O impensável aconteceu: encontro de dois papas

Por Maya Santana
 Os dois pontífices se encontraram pela primeira vez no sábado, dia 23

Os dois pontífices se encontraram pela primeira vez no sábado, dia 23

A foto da semana, talvez do ano ou da década, quem sabe do século, é a que registrou o encontro dos dois líderes da Igreja Católica – dois papas – pela primeira vez na história. A visão desses dois homens juntos me impressionou.  O encontro entre o recém-eleito Francisco, argentino, e seu antecessor Bento 16, alemão, ocorreu no sábado, dia 23, em  Castelgandolfo, a residência apostólica de verão, ao sul de Roma, onde o papa que renunciou está vivendo desde que anunciou a sua decisão ao mundo, em 28 de fevereiro.

No encontro, amigável e fraternal durante os cerca de 45 minutos que durou, os dois usavam vestes brancas. Bento XVI foi com uma singela batina, e Francisco com outra da mesma cor, mas com  mantelete e a faixa usada pelos pontífices. A fotografia dos dois orando ajoelhados, pedindo pelo destino da Igreja, correu mundo. Sai o papa de poucos sorrisos, angustiado com a profunda crise pela qual o catolicismo atravessa,  e entra o papa voltado para os pobres, que sorri com facilidade e parece trazer com ele a resposta para muitos dos dramáticos dilemas da Igreja de Roma.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais