Passou dos 50? Veja os caminhos para você retomar a sua vida profissional

Por Maya Santana

“Acredite em quem você é, acredite em sua história, acredite em tudo o que você construiu na sua carreira e esteja pronta para buscar novas oportunidades”

Isabel Perez
50emais

Assim como na vida pessoal, a nossa vivência profissional não está restrita aos verdes anos e também pode ir muito além dos 50, idade que se costuma estabelecer como a porta de entrada na maturidade. Aprendemos cada vez mais a ultrapassar limites sociais, desafiando preconceitos e barreiras. Para quem precisa de um empurrão para retomar a carreira ou tentar uma nova experiência no mercado de trabalho não faltam iniciativas encorajadoras.

Um exemplo disso é o programa recente que o Google desenvolveu especialmente para as mulheres que querem retornar ao mercado de trabalho, com uma série de vídeos que trazem palestras muito interessantes e enriquecedoras. As especialistas e consultoras que apresentam os vídeos oferecem conselhos e caminhos práticos para quem deseja entender as transformações do mercado, as novas rotinas e modelos de trabalho, como explicou Carol Azevedo, diretora de RH do Google para América Latina.

O programa contempla todas as faixas etárias e pode ser assistido mesmo depois que a data de inscrição já se encerrou, apenas mediante um cadastro gratuito. O link é https://treinamentoscresca.withgoogle.com/ e o mote é bem inspirador: Cresça com o Google. É mais um sinal forte de que a internet pode ser uma grande aliada de todos nós ao permitir que se aprenda de forma remota, mesmo no caso daqueles que não têm conhecimento tecnológico profundo.

Aprender mais sobre esse universo digital, aliás, é o primeiro conselho que a consultora empresarial e de carreira Ana Minuto, da Rede Mulher Empreendedora, apresenta no vídeo que gravou para o programa. E não apenas porque você vai precisar das ferramentas digitais para se conectar com o mercado de trabalho como também porque essas habilidades e competências podem garantir ótimas oportunidades de emprego. Há uma enorme demanda por profissionais na área de tecnologia, o que inclui atividades ligadas às redes sociais, por exemplo.

Sabemos também que um dos grandes impactos da pandemia da Covid-19 foi o aumento no desemprego, no Brasil e no mundo. Nesse contexto, Ana Minuto forneceu um dado impressionante: as mulheres respondem por nada menos do que 60% das pessoas desempregadas nesse período. “A pandemia nos colocou em casa para cuidar dos familiares, da casa, dos amigos” – resumiu a consultora. Agora, o desafio é retomar a vida profissional, mesmo que ainda não tenham terminado os enormes transtornos provocados pela pandemia.

Leia também: Aos poucos, mercado de trabalho se abre para maiores de 50 anos

Se existem dificuldades, existe também “um mar de oportunidades”, como ela disse, no vídeo que pode ser conferido neste endereço: https://treinamentoscresca.withgoogle.com/events/mulheres-trabalho?talk=futuro-do-trabalho. Um resumo das dicas:

Autocontrole: tenha calma, respire fundo, organize-se.

Iniciativa: você pode desenvolver suas capacidades através de cursos técnicos
disponíveis, muitos deles gratuitos.

Conectar-se ao mercado: entender e pesquisar as tendências no mundo profissional para
que você possa se encaixar nele novamente.

Organização: aprenda a conciliar suas atividades – “casa, família, boletos para pagar,
cachorro para cuidar, roupa para lavar, louça para lavar”, comenta Ana Minuto, de forma bem-
humorada.

Estudar: participar de todos os treinamentos on-line que puder, principalmente na área
de tecnologia.

Autoconhecimento: um dos caminhos mais importantes é o cuidado com a saúde mental.

Histórico: fazer um histórico de todas as habilidades e competências que você tem para
utilizar no mercado de trabalho.

Vídeo: a tendência é que, cada vez mais, as pessoas sejam recrutadas pelas empresas
através de vídeos. Assim, grave você mesma, acostume-se a falar para a câmera, preparando-se para
esse tipo de teste.

Depois de tudo, Ana Minuto ainda deu outro conselho precioso: “Acredite em quem você é, acredite em sua história, acredite em tudo o que você construiu na sua carreira e esteja pronta para buscar novas oportunidades”. Como ela acrescentou, trata-se de “trazer um novo olhar sobre si” nesse esforço de recolocação e reinserção no mercado de trabalho. Outra palavra de incentivo foi dada pelo próprio Google: “É hora de ir mais longe”. Vale muito apostar nessas mensagens e, no caso dos que estão na faixa dos 50 e mais, não se intimidar com as barreiras que surgem no caminho.

Veja também: Mercado de trabalho não reserva lugar para os mais experientes

Economista quer dar maior visibilidade ao trabalho de casa, feito mais por mulheres

Ela deixou o trabalho aos 71 e se engajou em um projeto que busca melhorar o Brasil


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais