fbpx

Ministério da Saúde lança Guia da boa Alimentação

Por Maya Santana

 Mais de 50% dos brasileiros estão acima do peso

Mais de 50% dos brasileiros estão acima do peso

Preocupado com o número de pessoas acima do peso, que só aumenta, e com o avanço das doenças crônicas no país, o Ministério da Saúde resolveu lançar uma segunda edição do guia alimentar que distribuiu em 2006. O objetivo é orientar, para que a população se alimente melhor. A base da alimentação, como mostra o guia, deve ser caseira, com frutas, carnes, legumes e folhagens frescas. Entre os alimentos a evitar estão os chamados ultraprocessados, como macarrão instantâneo, salgadinhos de pacote e refrigerantes, entre outros.

Leia o artigo publicado pelo portal Uai:

Na tentativa de diminuir a obesidade e o avanço das doenças crônicas no país, o Ministério da Saúde lançou nesta quarta-feira o Guia Alimentar para a População Brasileira. A publicação prioriza uma alimentação caseira, com consumo de alimentos frescos, como frutas, carnes e legumes, e minimamente processados, como arroz, feijão e frutas secas. O que

alimentação caseira, com alimentos frescos, como frutas, carnes e legumes

Alimentação caseira, com tudo fresco: como frutas, carnes e legumes

Clique aqui e confira a versão digital

Dados da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico de 2013 indicam que 50,8% dos brasileiros estão acima do peso e 17,5% são obesos. Os percentuais são 19% e 48% superiores aos registrados em 2006, quando a proporção era 42,6% e 11,8%, respectivamente. A obesidade é considerada fator de risco para doenças crônicas como diabetes e hipertensão e para alguns cânceres.

Leia também:
Guia de prevenção do câncer

O guia é uma atualização da publicação lançada em 2006 e acentua a importância da alimentação caseira, com regularidade de horários, ambientes apropriados, sem televisão, celular ou discussões de trabalho. A pasta aconselha ainda que alimentos ultraprocessados, como macarrão instantâneo, salgadinhos de pacote e refrigerantes, assim como produtos prontos, como sopas de pacote, pratos congelados e molhos industrializados sejam evitados. “O guia se transforma cada vez mais em um instrumento de educação para a alimentação saudável”, avaliou o ministro da Saúde, Arthur Chioro. Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentários

Avatar
rita 7 de novembro de 2014 - 10:20

por favor me mande um guia deste ai.

Responder