fbpx

Os 120 anos de um dos cartões postais de São Paulo

Por Maya Santana

O Viaduto do Chá, no centro de São Paulo, como é hoje

Ana Maria Cavalcanti

O Viaduto do Chá – o cartão postal de São Paulo – completa nesta terça-feira 120 anos cheio de saúde e beleza. Inaugurado em 6 de novembro de 1892, levou quinze anos para ser construído porque os moradores do local não queriam deixar suas casas para dar lugar a um viaduto. A região, que era conhecida como Morro do Chá, por causa das plantações de chá do Barão de Tatuí, ia ser desapropriada.

Casa do Barão de Tatuí, vista do Viaduto do Chá

O barão bateu o pé e disse que não saía. Os moradores que concordavam com a obra, cansados de esperar pelo fim da disputa, se armaram de picaretas e destruíram uma das paredes do sobrado do barão. Só aí ele se mudou e as obras prosseguiram. Com estrutura metálica vinda da Alemanha e chão de madeira, o Viaduto do Chá foi inaugurado com uma grande festa, o primeiro construído em São Paulo.

Levou 15 para que a obra ficasse pronta. Foi inaugurada em 1892

Na época, o viaduto era quase uma passarela por onde passavam pessoas bem vestidas, dirigindo-se aos cinemas e lojas da região e, mais tarde, ao Teatro Municipal, inaugurado em 1911. Os suicidas também eram freqüentadores assíduos do lugar.

O viaduto era quase uma passarela por onde passava gente elegante

A cidade cresceu e, em 1938, a construção de metal alemão com assoalho de madeira já não suportava mais o grande número de pessoas que por lá passavam diariamente.No mesmo ano, o velho Viaduto foi demolido, dando lugar a um novo, feito de concreto armado e com o dobro de largura. Desde então, pouca coisa foi modificada. Em 1977, a prefeitura proibiu o tráfego de veículos particulares.

A ciclovia que liga o centro à Avenida Paulista

Hoje, 120 anos depois, milhares de pessoas de todas as classes e cores transitam diariamente pelo viaduto. Recentemente, ganhou até uma ciclovia, que une o Centro â Avenida Paulista. A região está tão bonita que serviu de pano de fundo de filmes e novelas da TV Globo, como a “Tempos Modernos.”

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





2 Comentários

lisa 7 de novembro de 2012 - 21:09

Lindo este marco da Paulicéia desvairada! Linda a foto antiga das senhoras e crianças atravessando o viaduto!

Responder
monica minelli 7 de novembro de 2012 - 12:22

OI Querida, que saudades,,,, trabalhei na R. Barão de Itapetininga há muito tempo atrás, e sempre atravessava o Viaduto do Chá para comprar material de pintura na Casa Michelangelo: bins tempos aqueles.
Bjos

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais