O goleiro Bruno e o Dia Internacional da Mulher

Aos 28 anos, ex-goleiro do Flamengo é condenado a 22 anos de prisão
Aos 28 anos, ex-goleiro do Flamengo é condenado a 22 anos de prisão

É uma ironia que o resultado do julgamento do ex-goleiro do Flamengo, Bruno, tenha sido divulgado exatamente nesta data dedicada à mulher. Existe alguma coisa mais monstruosa do que o crime cometido contra Elíza Samudio? Do Rio, foi levada para o sítio do atleta em Esmeraldas, perto de Belo Horizonte, onde sofreu agressões e ficou ferida. Em seguida, com o conhecimento do jogador, partiu  para o seu destino final, em um bairro da capital mineira: a casa do Bola, o carniceiro que deu-lhe uma gravata, estrangulou-a, depois, picou o corpo e atirou os pedaços para seus rottweilers famintos.

Eliza com Bruninho, hoje com 3 anos
Eliza carregando Bruninho, hoje com 3 anos

Antes de padecer nas mãos dos amigos do atleta – Macarrão, principalmente – Eliza já havia denunciado mais de uma vez  agressões do goleiro e suas ameaças. Chegou a procurar a polícia. A pergunta que muitas mulheres se fazem neste 8 de março é : o que leva um homem  a acreditar que pode cometer crime  hediondo como esse e continuar a jogar bola normalmente, a frequentar festas, como se não tivesse noção da monstruosidade de seu  ato?

Aliás, esse caso, envolvendo um jogador de futebol no auge da fama, adorado pelos torcedores do Flamengo, é apenas a pontinha do iceberg do quadro da violência a que tantas mulheres são submetidas no Brasil.  Pesquisas mostram que seis em cada 10 brasileiros  conhecem alguma mulher que foi vítima de violência doméstica.  Machismo (46%) e alcoolismo (31%) são apontados como principais fatores que contribuem para essa situação.

Governo federal lança hoje campanha usando este cartaz
Governo federal lança hoje campanha usando este cartaz

Trancado no Presídio Nelson Hungria, em Contagem, Região Metropolitana de BH, Bruno, homenzarão de 1,90 de altura, começa a cumprir a pena de 22 anos que recebeu – pena que, com certeza, será suavizada pelos benefícios que a lei lhe garante. Mas, atrás das grades, terá tempo suficiente para pensar numa boa resposta quando o seu filho, Bruninho, agora com 3 anos, lhe perguntar o que foi que aconteceu com a mãe dele.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca faremos spam! Dê uma olhada em nossa Política de Privacidade para mais informações.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 17 =

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo