O charme da moda dos que passaram da meia idade

Por Maya Santana
A elegância dela é encantadora

A elegância dela é encantadora

Sempre que vejo estas mulheres e homens vestidos de maneira tão original, fico pensando no quanto a parcela maior da nossa sociedade é careta no vestir. Gosto tanto que decidi publicar este artigo de Bruna Said Miguel, editora do blog Chá das Cinco. Fotos: Advanced Style

Leia:

Fala-se muito de moda vintage, vulgarmente conhecida como ‘do baú da vovó’, cheia de peças vindas do brechó com ar de anos 1950. Hoje, o mercado fashion revive momentos bons, adequando-as ao mundo contemporâneo. Porém, as vovós não querem mais saber de viver do passado e sim aproveitar o que as mentes modernas têm a lhes oferecer.

Pessoalmente, acho fantástica as combinações destes dois

Pessoalmente, acho fantástica as combinações destes dois

O público da terceira idade é um nicho de mercado muito interessante e que anda chamando a atenção de muitos criadores por ai – como o projeto Advanced Style, que retrata idosos estilosos nas ruas de Nova Iorque. Além da experiência e liberdade de escolha, eles têm tempo e dinheiro para investir na própria imagem – já que possuem vários benefícios do governo.

O vestir estiloso independe da idade

O vestir estiloso independe da idade

É bom lembrar, também, que o mundo evoluiu muito e as pessoas da terceira idade hoje viveram seus tempos gloriosos na geração de 1960 e 1970, ou seja, são os baby boomers, e acompanharam de perto as grandes transformações do mundo, da música e da moda.

Branco e preto cominando com o acinzentado do cabelo

Branco e preto combinando com o acinzentado do cabelo

O importante é manter a elegância e o bom senso. Nada de decotes exagerados, vestidos muito curtos ou justos, para não ficar vulgar. Saia lápis, midi e longas são muito bem-vindas, assim como camisas, blazers e vestidos. Também é permitido ousar misturando estampas, usando acessórios parar finalizar o look e tirar aquela ideia de que as senhoras só saem de casa para ir ao mercado e pronto. Para os homens, é legal usar cores para dar ponto de luz, aderir aos cachecóis, chapéus, blazers e afins.

Um banho de vermelho, que ficou bem nela

Um banho de vermelho, que ficou bem nela

Em ambos os casos, o tecido faz toda a diferença entre o antigo e o contemporâneo. É legal fugir das peças de malha e inovar. Além disso, os sapatos são importantíssimos – em qualquer idade. Modelos modernos, saltos na medida do possível para elas e mocassins e docksides para eles. Há quem assuma os cabelos brancos, o que dá um contraste fantástico, mas há também quem negue a idade e se jogue nas macas de clínicas estéticas – como é o caso da Susana Vieira, que tem 71 anos com corpinho de 40.

Vermelho na gravata e nas meias: toque mais quente na roupa escura

Vermelho na gravata e nas meias: toque mais quente na roupa escura

Não há regras específicas, é preciso apenas analisar o próprio corpo e compor looks que sejam harmoniosos, confortáveis e, claro, que se adequem ao estilo de cada um. Idade é apenas um número, o que importa é a essência, essa, fica melhor com o tempo.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





4 Comentários

Eliane de Sousa 26 de agosto de 2015 - 07:00

Temos que estar sempre elegantes e modernas pois temos idade velha mas alma jovem.

Responder
Nely rosa 9 de dezembro de 2013 - 09:59

Não entendi sou uma mulher acima dos sessenta, visto, viajo, trabalho loucamente, sou poderosa para decidir o que vestir e sou considerada chic, porque meu estilo é diferenciado. Obrigado . Gostei da pg.

Responder
Nely rosa 9 de dezembro de 2013 - 09:55

Qual moderação?

Responder
Nely rosa 9 de dezembro de 2013 - 09:53

Adorei,não é a idade que muda nosso comportamento, se somos chic, poderosas no nosso bom gosto, vamos continuar a enlouquecer sempre,cuidando do nosso visual e nossa cabeça.

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais