fbpx

O terninho está de volta com tudo

Por Maya Santana

Tudo começou lá nos anos 60 com Yves Saint Lauren

Tudo começou lá nos anos 60 com Yves Saint Lauren

“O “terninho”, quem diria, está fazendo uma volta triunfal na cena fashion.” Quem diz isso é da consultora de moda Costanza Pascolato, que escreveu artigo em seu blog sobre o retorno desse que talvez seja o mais prático dos trajes femininos. Segundo Costanza, o terninho “foi visto em tapetes vermelhos como alternativa a vestidos sexy. Quase sempre de alfaiataria clássica é usado sobre a pele para ocasiões mais formais”. Essa moda de terno para mulher começou na década de 1960, com Yves Saint Laurent, como mostra este artigo do blog nopatio.com.br.

Leia:

Tudo começou lá nos anos 60 com Yves Saint Laurent, quando em 1966 trouxe para a passarela de sua marca uma blusa transparente com uma calça masculina. Esse foi só o ponto de partida e desde então Saint Laurent apresentava diferentes versões em todos seus desfiles. O Le Smoking, como foi chamado, era mais um sinal de libertação feminina. O que hoje é normal era considerado tabu nos anos 60, uma mulher não podia entrar em restaurantes ou hotéis se usasse um terno, pois essa era uma “provocação sexual”.

Mas felizmente, os tempos mudaram e hoje temos a liberdade de usar o que queremos sem ser incomodadas por ninguém. O terno feminino voltou para a moda com tudo, e em diferentes versões! Alguns mais ornamentados, trazendo feminilidade ao look e outros com pegada mais retrô ou masculinizados. Não importa seu estilo, você vai achar um que te agrada mais. Confira as opções!

O terno estilo smoking é o mais adequado para eventos formais

O terno estilo smoking é o mais adequado para eventos formais

Smoking
O terno do tipo smoking é o mais adequado para eventos formais pois é feito de tecidos mais nobres e quando combinados com decote poderosos traz sensualidade ao look. As atrizes Angelina Jolie e Emma Watson são adeptas e a top Cara Delevingne também. E como disse Yves Saint Laurent, o pai do estilo, “O smoking é fundamental para a mulher estar sempre na moda. Não é tendência, e sim estilo.” Não podíamos concordar mais!

O terno feminino surgiu no meio da década de 1960

O terno feminino surgiu no meio da década de 1960

Setentinha
Os anos 70 foram a referência de diversos estilistas na SPFW (como você viu aqui). O terno feminino surgiu um pouco antes, no meio dos anos 60 mas foi durante a década seguinte que ele se consolidou como clássico, também, da moda feminina. A peça de alfaiataria era uniforme diário das moças elegantes nos anos 70. A maior vantagem desse look, com barras super longas, é que ele alonga a silhueta e emagrece.

 O look masculino é o mais relaxado entre os tipos de ternos

O look masculino é o mais relaxado entre os tipos de ternos

Com modelagem mais folgada o look masculino é o mais relaxado entre os tipos de ternos. Mais uma vez o Le Smoking de Yves Saint Laurent é a inspiração do look. Entre as adeptas está a atriz Leighton Meester, a eterna Blair de Gossip Girl. Jessica Biel também segura o look com maestria. Para trazer o look pro seu closet, o ideal é fugir do preto e ir para tons de cinza e branco, essas cores deixam o look menos masculino. Até por que ninguém quer estar com o mesmo terno do marido, não é mesmo?

Esse terno é para quem não consegue abrir mão do brilho

Esse terno é para quem não consegue abrir mão do brilho

Essa terno é para quem não consegue abrir mão do brilho por nada. O brilho pode ser em detalhes, como usou a socialite russa Miroslava Duma; em estampas, como no look de Anna Dello Russo; em bordados e até na trama do tecido. Quem trouxe o brilho pros ternos feminos foi a Balmain lá em 2010 e pelo visto agradou muito.

Com saia, com calça, mais certinho ou de parar o trânsito…O fato é que toda fashionista que se preza precisa de um terninho a mão, não é mesmo? E você? Qual vai ser o seu terno escolhido? Conta pra gente!

Fotos: Reprodução

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

dez + 18 =