Pompoarismo na terceira idade ajuda na vida sexual

Por Maya Santana
"A mulher começa a conhecer mais seu corpo"

“A mulher começa a conhecer mais seu corpo”

Até bem pouco tempo, muitas mulheres associavam o pompoarismo a “práticas sexuais imorais”. Chamado de “ginástica do prazer”, a prática vai ganhando mais e mais adeptas, porque o seu conceito está mudando. A ginecologista Fernanda Leoni afirma que o pompoarismo ajuda sobretudo a autoestima. “A mulher começa a conhecer mais seu corpo”, diz ela, recomendando a prática para grávidas que optem pelo parto normal e para quem sofre com prolapso genital, popularmente conhecido como “bexiga caída.”

Leia a reportagem de Anna Virgínia Ballousster para o Uol:

O que é pompoarismo? Não se acanhe se sua resposta parecer à que Elisabete Rigetti daria um ano atrás. “Algo que prostitutas tailandesas usam para soltar bolinha, né?” Repetida mais recentemente, a pergunta provoca um sorriso na aplicada aluna da técnica oriental. “É bom para a saúde também.”

Toda quarta-feira, a aposentada de 62 anos sai de casa para aprender a controlar os músculos vaginais, numa classe voltada à terceira idade. Elisabete chegou à Escola Lu Pompoar pesquisando na internet tratamentos para uma incontinência urinária.

O espaço na Vila Mariana (zona sul de São Paulo) atende a mulheres de 20 a 84 anos interessadas em tonificar a região pélvica. “Pompoarismo é algo sério”, afirma a professora Lu Riva, 36, que considera o corpo um “templo de Deus”.

Claro que os truques à la “Cirque du Soleil para maiores de idade” chamam atenção. Em 2003, a russa Tatiana Kozhevnikova entrou no Guiness como “a vagina mais forte do mundo”.Após ter tido filho, ela sentira os “músculos íntimos” enfraquecerem. Para ficar com tudo literalmente em cima, suspendeu um peso de 14 kg com ajuda do pompoarismo.

Saúde é o que interessa para a classe de alunas na terceira idade, mas sexo é bom e elas gostam também. “Fica mais prazeroso”, conta Elisabete, casada há 40 anos.

Não é nenhum demérito associar o pompoar ao prazer, diz Lu Riva. Só não vale restringir sua função à promessa de orgasmos melhores e mais frequentes. Para a ginecologista Fernanda Leoni, 30, o pompoarismo é sobretudo uma catapulta para a autoestima. “A mulher começa a conhecer mais seu corpo”, afirma. Clique aqui para ler mais.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





1 Comentários

Bruna Rodriguesa 24 de março de 2019 - 17:13

Olá tudo bem? excelente conteúdo. parabéns já estou seguindo seu blog.

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais