No penúltimo debate, faltou a sociedade brasileira

Por Maya Santana
Mais uma vez, um debate, este na Record, é transmitido quase de madrugada

Mais uma vez, um debate, na Record,vai ao ar quase de madrugada

A exatamente uma semana das eleições, ninguém sabe direito o que os candidatos estão propondo. Com exceção de Marina, que apresentou seu programa de governo, Aécio e Dilma não divulgaram para o Brasil o que vão fazer, se forem vitoriosos nas urnas. Para agravar a falta de conhecimento do eleitor, mais um debate, realizado pela TV Record, é realizado tarde demais para quem trabalha acompanhar.

Leia a análise feita pelo jornal El País deste penúltimo debate antes das eleições de domingo que vem:

No debate entre os presidenciáveis na noite de domingo, na TV Record, o penúltimo antes das eleições, a sociedade brasileira e os problemas reais – os do dia-a-dia, os que preocupam e amargam a vida dos cidadãos – ficaram de fora. Não houve voz para eles.

A impressão que as pessoas comuns devem ter tido – aquelas que provavelmente não puderam assistir à discussão porque, principalmente nas grandes cidades, têm que madrugar para chegar ao trabalho a tempo – é de que elas não interessam àqueles que disputam a conquista da Presidência.

No debate tenso, nervoso, por vezes duro, no qual predominaram as acusações de uns contra outros, os candidatos Dilma Rousseff, Marina Silva e Aécio Neves pareciam mais preocupados em se agredir mutuamente e se defender das agressões do que em discutir o que interessa à população e a faz sofrer.

Nas duas horas de debate, falou-se de muitas coisas, inclusive da corrupção na Petrobras que envergonha e indigna o país, como afirmou Aécio duramente. Mas não houve nada ou quase nada daquilo que angustia de verdade uma sociedade que, em junho do ano passado, saiu às ruas para reivindicar uma melhor qualidade de vida, com serviços públicos dignos de um país rico e em pleno desenvolvimento, e para exigir mais voz nas decisões do poder como forma de fortalecer e ampliar a democracia.

Leia também:
Debate dos candidatos à presidência: você viu?
Marina, Aécio, Dilma, Luciana ou Eduardo Jorge

Nenhuma das três grandes reivindicações daqueles protestos – melhor transporte público, um sistema educacional mais moderno e um serviço de saúde que não humilhe os doentes – protagonizaram o debate. Dois deles – transporte e educação – estiveram totalmente ausentes, esquecidos. A saúde pública apareceu por alguns segundos e, em seguida, desapareceu.

A sociedade, a população, os brasileiros apareceram somente quando Marina Silva, ao ser perguntada pela candidata Luciana Genro sobre o significado de sua bandeira de “nova política”, respondeu se tratar de uma nova forma de fazer política que não será feita pelos partidos, nem pelos sindicatos, nem pelo governo, mas sim “está sendo feita pela sociedade”.Clique aqui para ler mais.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais