fbpx

Nunca é tarde para se começar a poupar para a aposentadoria

Por Maya Santana

Se você nunca poupou ou poupou, mas depois gastou o dinheiro com coisas que, à época, achava imprescindíveis, vai aí um conselho de mãe. Tenha disciplina daqui para frente. Não gaste nunca o dinheiro que conseguir acumular

Se você nunca poupou ou poupou, mas depois gastou o dinheiro com coisas que, à época, achava imprescindíveis, vai aí um conselho de mãe. Tenha disciplina daqui para frente. Não gaste nunca o dinheiro que conseguir acumular

Vânia Cristino, 50emais

Muitos me perguntam se depois dos 50 anos é tarde para começar a poupar para uma aposentadoria. Respondo sem titubear que não. Nunca é tarde. O resultado vai depender muito da sua expectativa de como vai viver os anos que tem pela frente sem trabalho. Se suas expectativas forem muito altas, você pode ficar frustrada. Mas algum dinheiro na mão é melhor do que nada, concorda?

Se você nunca poupou ou poupou, mas depois gastou o dinheiro com coisas que, à época, achava imprescindíveis, vai aí um conselho de mãe. Tenha disciplina daqui para frente. Não gaste nunca o dinheiro que conseguir acumular para trocar de carro, fazer uma viagem, comprar uma joia ou mesmo para reformar a casa. Não. Por mais tentador que for o apelo ao consumo, resista. Esse dinheiro tem uma finalidade, que é a sua tranquilidade na velhice. Ele só pode ser usado antes do tempo programado – e aí sugiro um prazo de, no mínimo, 10 anos – se acontecer algo grave, um acidente de percurso, como uma doença.

Repórter de economia deste 1979, vencedora do prêmio Esso de jornalismo em 2009, Vânia Cristino é especialista na área de previdência e trabalho

Repórter de economia deste 1979, vencedora do prêmio Esso de jornalismo em 2009, Vânia Cristino é especialista na área de previdência e trabalho

E como e quanto começar a poupar? Primeiro faça uma conta simples. Pegue uma caderneta e anote, de um lado, suas receitas e, de outro, seus gastos mensais. Vai descobrir que pode e deve cortar muita coisa. E não espere o dinheiro sobrar para começar a poupar. Faça como meu pai que poupou a vida toda e, por isso, sempre tinha dinheiro para socorrer a família e os amigos nas horas difíceis e, quando morreu, deixou minha mãe tranquila, pois tinha guardado recursos suficientes para que ela vivesse bem, sem se preocupar com as contas de todo mês.

Como ele conseguiu isso? Simples. Assim que recebia seus rendimentos, ele guardava uma parte. Fazia uma simples poupança e, depois de um tempo, com mais recursos nessa conta, passou a fazer investimentos maiores nos fundos de investimento oferecidos pelos bancos. Não importava se, naquele mês, ele tivesse que pagar uma despesa extra. O dinheiro da poupança era sagrado, como uma conta a pagar.

Quanto você deve guardar todo mês? Para você não se frustrar sugiro que comece com uma quantia baixa, algo entre R$ 200,00 e R$ 500,00 todo mês. Depois, se for possível, vá aumentando aos poucos até chegar a um limite que ache razoável dentro do seu orçamento. Dentro de um ano – tempo que passa rapidamente – já vai sentir a diferença.

Dúvidas dos leitores

Por causa do último artigo sobre direito adquirido e expectativa de direito, recebi e mails de leitores com algumas dúvidas, que resolvi compartilhar com vocês porque pode ser a dúvida de muitos. Uma leitora, já perto de completar 60 anos, achava que tinha o tempo necessário para solicitar a aposentadoria no INSS, pois, pelos seus cálculos, computava mais de 30 anos de contribuição.

Ela agendou uma visita a uma agência da Previdência Social e lá teve uma triste surpresa. Uma parcela considerável do tempo de contribuição que ela achava que tinha não estava registrada no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS). Prezados leitores: Se não está registrado no CNIS, esse tempo de contribuição não existe para a Previdência Social. Nesse caso, o ônus da prova cabe ao segurado.

Por isso não deixe para procurar a Previdência Social apenas quando estiver às portas da aposentadoria. Vá antes. Leve seus documentos, como carnês pagos e carteiras de trabalho. Verifique cuidadosamente se tudo está registrado. Assim, quando realmente chegar a hora, sairá da agência do INSS com a sua aposentadoria na mão.

Leia também:
Direito adquirido e expectativa de direito, qual é a diferença?
Casamento não é profissão
Aposentadoria: entenda melhor o que é o fator previdenciário
Como viver o tempo cada vez mais longo da pós-aposentadoria

Se você tem alguma dúvida com relação à Previdência Social, escreva para Vania Cristino: vania.cristino1@gmail.com

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

18 − 8 =

1 Comentários

Nunca é tarde para se começar a poupar para a aposentadoria | JETSS – SITES & BLOGS 3 de dezembro de 2016 - 09:12

[…] post Nunca é tarde para se começar a poupar para a aposentadoria apareceu primeiro em 50 e […]

Responder