O que mais me aborrece no meu processo de envelhecimento é…

 

Embora eu leve uma vida plena, posso dizer sem pensar duas vezes: o aspecto que mais me chateia nesse meu processo de envelhecimento é a maneira como nós, pessoas que passaram dos 60 anos, somos tratados. Foto: Internet

Estou de volta, com mais um podcast – áudio – neste Diário de Maya, do 50emais. Dentro de alguns poucos meses, vou  completar 70 anos de vida. Acho uma dádiva poder continuar caminhando pelas ruas, avenidas, becos e rodovias da vida. Privilegiada, tenho saúde boa. Levo uma vida plena, exatamente como imaginava, quando era jovem. No entando, nessa altura do caminho, prestes a adentrar minha sétima década nesse mundo, posso dizer sem pensar duas vezes: o aspecto que mais me chateia nesse meu processo de envelhecimento é a maneira como nós, pessoas que passaram dos 60 anos, que já perdemos o viço, somos tratadas. A displicência e o pouco caso são um tipo de violência praticado por muita gente contra os mais velhos. É sobre isso que falo nessa gravação.

Ouça:

Veja tambémConfesso que tenho muito medo de uma segunda onda da covid-19

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca faremos spam! Dê uma olhada em nossa Política de Privacidade para mais informações.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 4 =

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo