Os efeitos da idade no nosso processo de digestão

Por Maya Santana
É muito importante monitorarmos os alimentos que ingerimos

É muito importante monitorarmos os alimentos que ingerimos

Nilton W., tudoporemail.com.br –

À medida que envelhecemos, o mesmo ocorre com nosso sistema gastrointestinal. Isso significa que é importante monitorarmos os alimentos que ingerimos e não apenas manter o peso saudável, mas também assegurar-nos de que estamos cuidando bem do nosso sistema digestivo. Aqui estão cinco formas de como a nossa função digestiva muda ao longo dos anos, bem como dicas para que possamos cuidar-nos bem e nos mantermos saudáveis.

1. Mastigação

À medida em que você envelhece, a mastigação dos alimentos pode tornar-se mais difícil, especialmente se você usa prótese dentária ou não tem bons dentes. Você pode não considerar a mastigação como parte do processo digestivo mas, na verdade, é a primeira e mais importante fase para cuidar da digestão. Quando você mastiga, está partindo os alimentos de maneira que que os ácidos e enzimas do estômago possam, mais tarde, separar os nutrientes que serão absorvidos nos seus intestinos.

Para evitar de engasgar-se com os alimentos ou retardar a digestão, certifique-se de mastigar muito bem os alimentos, ou cortá-los em pedaços pequenos. Também é importante continuar a consultar o dentista regularmente, duas vezes por anos, para manter sua boca saudável e apta para a mastigação. Tomar suplementos de cálcio e vitamina D, ou consumi-los em sua dieta, podera também contribuir para com a sua digestão e outros aspectos de sua saúde interna. Mulheres entre 50-70 anos deveriam consumir 1,200mg de calcio e 600 UI de vitamina D por dia, e os homens na mesma faixa etária deveriam consumir 1,000mg de cálcio e 600 UI de vitamina C.

2. Deglutição

Depois da mastigação, o aspecto mais importante da sua digestão é a deglutição, ou seja, engolir o alimento de maneira apropriada. À medida em que você envelhece, o seu esôfago, ou seja, o cano que conecta sua boca ao estômago, não se contrai como costumava fazer, dificultando, assim, a deglutição de grandes porções de alimento. Na verdade, quando pessoas acima de 50 anos precisam engolir grandes pedaços de comida, o tempo gasto para esta comida percorrer seu caminho até o estômago pode ser entre 50 e 100% mais longo porque os músculos do esôfago estão fora de forma.

Uma das condições mais comuns entre as pessoas mais velhas é a Doença de Refluxo Gastroesofágico (DRGE), que pode causar dor e queimação no seu peito quando faz a digestão, e até mesmo o estreitamento do esôfago. Embora não exista cura para o estreitamento do esôfago, uma forma de preveni-lo é é mastigar os alimentos devagar e em pedaçoes pequenos, fazer exercícios e manter um peso saudável. Evite comidas ricas em gorduras ou sódio (sal), que podem agravar a sensação de azia ou refluxo. Caso os sintomas não desapareçam, recomenda-se uma consulta ao médico para um tratamento. Cliqueaqui para ler mais.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais