditação e ioga pode ajudar alguns. Para quem não quer isso, a única alternativa é exercício. O estresse é um mecanismo sem o qual nós não estaríamos conversando agora. Se você dá de cara com um animal no meio da floresta, reage por causa do estresse. O problema do estresse moderno é que você não encontra um animal na floresta. O estresse é permanente. Ao fazer exercício, você libera diversas substâncias que dão a sensação de paz e tranquilidade que falta no mundo moderno. Leia mais em epocanegocios.com.br

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

3 × 2 =

1 Comentários

Avatar
monica minelli 11 de julho de 2013 - 00:47

eh,,, o estresse É permanente,,,,, haja exercício.
bjos

Responder