Os 80 anos são os novos 60 — inclusive para investir

Por Maya Santana
O americano Warren Buffet, 83 anos: segundo homem mais rico do mundo

O americano Warren Buffet, 83 anos: segundo homem mais rico do mundo

É muito interessante esta matéria publicada pela revista Veja sobre os bilionários que aos 80 anos ou mais ainda não pensam em se aposentar. São os homens mais ricos e  influentes do mundo, como  Warren Buffett, que aos 83 anos ainda investe e é o segundo na lista dos bilionários publicada pela revista Forbes; ou o empresário húngaro-americano George Soros, detentor de uma fortuna avaliada em 20 bilhões de dólares. Ele ocupa o 19º lugar na lista de 400 mais ricos da revista. “Os 80 são os novos 60”, diz a matéria, assinada por Jéssica Otoboni. Mestres na arte de ganhar dinheiro, acham que só devem pendurar a chuteira quando não tiverem mais condições físicas de seguir adiante trabalhando.

Leia:

Chegar aos 65 anos não significa que é a hora de sentar-se no sofá da sala e viver uma aposentadoria ociosa — sobretudo para quem investe seu próprio dinheiro. Um estudo divulgado pelo UBS Wealth Management Americas (WMA), braço de investimentos do banco suíço UBS, revela que os investidores mais ricos não se sentem velhos até atingir mais de 80 anos — e que apenas 16% deles consideram a aposentadoria um sinal de velhice.

Para os investidores entrevistados, de idade entre 65 e mais de 80 anos, a velhice chega quando há a perda da independência individual, que é representada ou pela incapacidade de viver sozinho ou de dirigir o próprio carro. Diante desse panorama, o banco aponta que os 80 são os novos 60 na hora de investir — quando os profissionais são mais experientes e têm mais tempo disponível para pensar em suas carteiras de ações. Clique aqui para ler mais.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais