fbpx

Pinguim retorna todo ano para visitar idoso que o salvou

Por Maya Santana
Dim Dim com o seu salvador

Dim Dim com João, o seu salvador

Num mundo tão árido como este em que vivemos,uma história dessas comove: um amor improvável entre um homem e um pinguim: há quatro anos, o carioca João Pereira de Souza, pedreiro, viúvo, 71 anos, socorreu na praia um pinguim encharcado de óleo. Já fraca, a ave corria o risco de morrer. Penalizado, João recolheu-a e a levou para casa. Lá, o pinguim foi recolhido a um lugar arejado e, diarimente, recebeu como alimentado sardinhas frescas.

O pinguim se despedindo, depois de mais uma visita a João

O pinguim se despedindo, depois de mais uma visita a João

O tempo passou, a ave, que ganhou o nome de Dim Dim, se recuperou. Meses mais tarde, retornou ao mar. Para surpresa e deleite do pedreiro, quatro meses depois o pinguim estava de volta. Veio visitar João. Isso tudo aconteceu em 2011. De lá para cá, Dim Dim, que vive na Patagônia, próximo ao Polo Sul, retorna todo ano para rever o seu salvador. Tão comovente quanto a história é a forma como João fala desse seu novo amor. Veja:

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais