fbpx

Para quem tem mais de 65 anos

Por Maya Santana
Viva a sua vida, não a do seu marido, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos...

Viva a sua vida, não a do seu marido, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos…

Postei aqui no 50emais há algum tempo um texto com o seguinte título: “A última sacanagem do Criador contra nós”. Agora, recebo mensagem da autora, Ivone Boechat, explicando que o texto original – “Para quem tem mais de 65 anos”, de seu livro “Educação – a força mágica”- foi plagiado e postado na internet. Ela pede, então, que o 50emais publique o que ela escreveu. Aqui está:

1 – Tome posse da maturidade. A longevidade é uma bênção! Comemore! Ser maduro é um privilégio; é a última etapa da sua vida e se você acha que não soube viver as outras, não perca tempo, viva muito bem esta. Não fique falando toda hora: “estou velho”. Velho é coisa enguiçada. “Idade não é pretexto para ninguém ficar velho”. Engane a você mesmo sobre a sua idade, porque os psicólogos dizem que se vive de acordo com a idade declarada!

2 – Perdoe a você antes de perdoar os outros. Se você falhou, pediu perdão? Deus já o perdoou e não se lembra mais. Mas você fica remoendo o passado… Não se importe com o julgamento dos outros. Só há dois times no Universo: o do Salvador e o do acusador. Neste último você sabe quem é goleiro. Continue no time do Salvador.

3 – Viva com inteligência todo o seu tempo. Viva a sua vida, não a do seu marido, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos… Nem viva só pra eles, viva pra você também. Isto se chama amor próprio, aquilo que você sacrificou sempre! Nunca viva em função dos outros. Faça o seu projeto de vida!

4 – Coma muito menos; durma o suficiente; não fique o dia inteiro, dormindo, dando desculpa de velhice. Tenha disciplina. Fale com muita sabedoria. Discipline sua voz: nem metálica; nem baixinha; seja agradável!

5 – Poupe seus familiares e amigos das memórias do passado. Valorize o que foi bom. Experiências caóticas, traumas, fobias, neuroses, devem ser tratadas com o psicoterapeuta. Não transforme poltrona em divã, ouvido em descarga.

6 – Não aborreça ninguém com o relatório das suas viagens. Elas são interessantes só pra quem viaja. Ninguém aguenta ouvir os relatórios e ver fotografias horas e horas. Comente apenas o destino e a duração da viagem, se alguém perguntar. Aprenda a fazer uma síntese de tudo, a não ser que seus amigos peçam mais detalhes. Se alguém perguntar mais alguma coisa, seja breve.

7 – Escolha bons médicos. Não se automedique. Não há nada mais irritante do que um idoso metido a receitar remédio pra tudo o que o outro sente. Faça uma faxina na sua farmácia doméstica.

8 – Não arrisque cirurgias plásticas rejuvenescedoras. Elas têm prazo curto de duração. A chance de você ficar mais feio é altíssima e a de ficar mais jovem é fugaz. Faça exercícios faciais. Socorra os músculos da sua face. Tome no mínimo 8 copos de água por dia e o sol da manhã é indispensável. O crime não compensa, mas o creme compensa!

9 – Use seu dinheiro com critério. Gaste em coisas importantes e evite economizar tanto com você. Tudo o que se economizar com você será para quem? No dia em que você morrer, vai ser uma feira de Caruaru na sua casa. Vão carregar tudo. Não darão valor a nada daquilo que você valorizou tanto: enfeites, penduricalhos, livros antigos, roupas usadas, bijuterias cafonas, ouro velho… prataria preta, troféus encardidos, placas de homenagens. Por que não doar as roupas, abrir um brechó ou vender todas as suas bugigangas, apurar um bom dinheiro e viajar?

10 – A maturidade não lhe dá o direito de ser mal educado. Nada de encher o prato na casa dos outros ou no self-service (com os outros pagando), falar de boca cheia, ou palitar os dentes na mesa de refeições (insuportável).

11 – Só masque chiclete sem testemunhas. Não corra o risco de acharem que você já está ruminando ou falando sozinha.

12 – Aposentadoria não significa ociosidade. Você deve arranjar alguma ocupação interessante e que lhe dê prazer. Trabalhar traz muitas vantagens para a saúde mental, além do dinheiro extra para gastar, também com você.

13 – Cuidado com a nostalgia e o otimismo. Pessoas amargas e tristes são chatíssimas, as alegres demais, também. Elogie os amigos, não fique exigindo explicações de tudo. Amigo é amigo.

14 – Leia. Ainda há tempo para gostar de aprender. A maturidade pode lhe trazer sabedoria. Coloque-se no grupo sempre pronto para aprender. Não se apresente em lugar nenhum dizendo: sou muito experiente!

15 – Não acredite nas pessoas que dizem que não tem nada demais o idoso usar roupas de jovens, cuidado. Vista-se bem, mas com discrição. Cuidado com a maquiagem, se for pesada, você vai ficar horrível.

16 – Seja avó do seus netos, não a mãe nem a babá. Por isso nem pense em educá-los ou comprometer todo o seu tempo com as tarefas chatas de ir buscar na escola, levar a festinhas, natação, inglês, vôlei… Só nas emergências. Cuidado com aquela disponibilidade que torna os outros irresponsáveis.

17 – Se alguém perguntar como vão seus netos, não precisa contar tuuuuuuuudo! Evite discorrer sobre a beleza rara e a inteligência excepcional deles. Cuidado com a idolatria de neto e o abandono dos filhos casados…

18 – Não seja uma sogra chata. Nunca peça relatório de nada. Seu filho tem a família dele. Você agora é parente! Nunca, nunca, nunca mesmo, visite seus filhos sem que seja convidado. Se o filho ligar pra você, não diga: ah! lembrou finalmente da sua mãe? É melhor dizer: Deus o abençoe meu filho.

19 – Cuidado em atender ao telefone: se a pessoa perguntar como você vai e você responder “estou levando a vida como Deus quer”; “a vida é dura”; “estou preparando a partida”; “estou vencendo a dureza”; você vai ver que as ligações dos amigos e dos parentes vão rarear, cada vez mais.

20 – A maturidade é o auge da vida, porque você tem idade, juízo, experiência, tempo e capacidade para se relacionar melhor com as pessoas. Então delete do seu computador mental o vírus da inveja, do orgulho, da vaidade, promiscuidades, cobranças, coisas pequenas e frustrantes para tomar posse de tudo o que você sempre sonhou: a felicidade.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca enviaremos spam! Leia nossa Política de privacidade para mais detalhes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





24 Comentários

Neusa maria P Sivério 2 de outubro de 2018 - 19:07

Gostei muito ,,obrigada

Responder
Conceição Silva 20 de junho de 2018 - 23:07

Muito oportuno o texto.é importante divulgar essas idéias para que mais idosos conquistem seus espaços com mais alegria e tenham uma vida cada dia mais bela e feliz.

Responder
Ana Maia 18 de junho de 2018 - 07:58

Sensacional o texto! Tenho 49 anos, agora que tô querendo viver minha vida própria. Só a maturidade nos ensina isso!

Responder
Marcia 13 de junho de 2018 - 01:07

É sempre bom relembrar e ter em mente mtas coisas citadas no texto, q fazem de qq um um chato de galocha. Ainda tem os q reclamam de tudo, o q é insuportável com certeza.
Triste ver como as pessoas usam e abusam de seus pais, q se apegam aos netos. E assim q não precisam mais deles, esquecem q existem. Tão comum h em dia. Mas a meu ver ainda existe uma visão q restringe a liberdade de cada um. Para ser adequado…, de acordo com a sua idade…Acredito na liberdade, desde q haja respeito com o próximo. Não quero parâmetros, meço os meus… Ser feliz é a meta de todos sem dúvida! Fazer algo pelo próximo, faz um bem enorme pra quem faz! De resto…, nada me acorrenta nem descreve..

Responder
Marcia 13 de junho de 2018 - 01:06

É sempre bom relembrar e ter em mente mtas coisas citadas no texto, q fazem de qq um um chato de galocha. Ainda tem os q reclamam de tudo, o q é insuportável com certeza.
Triste ver como as pessoas usam e abusam de seus pais, q se apegam aos netos. E assim q não precisam mais deles, esquecem q existem. Tão comum h em dia. Mas a meu ver ainda existe uma visão q restringe a liberdade de cada um. Para ser adequado…, de acordo com a sua idade…Acredito na liberdade, desde q haja respeito com o próximo. Não quero parâmetros, meço os meus… Ser feliz é a meta de todos sem dúvida! Fazer algo pelo próximo, faz um bem enorme pra quem faz! De resto…, nada me acorrenta nem descreve..

Responder
Solange 12 de junho de 2018 - 13:59

Adorei, tenho 65 anos, ri muito em determinados trechos.

Responder
Mariza Barbosa 23 de abril de 2018 - 22:11

Precisamos coragem para viver a nossa última fase da vida. Amor proprio não é egoismo…Refletindo muito sobre o texto, muito bom!

Responder
Bernardete pissolatto 23 de abril de 2018 - 13:19

Gostei tenho 65 estou meadpando pois nor e i na europa 8 anos regressei agora estou um pouco sonzinha gostaria de entrar num grupo

Responder
Graca Queiroz 23 de abril de 2018 - 08:33

Excelente texto !
Tenho 65 anos e teabalho normalmente , cuido
das minhas obras e conservo meus clientes, me
atualizando sempre .
Todos da nossa idade deveriam ler
estas experiências …

Responder
Marlene Freita 22 de abril de 2018 - 22:31

Amei o texto é um guia de sobrevivência na melhor idade nos orientando com muita sabedoria

Responder
Elias S Rosa 22 de abril de 2018 - 18:38

Muito bom!
Nada que não seja óbvio. Mas às vezes involuntáriente infringimos alguns desses pontos.
Sempre é bom lembrar….
Tenho 69 anos, mas me vejo com essa idade, nem física nem mentalmente.
Creio que estou no caminho certo.

Responder
Nair Lino Villas Boas 22 de abril de 2018 - 15:46

Amei todo o conteudo que e a pura realidade

Responder
Angela Pires 17 de março de 2018 - 22:28

Ai que bom ler textos assim !Acrescenta um belo ânimo a quem já se sentia ! Adorei !

Responder
Márcia Luisa 17 de março de 2018 - 11:10

Muito bom, estou com 56, grande exercício para dias muito melhores.
❤❤

Responder
Sônia Regina Patti bellucci 24 de outubro de 2017 - 18:28

Bom texto, a maturidade nos proporciona sabedoria, paciência
..envelhecer todos vimos agora o livre arbítrio é nosso de nós transformar em seres humanos melhores que a maioria dos nossos queridos e amigos tenham prazer estar conosco e desfrutar da nossa amizade é companhia
.

Responder
Ana Lúcia 8 de junho de 2017 - 07:30

Texto muito bom!

Responder
Yara 18 de outubro de 2015 - 22:04

Adorei!!!!!

Responder
Izilda 17 de outubro de 2015 - 21:50

Adorei o texto! Ótimo!

Responder
DINA FERNANDES 16 de outubro de 2015 - 23:41

MUITO BOM O TEXTO,ME SENTI OUTRA PESSOA DEPOIS DA LEITURA,MUITO BOM

Responder
Maria Izabel Sugo. 16 de outubro de 2015 - 23:15

adorei os conselhos muitas vezes falamos muito e nem nos damos conta. Obrigada.

Responder
sergio 16 de outubro de 2015 - 21:49

Penso que a maturidade deva ser um exercício constatante, pois quando a atingimos logo percebemos que não podemos
ficar parados , como velhos navios ancorados no fundo de uma baía. É preciso que haja movimento , interação e in
tegração , o mundo não pára , o universo não pára e é mutante , não podemos nos entregar a divagações eternas,
temos que ir em busca do novo , do atual , é possível sim e devemos perseguir estas metas , desta forma nos sen
tiremos muito mais integrados a tudo e a todos. Para frente e para o alto!!!!

Responder
Angela Maria Toscano 17 de março de 2018 - 18:31

Adorei. Tenho 65 anos e ainda trabalho com carteira assinada. E sempre procuro estar bem apresentável e maquiada quando saio para o trabalho. Não reclamo da vida pois sei que Deus está no comando e sabe de tudo. Então procuro viver da melhor maneira possível. Aprendi muito com a postagem.

Responder
Cleonice 25 de março de 2018 - 18:23

Tenho 65 de bem com a vida mas queria partilhar com amigos as um namorado… estou me sentindo muito so li gostei mas….e dificil

Responder
Eliana gracio 16 de outubro de 2015 - 20:59

Muito,muito bom o texto.Para nos,idosos,e tudo isso mesmo.Otimos alertas,precisas.Todos da 3a udade,deveriam ler,saber,aplicacao.Espetaculo no dia a dia

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais