O fim de um mistério: Bento 16 não usava Prada

Por Maya Santana
Bento 16 usando os tão falados sapatos

O agora papa emérito quando ainda usava os tão falados sapatos vermelhos

Em meio à perplexidade geral com a renúncia de Bento 16 – Joseph Ratzinger – a seu papado e à chuva de informações divulgadas após a decisão de sua santidade de anunciá-la ao mundo, um mistério se desfez:  os chamativos sapatos vermelhos usados pelo agora  papa emérito não são feitas pela grife italiana Prada, mas por um artesão peruano, Antonio Arellano, 43 anos,  dono de uma loja situada  próximo à Praça de São Pedro. Bento 16 teria encomendado cinco pares.

Os famosos sapatos vermelhos são chamados de múleo. Em uma lista, em 2007, a revista americana “Esquire” apontou o Papa Bento XVI como um dos 23 homens mais bem vestidos do mundo. Num grupo à parte, foi eleito o “melhor portador de acessórios” — os sapatos “Prada”. Um ano depois, o jornal oficial do Vaticano negou a história da origem dos calçados, chamando-a de “frívola”.

O peruano Antonio Arellano em sua oficina

O peruano Antonio Arellano, fabricante dos famosos sapatos, em sua oficina

Um artigo publicado no “L’Osservatore Romano” explicava, à época, que os sapatos do Papa, assim como sua coleção de chapéus chamados de “extravagantes”, não têm nada a ver com vaidade, mas sim com tradição – outros papas também usaram sapatos vermelhos. “Resumindo, o Papa não veste Prada, mas Cristo”, dizia o texto, sem especificar onde os sapatos eram produzidos.

Os sapatos de couro vermelho foram parte do vestuário dos pontífices durante pelo menos dois séculos, mas o fato de Bento XVI usar sotainas (uma espécie de bata) um pouco mais curtas que alguns de seus antecessores torna mais visível seu calçado.

A partir do momento em que se retirou da vida pública, na semana passada, Bento 16 teria passado a usar os sapatos marrons dados a ele pelo mexicano Armando Martín, durante a viagem do então pontífice ao México, em março de 2012.

Fonte: O Globo


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





3 Comentários

Caio 29 de julho de 2020 - 20:49

Essa reclamaçôes vem de não cristãos… para os protestantes riqueza é sinal de salvação né kkkkk

Responder
ana 5 de março de 2013 - 10:49

Pode ser Prada, pode ser Cristo mas o fato é que os papas vivem cercados de luxo e riqueza.

Responder
CAIO 29 de julho de 2020 - 20:51

O papa não anda de Lamborghini nem usa sapato de diamantes.

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais