O louco

Por Maya Santana

Começo de mês e de semana! Dá uma vontade enorme de renovar tudo, não é mesmo? Ou melhor, inovar. Abandonar a rotina, deixar de lado aqueles hábitos que a gente adquire, desenvolve e preserva como se imprescindíveis fossem, quando na verdade eles só fazem atrapalhar o nosso livre caminhar. Mudança, muitas vezes, envolve uma boa dose de coragem, pois o novo, apesar de atraente, costuma por a prova a nossa capacidade de adaptação.

Mas por que não aproveitar o início do mês, da semana, e arriscar-se em novas aventuras, novos empreendimentos? Por que não começar um novo curso e conhecer, também, um novo grupo de pessoas com o mesmo interesse? Ou então inscrever-se, finalmente, numa academia e começar a dar um trato no corpo? E em casa, por que não experimentar mudando a disposição dos móveis, pois quem disse que eles deveriam ficar eternizados num mesmo local?

O Louco sugere começos, inícios, novidades, aventuras, arriscar-se confiando na intuição. Simboliza um momento em nossas vidas em que estamos, novamente, jovens, especialmente de espírito, deixando para trás o passado e encarando, prazeirosa e destemidamente, o futuro.

Alex Tarólogo


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais