fbpx

Atriz Nivea Maria completa 50 anos de carreira

Por Maya Santana

Atriz, 67, fará peça sobre a chegada da maturidade

Atriz, 67, fará peça sobre a chegada da maturidade

“Sou uma vencedora, como profissional, mulher, ser humano, mãe, avó e pessoa pública. Sou feliz e realizada”. É assim que a atriz Nívea Maria se sente ao completar 67 anos de vida e 50 anos de uma bem sucedida carreira. Nesta entrevista ao Uol, a atriz paulistana fala sobre a idade, as plásticas que fez e sobre seus três casamentos.

Leia:

Dona de vasta carreira profissional repleta de personagens marcantes e de grande sucesso,Nívea Maria, 67, é considerada uma das damas da dramaturgia brasileira. Admirada e respeitada pelo público, diretores, autores e por colegas de profissão, a atriz comemora 50 anos de carreira cheia de energia para desenvolver novos projetos. “Sinto-me realizada por conseguir me manter por tantos anos nesta profissão tão cheia de altos e baixos e conquistar estabilidade, aceitação do meu trabalho e o respeito de todos”, afirma a atriz.

Em viagem a Foz do Iguaçu, no Paraná, Nívea, presença ininterrupta na televisão com inúmeros personagens que até hoje são lembrados e que encantou na Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão, avalia sua trajetória e planeja retornar aos palcos em 2015 com A Última Sessão, peça em que reflete, ao lado de outros atores também experientes, a chegada da maturidade e os tabus da vida.

Qual o balanço que faz dos 50 anos de carreira?
Muito positivo em todos os sentidos, principalmente pelo respeito que sinto que as pessoas têm por mim. Sou uma vencedora, como profissional, mulher, ser humano, mãe, avó e pessoa pública. Sou feliz e realizada.

Quando iniciou na TV, aos 17 anos, imaginava prosseguir?
Não, estudava para o vestibular de Direito e na época fazia comerciais para a televisão. Nos primeiros trabalhos, não me sentia profissional. Só depois de quatro anos de carreira é que comecei a sentir que era disso que queria viver e a perceber a responsabilidade que tinha ao entrar na casa de milhões de pessoas.

Com tantos anos de profissão, o que ainda lhe encanta?
Esse frisson da criação e da descoberta dos personagens é muito interessante. Adoro mergulhar em comportamentos diferentes. Lamento que muitos autores e diretores não ofereçam para nós, atores mais velhos, personagens mais complexos. Eles não imaginam que mulheres e homens com mais de 60 anos tenham uma vida tão intensa quanto a de um jovem, com as mesmas aspirações. A cabeça não envelhece; o corpo, sim.

Lida bem com a idade?
Eu me sinto uma pessoa privilegiada, tenho genes muito bons. Também tenho uma cabeça saudável, já passei por depressão e problemas de saúde, mas estou bem. Meus três netos me deram uma revigorada, uma alegria de viver. Olhar para eles é ver a criança que tenho em mim. Clique aqui para ler mais

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

20 − 16 =