Não subestime os gastos que vai ter depois da aposentadoria

Despesas que antes você não tinha podem passar a pesar no seu orçamento
Despesas que antes você não tinha podem passar a pesar no seu orçamento

Vânia Cristino, 50emais

Vocês já devem ter ouvido os amigos falarem que, quando estiverem aposentados, poderão ter uma renda menor porque terão menos despesa. Certo? Tenha cuidado com essa afirmação porque ela pode induzir você a um erro grave.

Algumas despesas, como matrícula, material escolar e anuidade de colégio ou faculdade, assim como plano de saúde para os filhos e, muitas vezes, até mesmo o aluguel, deixam realmente de existir. Nessa fase da vida os filhos estão crescidos, já até saíram de casa, e você pode muito bem ter conseguido adquirir a casa própria.

Se, por um lado, essas despesas deixaram de existir, não subestime as outras que, se antes não existiam, podem passar a pesar no seu orçamento. Um exemplo é o seu próprio plano de saúde. Quando estava trabalhando numa empresa, muitas vezes o custo do plano de saúde era totalmente assumido por ela ou, no máximo, compartilhado com você. Agora na aposentadoria não. Ele passará a ser bancado exclusivamente por você e seu peso no orçamento doméstico é bastante significativo.

Repórter de economia deste 1979, vencedora do prêmio Esso de jornalismo em 2009, Vânia Cristino é especialista na área de previdência e trabalho
Repórter de economia deste 1979, vencedora do prêmio Esso de jornalismo em 2009, Vânia Cristino é especialista na área de previdência e trabalho

Isso sem contar com as despesas com remédios, que provavelmente vão subir. A inflação na terceira idade também tem que ser levada em conta, pois geralmente é mais alta que a média. E tenha em mente que o valor de sua aposentadoria não será totalmente corrigido por ela, o que implicará em perda de renda ao longo do tempo.

Nessa fase da vida seus familiares, filhos inclusive, podem ainda precisar de sua ajuda. Seus pais podem estar velhos, precisando de cuidadores e, nesse caso, sua ajuda financeira será fundamental. Também pode acontecer do filho não estar assim tão bem colocado no mercado de trabalho, querer fazer uma pós-graduação ou um doutorado e aí? A quem acha que ele recorrerá? A você, é claro.

Some a tudo isso a sua expectativa de como vai viver os anos pela frente sem trabalhar. Se pensa em viajar muito tenha consciência de que isso implica em despesa. Se vai fazer aquele tão sonhado curso como hobby vai pagar por ele e pelo material. E se quer continuar tendo uma vida social ativa, com encontros com os amigos e familiares para jantar, café ou um simples cineminha, isso também tem que ser levado em conta.

A reforma que vem aí

Gostaria de pedir a participação dos leitores sobre que aspecto da reforma da Previdência Social, já anunciada pelo governo e encaminhada ao Congresso Nacional na forma de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC), gostariam de ver abordado aqui no blog. Terei imenso empenho em procurar especialistas para esclarecer as dúvidas para vocês. Por isso não deixem de entrar em contato por e-mail. Até já.

Leia também de Vania Cristino:
Nunca é tarde para se começar a poupar para a aposentadoria
Direito adquirido e expectativa de direito, qual é a diferença?

Se você tem alguma dúvida com relação à Previdência Social, escreva para Vania Cristino: vania.cristino1@gmail.com

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca faremos spam! Dê uma olhada em nossa Política de Privacidade para mais informações.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 4 =

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo