ArtigosDestaques

O que fazer depois da aposentadoria, quando o tempo é todo nosso

A ex-professora de inglês Rachel Bassan aproveitou o tempo para escrever um livro

Jane Fonda chama de o “terceiro ato” a esta última etapa da existência, a partir dos 60 anos de vida. É quando, apesar de todos os percalços trazidos pelo envelhecimento, a vida ganha um novo significado, por causa da liberdade que se adquire com a chegada da aposentadoria.

Liberdade para sermos, talvez pela primeira vez na vida, quem genuinamente somos. E para fazermos tudo que temos vontade e não tivemos tempo ou oportunidade de fazer antes da aposentadoria.

Um caso que serve de exemplo é o de Rachel Bassan que, aos 67 anos, acaba de lançar seu primeiro romance “Bela de Odessa”, contando a história de uma família judia na Revolução Russa, em 1917.

Leia também: Você gostaria de escrever um livro? Veja aqui como começar

Rachel nasceu no Rio de Janeiro e é neta de imigrantes judeus russos. Curiosa por suas raízes judaicas, depois de muitas viagens e pesquisas de campo, leituras e entrevistas, debruçou-se sobre o livro, lançado em meados de setembro.

Neste vídeo, Rachel conta o quê a levou a escrever um romance:

https://www.instagram.com/p/B1SxisvnPIO/?igshid=1vavilxer2jdo&fbclid=IwAR0NjpDOBrSH5FiJd4C1hLWir6p9QVfKV1V2rqxmJxGYqMu6hfFW-SteGj8
Rachel Bassan: o encantamento de ter o tempo todo para si, da descoberta da liberdade
close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca faremos spam! Dê uma olhada em nossa Política de Privacidade para mais informações.

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe seu comentário

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo