fbpx

Mulheres comprovam que é possível ser feliz sozinhas

Por Maya Santana

Andrea Guimarães, 51, é uma das que se sentem bem morando sós

Andrea Guimarães, 51, é uma das que se sentem bem morando só

Aos 65 anos, eu sou uma das 70 milhões de pessoas, registradas pelo IBGE, que moram sozinhas no Brasil. Quase metade delas, assim como eu, são mulheres. O que posso dizer da minha experiência de ter o meu próprio espaço para morar confirma o que a maioria das pessoas nesse artigo disse: é realmente possível viver sozinha e estar bem, caminhando plenamente pela existência, com independência e liberdade. O bem estar também está associado à capacidade de a gente conviver com a gente mesma. Vivo só. Um privilégio.

Leia o artigo do portal Uai:

“Que minha solidão me sirva de companhia.” A frase, escrita por Clarice Lispector em Um sopro de vida, é um reflexo do que acontece com 70 milhões de brasileiros. Esse era, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o número de pessoas que moravam sozinhas em 2014. Mas o que pode soar como uma realidade angustiante, ganha a cada dia nuances mais leves. Para muita gente, não ter que dividir o espaço e/ou a vida com ninguém é sinônimo de liberdade. Com essa inspiração, a ilustradora mexicana Idalia Candelas criou uma série de desenhos, em preto e branco, que mostram as delícias de morar sozinha. As imagens fogem da ideia de que é impossível ser feliz sem companhia, pelo contrário. Revelam as maravilhas por trás dessa condição, que traz a oportunidade do autoconhecimento. Inúmeros motivos podem levar uma pessoa a morar sozinha — divórcio, estudo, trabalho em uma cidade diferente — mas a experiência ganha novas cores quando a vontade de ser livre é a opção. Nesse universo, as mulheres aparecem, cada vez mais, como protagonistas.

A ilustradora mexicana Idalia Candela fez uma série de desenhos para mostrar a beleza de viver só. Leia entrevista com ela abaixo

A ilustradora mexicana Idalia Candela fez uma série de desenhos para mostrar a beleza de viver só. Leia entrevista com ela abaixo

Pesquisa feita pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatísticas), também em 2014, mostrou que 46% das pessoas que moram sozinhas no país são mulheres. Dessas, 31% têm entre 25 e 34 anos. A idade de média em que os brasileiros estão se casando também aumentou, o que interfere diretamente no crescimento dessa taxa. Muita gente prefere experimentar a vida antes de se aventurar na divisão da cama, das contas, das responsabilidades e das decisões. Algumas sequer sonham com isso. Para muitas mulheres, o casamento não é mais obrigação. A maternidade também é apenas uma opção.

Andrea Guimarães, 51 anos, servidora pública, aos 9 revelou a uma prima o sonho de morar sozinha. O desejo passou. A jovem havia sido criada para se casar, ter filhos. Aos 27, tinha um namorado que amava muito. Ele, porém, precisou mudar de cidade e o relacionamento acabou. O casamento deixou de ser uma opção e, concursada e com boa situação financeira, Andrea viu que o próximo passo a ser dado era justamente sair da casa da mãe. Não estava, no entanto, tão feliz quanto a maioria das pessoas quando compram o primeiro apartamento. “Eu tinha sido criada de uma forma muito tradicional, num romantismo exagerado”, relata.

Na nova fase, Andrea precisou desconstruir a idealização que a cultura patriarcal impôs a ela. Com o tempo, Andrea percebeu que morar sozinha está longe de ser sozinha. “Eu aprendi a valorizar cada relacionamento que tenho. Não apenas os amorosos. Invisto muito nas amizades”, conta. Não espera convites para fazer nada. Ela mesma convida, e está preparada para ouvir negativas. Tem a vida estruturada para fazer programas sozinha, se for o caso.

Os amigos a veem como uma pessoa forte. Deles, nunca recebe julgamentos. Um ou outro confidencia uma pontinha de inveja que sente da liberdade que ela tem. Uma única vez que se sentiu agredida por ser sozinha. Uma vizinha descobriu que, quando jovem, Andrea rejeitou um homem que queria se casar com ela. Sem pudor algum, comentou: “Não quis o fulano, acabou sozinha”.

Amores
É claro que Andrea teve outros namorados além daquele do início da vida adulta, com quem acreditava que se casaria. Por 12 anos, manteve um relacionamento sério, mas cada um na sua casa. Ele tinha filhos, o que complicava uma possível união. “Nós nos amávamos e tínhamos liberdade”, conta. Por não ter filhos, a servidora pública tinha muito mais disponibilidade, então, conta que precisou se treinar para dar espaço ao outro e não se deixar ser manipulada por conta da condição de estar sempre disponível. A julgar pelo tempo que passaram juntos e o carinho com que Andrea se refere ao ex, é fácil apostar que os dois tiveram uma ligação de muito sucesso.

A servidora pública não tem problema em dividir espaços. De uma família de cinco irmãos, gosta da casa cheia e morar sozinha não significa estar com o apartamento vazio. Ele é preenchido com a presença de dois cachorros e de fotos que trazem lembranças das inúmeras aventuras que viveu, como de um curso de mergulho. Clique aqui para ler mais.

er mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





31 Comentários

Eliane Martins 30 de julho de 2019 - 11:07

Bom dia!
Definitivamente não gosto de morar sozinha… tive problemas depressivos por um longo tempo em que todas as reuniões que aconteciam na minha casa lá estava eu trancada num quarto… mas mesmo nesse estado depre eu gostava de saber que tinha vida em casa…

Fui casada, me divorciei muito cedo, tenho 51 anos, meu único filho logo que se formou casou… terminei um relacionamento recente com uma Mulher (Adoro campo e ela cidade, adoro praia e ela não… haviam muitos desencontros) e agora estou sozinha…

Acho sem sentido acordar e não ter ninguém pra compartilhar planos, caminhar junto na vida. Qdo digo a dois pode ser relacionamento de filho, ou neto, ou amigo, ou namorado(a).

Responder
Lis 25 de março de 2019 - 18:17

Ola, sou Lis tenho 53 anos me divorciei a 3 anos de um casamento de 30 anos, meu filho mais velho e casado e o mais novo estuda no estrangeiro. vivo sozinha a 1 ano, porem, nunca me senti sozinha, gosto de passar o fim de semana sozinha, passear no shoping sozinha. Todos os dias saio do trabalho para casa com grande entusiasmo como se alguem me esperasse, mas quem me espera eh a minha propria companhia que tanto adoro.

Responder
Maria Helena Farias 24 de março de 2019 - 22:27

Olá sou Maria Helena, nordestina, Paraibana, divorciada há mais de 20 anos e moro sozinha! Seu relato de solidão onde há dias em que dói o coração me chamou atenção! Concordo com você! viajar sozinho(a), sair a noite, dormir sozinho(a)! porém algumas coisas são legais. Especialmente e sensação de liberdade. Meu contato é para te falar que você não está sozinho, viver é a melhor cousa da vida.

Responder
Lis 25 de março de 2019 - 18:14

Ola, sou Lis tenho 53 anos me divorciei a 3 anos de um casamento de 30 anos, meu filho mais velho e casado e o mais novo estuda no estrangeiro. vivo sozinha a 1 ano, porem, nunca me senti sozinha, gosto de passar o fim de semana sozinha, passear no shoping sozinha. Todos os dias saio do trabalho para casa com grande entusiasmo como se alguem me esperasse, mas quem me espera eh a minha propria companhia que tanto adoro.

Responder
Andréa Maria da Silva gomes 24 de março de 2019 - 10:56

Estou com 48 anos e a 3 anos moro sozinha.me sinto muito feliz e realizada de ter conseguido meu espaço e curto muito a minha casa,gosto de arrumar, limpar estou sempre comprando uma coisa nova! Acho que aprender a viver só e um estilo de vida e privilégio de poucos.

Responder
Vanilde 24 de março de 2019 - 09:34

Adorei ler as experiências.também criei meus filhos e moro sózinha…e gosto da minha companhia ,gosto de passear,viajar…sou muito grata pelo previlégio

Responder
Circe Valério Da Silva 9 de março de 2019 - 17:59

Meu morar sozinha , aconteceu aos poucos, me casei muito cedo, com 25 anos já tinha uma filha com 5 anos e um bebê de 8 meses. Criei meus filhos, mudei de cidade com eles, eles cresceram, a menina fez duas faculdades e casou, fique com o menino, que na época tinha 22, ele também se formou, começou a namorar e em 2010 casou. Aí fiquei sozinha de vez. Morei com uma pessoa durante um ano. E quando resolvi me mudar de cidade o relacionamento acabou, me mudei pro interior de São PAULO, não me adaptei , então mudei aqui em Itanhaém, litoral sul de São PAULO. Estou aqui a 5 anos, hoje tenho 62 e não troco minha vida, minha liberdade por nada. Amo morar sozinha, me dou muito bem comigo, gosto da minha companhia.

Responder
Margarida 9 de março de 2019 - 13:16

oro só já uns 10 anos e acho que é um privilégio, é assim que sinto. Amo o meu espaço,sou muito feliz assim.

Responder
Denise 9 de março de 2019 - 12:23

Adorei ler tudo isso

Responder
Sandra 7 de março de 2019 - 20:05

Na vdd aprendi a gostar de morar sozinha. Sou separada tem 25 anos e meu filho casou há 7 . Hoje aceito e gosto da MH vida…mas, confesso que demorou mto para eu entender que sou mh melhor companhia depois de tanto tentar novos relacionamentos. Encontro calor humano nos amigos e na família !!!

Responder
Eliane Dantas Teixeira 3 de março de 2019 - 11:26

Gostaria de participar desse grupo

Responder
Teresa 2 de março de 2019 - 19:05

Eu tive uma experiência morando sozinha em virtude do meu trabalho! Detestei a experiência! Me aposentei e voltei para a minha casa, com meu esposo, mas confesso que tive dificuldade para me readaptar, agora porém , passados três meses já me readaptei!

Responder
Zélia Brito guimaraes 28 de fevereiro de 2019 - 15:03

Eh verdade…mora soh tem muitas vantagens. Eu estou aposentada e adoro isto. Faço academia, hidroginástica tomo sol …e viajo sempre que posso. Lógico que as vezes sinto falta de uma companhia masculina..mas penso que o ideal eh cada uma na sua casa .e juntos no fim de semana…

Responder
ROBERTO TEIXEIRA GUIMARAES 7 de março de 2019 - 16:34

Concordo não podemos perder a nossa liberdade cada um no seu canto, mas tomar cerveja e ir ao cinema é sempre bom uma companhia.

Responder
Teresa Palma 27 de fevereiro de 2019 - 21:07

Me identifiquei muito. Sou viúva a 18 anos e embora tenha um filho casado, prefiro não incomoda-lo , faço tudo só. Gosto de viajar, programas culturais, etc. Depois de alguns relacionamentos frustrantes, entendi que sou a pessoa que melhor me entende e me faz companhia.

Responder
ROBERTO TEIXEIRA GUIMARAES 27 de fevereiro de 2019 - 17:56

Sou viúvo, moro na Asa Norte, tive um relacionamento que durou mais de 3 anos, fizemos muitas viagens e no final da minha última viagem para RS minha namorada disse que não gostaria de se relacionar comigo , não deu explicações. Morar sozinho quando é uma opção acho legal, mas quando você gosta de companhia, tem dias que dá uma dor no peito, uma saudade, um vazio. Ir ao cinema, Barzinho,…… sozinho não

Responder
Mauricéa Morais 12 de março de 2019 - 08:44

Bom dia. Vivo sozinha, após meus filhos terem constituído família, com minha cachorrinha e Deus. Adoro a paz que reina em meu lar mas vez por outra, viajo por lugares não muito badalados que aumentem minha alegria de viver. Tenho 61 anos, aposentada e aberta ao conhecimento de pessoas que tenham esse mesmo espírito aventureiro que nutro. Quem sabe, possa encontrar aqui alguém com pensamento parecido!
Meu próximo objetivo é conhecer o Jalapão. Bora?
Mauricéa

Responder
Nubia maria 26 de março de 2019 - 18:04

Meu nome é Nubia sou viúva e tenho 58 anos… me casei com 16 anos E aos 27 anos fiquei viuva ….MORO TBM EM BRASÍLIA a dois anos depois de um.relacionamento de 28 anos , resolvie me separar de uma relação conturbada….To gostando mto de esta só mas gosto de dançar tomar uma cervejinha é to feliz assim quando to afim saio e me divirto bastante…E se por acaso vier a gostar de alguém,Que cada um fique na sua casa…consertesa vamos nus divertir mto.Sair pra dançar viajar
E algo mais….rsrsrsrs to me sentido mto. bem !!!

Responder
Alex 26 de março de 2019 - 21:06

Interessante seu comentário dançar viajar e algo mais

Responder
rose figueiredo 2 de agosto de 2019 - 13:17

Eu entendo o que sente, pois eu nao gosto de ficar sozinha, tenho medo de envelhecer mais sozinha.

Responder
Cristina Bracco 11 de novembro de 2018 - 19:46

Eu queria morar numa comunidade, onde todos dessem bom dia e fizessem exercícios só sol
.Moro sozinha, mas não me sinto bem,lavei um tombo, tive que na acudir sozinha e tenho 57 anos e sou ativa.
Onde posso encontrar essa comun8dade para os cinquentenário e ou mais?

Responder
Angelica Aquino 28 de outubro de 2017 - 13:48

Moro sozinho e adoro. Tenho 66 anos e pela graça de Deus não tive filhos. Adoro me levar passear e viajar. Quem me acompanha sempre é meu marido Oscar ($$$). Coloco ele no bolso e vivo super feliz. Sou livre leve e solta.

Responder
Angelica 28 de outubro de 2017 - 13:44

Eu moro sozinha e adoro. Gosto muito de sair também. Se tenho companhia eu saio, mas se não tenho também saio sozinha. Não tenho filho e hoje com 66 anos agradeço muito não ter tido filho, mas reparo que a maioria das pessoas acham esquisito. Nada melhor do que me complementar comigo mesmo.

Responder
Thereza pinheiro 27 de fevereiro de 2019 - 18:38

Estamos na mesma situação. E diria que é muito boa!

Responder
[email protected] 15 de agosto de 2019 - 09:04

Muito bom esse artigo, eu tbm moro só e gosto muito da minha companhia.

Responder
Antônia Cordeiro Lino. 20 de outubro de 2017 - 13:13

Eu amo esse blog… leio todos os artigos.. sou casada tenho 58 anos. Os artigos da pra gente a noção, De que a nossa vida é cheia mudanças e tomadas de decisões….

Responder
Mariza 19 de outubro de 2017 - 18:38

Adoro esse blog 50 mais. Bem estou morando sozinha há 2 anos meu filho mais novo se casou , aí fiquei morando sozinha , sou divorciado há 20 anos , não quis me casar novamente , adoro viajar , tenho meu escritório , meus amigos , muitas vezes viajo só , agora mesmo estou em Barcelona Espanha em uma viagem solo por Portugal e Espanha , adoro minha companhia ,

Responder
Malu 24 de março de 2019 - 11:43

Que chique! Parabéns!!!

Responder
Terezinha Marques da Silva 29 de abril de 2016 - 20:58

Adoro esse blog 50 mais. Tenho 52 anos e muitos artigos me ajudam muito, tanto para reflexão como para tomada de algumas decisões. Ótimo blog para mulheres com mais de 50.

Responder
Val barboza 7 de agosto de 2019 - 15:58

Adoro tb.tenho 51 anos,há 9 estou só..sou dona de mim…

Responder
SONIA ROCHA BARBOSA 20 de abril de 2016 - 01:33

Maravilha moro só também!

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais