fbpx

O Brasil para inglês ver na Copa do Mundo

Por Maya Santana

Filho de lavadeira, ele é um duro crítico das desigualdades sociais brasileiras

Filho de pipoqueiro e lavadeira, ele é um duro crítico da realidade social

O premiado escritor Luiz Ruffato, 53, escreveu um artigo sobre o Brasil para o jornal El País que, com certeza, vai dar o que falar. O escritor solta a língua e faz uma radiografia trágica do país, que daqui a um mês e meio estará sediando o maior torneio esportivo do planeta. “Alinhavamos algumas informações, que esperamos ser úteis, para oferecer aos 600 mil torcedores que desembarcarão em terras brasileiras para assistir aos jogos da Copa do Mundo”. Escreve Ruffato,  antes de enfileirar  as muitas mazelas do Brasil. 

O escritor mineiro, nascido na cidade de Cataguases, onde viveu Humberto Mauro (cineasta pioneiro), autor de Eles eram muitos cavalos e ganhador do Prêmio Machado de Assis, se define assim em sua página no facebook: “Filho de uma lavadeira analfabeta e um pipoqueiro semianalfabeto, eu mesmo pipoqueiro, caixeiro de botequim, balconista de armarinho, operário têxtil, torneiro-mecânico, gerente de lanchonete”. Ele provocou polêmica, em outubro do ano passado, ao pronunciar um discurso na abertura da Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha, com pesadas críticas às nossas desigualdades sociais.

Leia artigo que ele escreveu para o jornal espanhol El País:

Metade das terras do país pertence a apenas 46 mil pessoas

Metade das terras do país pertence a apenas 46 mil pessoas

NOSSO CAMPO – Na última década, 2004 a 2013, foram mortas 338 pessoas por conflitos agrários, segundo levantamento da Comissão Pastoral da Terra. Somente no ano passado, houve 34 assassinatos, sendo que 15 vítimas eram índios. Metade das terras do país pertence a apenas 46 mil pessoas.

NOSSAS ESCOLAS – Um em cada cinco professores do ciclo final do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano) não tem curso universitário. E um em cada três não é habilitado, ou seja, não fez licenciatura. No ensino médio, um em cada cinco professores não fez licenciatura – são profissionais como administradores, advogados e jornalistas dando aulas de física, química, matemática, línguas. Os dados são da ONG Todos pela Educação. Cerca de 9% da população permanece analfabeta e 20% são classificados como analfabetos funcionais – ou seja, um em cada cinco adultos não tem capacidade de ler e interpretar os textos mais simples.

Há hoje encarceradas quase 580 mil pessoas

Temos a 4ª maior população carcerária: quase 580 mil pessoas

NOSSAS CADEIAS – Há hoje encarceradas quase 580 mil pessoas, o quarto maior contingente do mundo. Conforme relatório do Ministério da Justiça, entre 1992 e 2013, enquanto a população cresceu 36%, o número de confinados aumentou 400%. E se a média mundial é de 144 presos para cada 100 mil habitantes, no Brasil é de 300, majoritariamente jovens (entre 18 e 34 anos), pobres, negros ou pardos, e de baixa instrução escolar.

NOSSAS CIDADES – De cada dez assassinatos ocorridos no mundo, um acontece no Brasil. Relatório da ONU mostra que o país tem uma taxa de homicídios quatro vezes maior que a média mundial – 25 assassinatos por 100 mil habitantes, mais de 50 mil pessoas mortas em 2012. Alagoas, o estado mais violento, registra 61 mortes por 100 mil habitantes, mais que o dobro da média nacional. E das 30 cidades mais perigosas do mundo, 11 são brasileiras, sendo quatro delas sede de jogos da Copa do Mundo: Fortaleza, Natal, Salvador e Cuiabá.

Estima-se que a cada ano ocorram 527 mil casos de estupro

Estima-se que a cada ano ocorram 527 mil casos de estupro

NOSSAS MULHERES – Estima-se que a cada ano ocorram 527 mil casos de estupro, mas que somente 10% cheguem ao conhecimento das autoridades. Do total das vítimas, 89% são mulheres. No estado mais rico do Brasil, São Paulo, o número de registros vem crescendo assustadoramente. Entre 2005 e 2010, o aumento chegou a 230%: foram computados no período quase 53 mil estupros, 128 pessoas a cada 100 mil habitantes. Em 2012, 13 mil pessoas foram estupradas, o que significa 35 ocorrências por dia.

NOSSAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES – Estima-se que 70% dos casos de estupro sejam contra crianças e adolescentes, praticadas por pai ou padrasto ou por conhecidos, parentes e amigos da família. Em 2012, foram registradas mais de 120 mil denúncias de maus-tratos contra crianças e adolescentes. Dados da Unicef mostram que há cerca de 250 mil crianças e adolescentes prostituídas perambulando pelas ruas do Brasil. Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

dois × quatro =