fbpx

MPB-4 prestes a completar 50 anos de carreira

Por Maya Santana

O quarteto com Chico Buarque, cantando Roda Viva em Festival da Canção

O quarteto com Chico Buarque, cantando Roda Viva, em 1968

O mais famoso grupo vocal do país, o MPB4, está prestes a completar 50 anos de carreira. “Daqui a um ano e meio exatamente”, afirma Aquiles, cantor. E, depois de cinco décadas, eles se reinventam. O grupo está lançando um CD só de grandes boleros em versões inéditas. “Pedimos a diversos compositores amigos nossos que fizessem versões inéditas para as músicas”, conta Aquiles. Esses amigos são alguns dos melhores letristas brasileiros, como Hermínio Bello de Carvalho, Caetano e Paulo César Pinheiro.

Diante de tantas boas opções, não foi fácil para o MPB4 selecionar os 11 boleros do novo álbum. “Os boleros todos que a gente queria cantar eram boleros conhecidíssimos, inesquecíveis. Tentamos fazer os mais conhecidos e acho que a gente foi até bem feliz. Mas tem muitos boleros que tinham que ter entrado aí”, declara Miltinho.

Depois da morte de um dos integrantes, o Magrão, em 2012, Paulo Malaguti, ex-Céu da Boca, se juntou a Aquiles, Miltinho e Dalmo. “É uma maravilha. Na verdade, eu estou aqui substituindo o insubstituível. Isso aqui é um desafio maravilhoso”, diz Paulo.

Conheça a história do MPB-4:

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

três × 3 =