fbpx

Os cinco mandamentos para um envelhecimento sadio

Por Maya Santana

o quinto mandamento: ter um projeto para a aposentadoria, que não seja somente garantir a renda necessária para viver

o quinto mandamento: ter um projeto para a aposentadoria, que não seja somente garantir a renda necessária para viver

Pesquisadores das universidades de Harvard e da Califórnia, nos Estados Unidos, descobriram que o segredo para um envelhecer mais tranquilo e saudável pode estar dentro de nós. E um médico brasileiro traduziu o trabalho dos estudiosos americanos em cinco mandamentos.

Leia o artigo publicado no portal G1:

Comer bem. Praticar atividades físicas. Não é de hoje que perseguimos a fórmula ideal para manter o corpo e a mente saudáveis, apesar do tempo que insiste em passar. E informação é o que não nos falta. O brasileiro se cuida, aprende, se esforça para viver mais e melhor.

Por que ainda é tão difícil? O que está faltando? A melhor universidade do mundo foi atrás desta resposta. Pesquisadores de Harvard e da Universidade da Califórnia descobriram que o segredo pode estar dentro de nós.

E um médico brasileiro traduz o trabalho em cinco mandamentos. Fundamentais para quem deseja uma velhice tranquila.

Primeiro mandamento: decisão. Disciplina e determinação para por em prática tudo aquilo que já sabemos.

“Se o fato apenas de saber fosse suficiente, médicos não fumavam e nutricionistas não seriam gordas. É porque mesmo sabendo não tiveram ou não têm atitude de mudar. O adulto que quer ter uma velhice boa, antes de mais nada invista na vida de agora olhando pro futuro. Mude o que tiver de mudar agora olhando pro futuro, e não esperar o futuro chegar pra dizer: perdi tempo”, afirmou o geriatra Renato Maia.

Segundo mandamento: evitar comportamentos de risco que comprometam nossa saúde.
“É um comportamento de risco a velocidade, a violência, é um comportamento de risco também a pessoa tentar, do ponto de vista físico, ultrapassar os limites. É preciso viver sem medo, mas sem adotar comportamentos que no fundo, no fundo, podem dar até um prazer naquele momento, mas são contra o tempo de vida”, explicou Renato Maia.

Terceiro mandamento: saber enfrentar as adversidades e as dificuldades que a vida nos apresenta.
“A perda, o dissabor, a tristeza com o acontecimento não podem ser negados. As pessoas que conseguem resolver enfrentar essas situações com reações mais positivas, elas vivem mais e vivem melhor”, disse o geriatra.

Quarto mandamento: Cultivar os laços sociais.
“Os laços sociais, eles começam na família, passam pela comunidade, podem passar pela igreja, mas são relacionamentos que devem ser positivos, construtivos, harmônicos, solidários. A pessoa que tem bons laços sociais, ela tem motivo para viver muito mais e melhor”, ressaltou Renato Maia.

E o quinto mandamento: ter um projeto para a aposentadoria, que não seja somente garantir a renda necessária para viver. (Fonte:G1)

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

2 Comentários

Avatar
JOSE JORGE BASTOS VIDIGAL 26 de abril de 2018 - 08:32

É inegável que, tudo que foi descrito acima é a pura verdade, sem discordar uma linha, sequer.

Responder
Avatar
NORÂNGELA 25 de abril de 2018 - 11:27

Texto excelente!!!

Responder