fbpx

Os cinco ritos tibetanos – fonte de vida e energia

Por Maya Santana

Os  Ritos Tibetanos  são a chave para a vitalidade e a saúde plena

Os Ritos Tibetanos são a chave para a vitalidade e a saúde plena

Os chamados ritos tibetanos são um conjunto de exercícios físicos com concentração, praticado há séculos pelos monges nos Himalaias. Os países ocidentais tomaram conhecimento desses ritos em 1939. Desde então, são praticados em todas as partes do mundo. Seus movimentos estimulam todo o sistema gandular, com contração e alongamento. Em poucos dias, já se notam beneficíos na saúde. Tenho um amigo que começou a praticar já há um tempo. Faz a série de exercícios de manhã e à tarde – não é preciso muito tempo. Posso assegurar que ele mudou: tornou-se menos agitado e menos irritadiço.

Leia o artigo publicado no site do Instituto de Medicina Integrativa:

Trata-se de poderosos campos energéticos, invisíveis aos olhos, mas cuja existência é indiscutível. Os sete vórtices controlam as sete glândulas do sistema endócrino, e estas, por sua vez, regulam todas as funções do corpo, inclusive o processo de envelhecimento.

chakras

– O primeiro vórtice (denominado chacra da Raiz) situa-se na base da espinha;
– O segundo (o chacra sexual), na região do baixo-ventre, abaixo do umbigo;
– O terceiro (o chacra do plexo solar), acima do umbigo e abaixo do peito;
– O quarto (o chacra cardíaco), no centro do peito;
– O quinto vórtice (o chacra da garganta) fica na base do pescoço;
– O sexto (o chacra do terceiro olho),no centro da testa, entre as sobrancelhas;
– E o sétimo, o vórtice mais elevado (o chacra coronário), localiza-se no alto da cabeça;

Num organismo sadio, todos esses vórtices giram a grande velocidade, fazendo com que a energia vital, flua, subindo pelo sistema endócrino. Mas, se um ou mais desses centros começa a diminuir a velocidade de rotação, o fluxo da energia vital fica inibido ou bloqueado – e disso resulta o envelhecimento ou a doença. Num indivíduo jovem, esses vórtices estendem-se para fora do corpo, mas nos velhos, fracos e doentes, eles mal conseguem atingir a superfície. O modo mais rápido de se recuperar a saúde, vitalidade e juventude é fazer esses centros de energia voltarem a girar normalmente.

Existem cinco exercícios simples para tal finalidade. Qualquer um deles sozinho já é bom, mas os melhores resultados são alcançados quando se praticam juntos. Esses exercícios não são uma ginástica. Os lamas chamam-lhes de ‘ritos’.

Os Cinco Ritos Tibetanos são a chave para a vitalidade, saúde e juventude, restabelecem o equilíbrio dos sete centros de energia.

RITO NÚMERO 1

Rito primeiro

O primeiro rito é muito simples É feito com o propósito expresso de aumentar a velocidade dos vórtices. As crianças costumam fazê-lo quando brincam. Tudo o que tem a fazer é ficar de pé, erecto com os braços estendidos para os lados, na horizontal.

Em seguida, gire de um lado a outro até ficar um pouco tonto. Lembre-se! é importante começar a girar partindo da esquerda para a direita. Em outras palavras, se você colocasse um relógio deitado no chão, teria de girar seguindo os ponteiros deste.

De início, a maioria dos adultos não conseguirá girar mais do que meia dúzia de vezes sem ficar bastante tonto. Como iniciante, não deverá tentar mais do que isso. Se tiver vontade de sentar ou deitar para se recuperar da tontura, faça-o à vontade. Nas primeiras vezes, pratique o rito somente até sentir uma ligeira tontura. Com o tempo, à medida que for fazendo todos os cinco ritos, você será capaz de girar cada vez mais vezes, sentindo menos desconforto. Clique aqui para ler mais. E veja o vídeo:

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

quatro × um =

13 Comentários

Avatar
ivete campeol perin 2 de dezembro de 2017 - 17:38

Os ritos podem ser praticados de uma só vez…21 vez ex. Primeiro rito 21 vez e assim por dianta…cada um 21 vez? Ou são 2a seções durante o dia de algumas vezes cada rito?

Responder
Avatar
Marcela 18 de agosto de 2017 - 15:10

É normal sentir enjoo após a prática? Agradeço desde já.

Responder
Avatar
MARCELO JUNQUEIRA HONORIO 12 de julho de 2017 - 09:41

Amo essa sequência Maya! Bem estruturada… milenar e realmente funciona no corpo físico e sutil! Parabéns por divulga-la!

Responder
Avatar
Luzia Werneck 13 de outubro de 2016 - 09:58

Adorei a matéria e os exercícios.Realmente que pratica o relaxamento fica mais leve e de bem com a vida!
E viva a vida!

Responder
Avatar
Debora 15 de setembro de 2015 - 08:40

( Ela faz parecer tão fácil no video rs )

Comecei a praticar há algumas semanas. comecei com 3 repetiçoes e já estou em 11, porem tenho muita dificuldade no rito 4. acima do setimo começo a cair o desempenho e nao faço corretamente mais os movimentos.
Noto tb que após fazer os ritos. Sinto um pouco de fadiga e enjoo. É normal?
Por outro lado estou mais alongada e com menos dores nas articulações.
Obrigada
Debora

Responder
Avatar
Cacilda 2 de julho de 2015 - 22:46

Simplesmente maravilhoso, muito bem executado. Amei.

Responder
Avatar
Marina 8 de maio de 2015 - 18:45

Amei de paixão, faço pilates com movimentos semelhantes a esses e tenho me sentido bem.

Responder
Avatar
melania 6 de maio de 2015 - 17:40

Maravilhoso.

Responder
Avatar
Maria Mercedes 6 de maio de 2015 - 16:35

me interesó muchísimo.

Responder
Avatar
janaina garcia 5 de maio de 2015 - 09:59

amei, ótimo.

Responder
Avatar
Marluce Zincone 29 de abril de 2015 - 14:35

Gratidao por me relembrar de algo que já foi tão bom pra mim.
Vou retomar.

Responder
Avatar
maria Cristina pereira 29 de abril de 2015 - 11:03

Muito bom, não conhecia. Sou praticante de yoga e acho que esse rito é ideal para quando se tem pouco tempo para se praticar. Obrigada!

Responder
Avatar
fatima 21 de abril de 2015 - 21:38

Gostaria de ver exercicios para relaxamento. grata

Responder