Morta há 50 anos, Sylvia Plath ainda confunde

Por Maya Santana
A poeta americana suicidou-se aos 30 anos de idade

A poeta americana suicidou-se aos 30 anos de idade

O suicídio da poeta norte-americana Sylvia Plath, aos 30 anos, em 11 de fevereiro de 1963, deu início a uma questão que acabou por gerar, ao longo dos anos, uma verdadeira indústria de publicações biográficas: quem era, na verdade, Sylvia Plath? Cinquenta anos depois, foram tantas disputas e livros sobre a vida e a morte da poeta que é tempo de mudar a questão ao ler algo sobre ela: Plath era de quem?

É o que sugere um dos lançamentos mais interessantes relacionados com a data: “Claiming Sylvia Plath” (reivindicando Sylvia Plath, Cambridge Scholars, 370 págs., US$ 74,99), da norueguesa Marianne Egeland. Professora da Universidade de Oslo, Egeland analisou as publicações sobre Plath escritas entre 1960 e 2010 para traçar a recepção da poeta por diferentes grupos de leitores: feministas, críticos, biógrafos, psicólogos e amigos.

Isso porque poucos autores tiveram vida e legado tão debatidos como Plath. As causas de seu suicídio, o papel do marido, o poeta inglês Ted Hughes (1930-1998), em sua morte, e as origens dos poemas vociferantes publicadas em seu livro póstumo, “Ariel”, geraram um turbilhão de análises.

Mais que isso: tais disputas pintaram diferentes figuras da poeta. “Fiquei surpresa não só com a quantidade de ‘Sylvias’ contrastantes, mas com o tanto que comentaristas acreditam que suas versões são as únicas corretas”, disse Egeland à Folha.

Um ponto interessante colocado pela autora é que Plath acabou sendo usada como um argumento pelos diferente segmentos que escreveram sobre ela, moldando sua figura de acordo com os interesses de cada visão. E é possível, afinal, saber quem foi a verdadeira Sylvia Plath? Continua em http://migre.me/dbFNQ


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais