Quando começamos a envelhecer

Por Maya Santana
"Começamos a envelhecer quando percebemos que o tempo não espera"

“Começamos a envelhecer quando percebemos que o tempo não espera”

Este texto ficou em quinto lugar em um concurso organizado por um site com o tema “O que é envelhecer para você?” Os quatro primeiros lugares ficaram com homens e mulheres que já passaram dos 55 anos. Ou seja, escreveram com base em sua experiência pessoal. No caso desse que você vai ler agora, o que chama a atenção é que a autora, Ada Pedreira Silva, de Salvador, Bahia, tem apenas 34 anos de vida. Para ela, “Começamos a envelhecer quando percebemos que o tempo não espera, que os anos passam depressa e os dias passam como passavam as horas quando éramos crianças!”

Leia:

Sou fisioterapeuta e uma vez estava no trabalho atendendo um adolescente e fiz uma pergunta rotineira acerca de traumas anteriores, indagando se ele já havia fraturado alguma parte do corpo ou feito algum tipo de cirurgia. O adolescente me respondeu que sim, mas tinha “muuuuuuuito tempo! Uns oito meses, doutora…”

A partir daquela resposta, percebi que aos 25 anos já estava envelhecendo! Isto, pois o tempo não passava para mim como passava para aquela criança-adolescente, para mim oito meses era um tempo recente, assim como um ou dois anos passados. E, a partir daí, modifiquei a pergunta na consulta para: “Tem muito ou pouco tempo que já realizou cirurgias ou teve alguma fratura?”

Com as respostas que obtive, percebi que a forma de sentir o tempo é um marco referencial, pois quanto mais idade a pessoa tem mais longo é o tempo chamado presente e vice-versa! Assim, envelhecer é um estado natural de qualquer ser, mas para nós seres humanos, seres racionais e emocionais, o processo fisiológico de envelhecimento só é percebido quando nos damos conta do tempo!

Começamos a envelhecer quando percebemos que o tempo não espera, que os anos passam depressa e os dias passam como passavam as horas quando éramos crianças!

Começamos a envelhecer quando, pelos dias passarem tão depressa, não conseguimos fazer tudo o que queremos no mês, no ano, muitas vezes numa década ou por toda a vida…

Começamos a envelhecer quando percebemos que existe um tempo para trás, e que nele ficam coisas, e pessoas, importantes e que não vêm com a gente para o tempo presente e futuro.

Começamos a envelhecer quando percebemos que o tempo passou tão depressa que não sentimos as estações mudarem, as crianças crescerem, os amigos amadurecerem e até irem embora…

Começamos a envelhecer na primeira perda de um ente querido e ao sentirmos saudades do que nunca vivemos. Crianças e jovens não têm sentimento de perda, de saudosismo, de frustração. São plenas. E a certeza do envelhecimento acontece quando o tempo do pensamento se torna diferente do tempo dos comandos do corpo. Queremos caminhar mais pelas ruas ou numa viagem, dançar mais rápido ou por mais tempo, mas o corpo não permite… Envelhecemos então.

Hoje, quase dez anos depois de minha constatação, luto para prolongar o começar a envelhecer: me movimento mais, me alimento melhor, respiro melhor e, principalmente, não perco o meu valioso TEMPO com o que não vale a pena.

O tempo é o meu bem mais precioso que nenhum dinheiro pode comprar. Valorizo o tempo com minha família, meus amigos, meu trabalho, meu lazer, meu descanso. Busco distribuí-los de maneira sábia, pois temos que ser tudo ao mesmo tempo. Como já disse um grande poeta: “O tempo não pára!”. E o tempo não vai esperar eu ser este mês esposa, mês que vem profissional e ano que vem mãe, ou daqui a dois anos amiga. Somos tudo ao mesmo t-e-m-p-o!

Como já disse, o envelhecer é um estado natural do ser humano, mas como administramos o nosso tempo na nossa trajetória de vida nos torna mais cedo ou um pouco mais tarde velhos.

Já existem velhos de 30 anos como existem jovens de 70 anos! Ser velho com 30 ou jovem com 70 é escolha de vida. E, tudo bem se alguém questionar que o de 70 também é velho, principalmente fisicamente, mas a vital diferença é que este é um velho pleno. Aprendeu, assim como uma criança, a não brigar com o tempo, e sim a vivê-lo!


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





20 Comentários

César Ferrara Marcolino 12 de fevereiro de 2018 - 00:25

Em minha família é comum uma doença chamada rins policístico; com o passar do tempo os rins param de funcionar. Isto acontece na maioria das vezes entre 50 e 60 anos. No meu caso descobri que era portador da doença com 23 anos. Senti com isso que após essa idade eu seria um velho. Grande ilusão, com 50 anos comecei a dedicar para de meu tempo às atividades físicas. O que ajudou no transplante, e me senti um pouco mais jovem; hoje com 66 tenho meu tempo todo dedicado às atividades físicas e a curtir meus netos; o que a anos atrás duvidava que isso iria acontecer. E considero, apesar do transplante renal um velho jovem, pois cheguei a dar aulas, de Matemática e Estatística, para alunos de 5a série até faculdade, convívio esse que me ajudou a compreender e entender as varias faixas etárias que o ser humano passa, e compreender tudo que passei também. Viver é uma dádiva que Deus nos proporciona. Não importa a idade e o tempo; VIVA.

Responder
rosa 2 de novembro de 2016 - 10:04

Maravilhosa visão de velhice, é isto ai mesmo.Envelhecemos sem darmos conta que o outro ( filho … ) são adultos e ainda damos palpite .Já assumi me estado de velhice , já não aguento muitas coisas aos 63 anos
de idade. o barulho me irrita, crianças não tenho mais paciência, não tolero mais conversa nem pessoas as quais julgo chatas ( acredito que eu tb,). Muito bom, compartilho em algumas pgs minhas. Um grande abraço.

Responder
Beatriz Santos 3 de agosto de 2016 - 23:31

Gostei do texto.

Acredito que envelhecer é deixar de ser jovem, e como escreveu : o Tempo não para!!!!

Responder
Beatriz Santos 3 de agosto de 2016 - 23:39

Gostei do texto.

Para mim envelhecer é deixar de ser Jovem, e como vc escreveu: o tempo não para ,é cruel, então , é a hora de

viver o intervalo.

Responder
Adélia 3 de agosto de 2016 - 17:40

Marcia, vou compartilhar sua opinião!

Responder
Tânia Cabra 1 de agosto de 2016 - 08:51

O que é envelhecer……É criar rugas? É começar a reclamar de tudo e de todos? É não se sentir feliz o tempo todo????? Bom, bem disse o autor do texto, que existem muitos velhos de 30 anos e pasmem tem velho de 15 anos……tem sim, velho é todo aquele que, tem tudo ao seu redor, mas nunca está satisfeito com nada, nem com ninguém e nem em lugar algum. Não ficamos velhos, ficamos experientes, somos como carros antigos, se bem tratados e devidamente reparados, estamos como novos. Reparados não é se plastificar, reparação aqui leia-se, nos tratarmos para uma vida saudável, exercícios físicos, irmos ao medico, tratar aqui e ali e tchan, ficamos como uma Variant, toda reformada, pitadinha, toda linda………ta vendo, não existe velhice, existe uma pessoa com um espírito velho, que nunca nada tá bem…..saibamos aceitar a velhice, como uma fruta acabada de ser tirada do pé, linda viçosa, fresca e saborosa! Seria ótimo se não envelhecessemos, mas não tem jeito….e até acho que ficaríamos cansados de sermos jovens o tempo todo, imagina ter que aturar os Menu dos a vida toda????????? O que não tem remédio, remediado está, bem ouço isso há muitos anos……….portanto, vamos seguindo e deixando nossas marcas, Boas marcas, porque um dia não estaremos mais aqui, e aí, o que deixamos pra trás? ???? Boas e VELHAS LEMBRANÇAS, porque é isso que importa. E que bom que ficamos velhos, significa que vimos e vivemos de tudo!!!!!

Responder
Rose Fernandes 1 de agosto de 2016 - 06:47

Maravilhoso esse texto.Um dia desses estava a pensar em coisas desse tipo pois,acabei de me aposentar e agora Q começou a cair a ficha.Bate saudade de quase tudo e de pessoas Q ao longo de todos esses anos envelheceram praticamente junto comigo.Mas a vida é assim mesmo,e como uma Bruma,e como mostra esse texto,precisamos da mais valor ao nosso tempo,não deixando Q nada e nem pessoas estrague tudo.

Responder
Maria Lucia Zulzke 31 de julho de 2016 - 12:42

Avisem dos próximos concursos sobre o temo ” O que é envelhecer ” – bem legal esse desafio ! Quero participar ! A idade que nos surpreende nos pega das mais diversas formas….. infinitas formas diferentes de envelhecimento, considerada a fase de menor consistência no ciclo de vida pois somos o que nos tornamos + as experiências e vivências de décadas de vida. Uma verdadeira perpectiva de detetives….

Responder
Vania vicente 29 de julho de 2016 - 19:15

Envelhecer p mim não existe…o pior e não passar o tempo,eu sou mto grata por o passar do tempo me trouxe mtas coisas positivas,ser selenciosa aprendi a escutar ms,a dedicarme ms a outas pessoas,te traz enfim ms sabedoria e experiencia de vida e isto e mto importante…vc se deixa envelhecer se quer,um tem q aproveitar o seu tempo,todos eles porq ele e precioso,enfim a vida e bela e so saber ocupar o seu preccioso tempo…porq o tempo não perdõa a nada!!!!

Responder
Andreia Emiliano 1 de agosto de 2015 - 09:34

O que é envelhecer???? O envelhecer e diferente para cada um de nós, pois a fase do envelhecimento nos acompanha a partir do nosso nascimento. É a nossa infância, a adolescência, enfim é nossa trajetória de vida que define o nosso envelhecer. São os vínculos que construímos e desconsttuirmos, a sua histórias que escrevemos, e escrevo isso pelas vivências que acompanho no meu campo de trabalho onde atuou. Andreia Emiliano – Ass. Social

Responder
Marcia Lazari Ribas 30 de julho de 2015 - 23:41

Para mim. envelhecer é deixar de sonhar.. sonho muito, com a felicidade de minhas filhas, com um envelhecimento cheio de saúde, . com viagens com meu amigo e companheiro á quase 40 anos, velhice é não se preocupar em estar linda e sarada, pois com a idade percebemos que isso não vale nada. , velhice é se manter ativa e alegre,. Velhice é se preocupar se seus netos estão felizes, velhice e tentar fazer a alegria de seu companheiro, velhice é ser tolerante, velhice é ser amiga e companheira, é fazer o bolo que seu velhinho adora e os biscoitos preferidos de seus filhos e netos. Velhice é aceitar a finitude do ser humano e fazer de seu tempo o melhor possível. Velhice é perceber que seu tempo aqui está acabando , e tentar de todas as formas não ser um fardo para os jovens. Pois isso me tornará um peso , e não um exemplo de vida e experiência.A VELHICE É CHEIA DE ALEGRIAS, basta saber aceitar a velhice como um bem necessário á todos os seres vivos. Encarar a ‘velhice com dignidade é um dom inigualável. se importar em ter saúde, e isso já é uma liberdade inigualável

Responder
Maria Aparecida Oliveira 7 de abril de 2016 - 10:41

Lindas palavras Marcia!

Responder
Fernanda 30 de julho de 2016 - 06:25

Márcia, parabéns pela sua visão de “velhice”, é sábia e completa.

Responder
Thatiana 1 de agosto de 2016 - 22:11

Lindo texto !!! Amei Marcia

Responder
Goretti Pilon 30 de julho de 2016 - 09:52

Verdade…viva a velhice feliz….para morrer jovem e bem….para ser útil aonde formos…!

Responder
Miriam Bastide 1 de agosto de 2016 - 22:43

Lindas tuas palavras Marcia, e verdadeiras tb, concordo plenamente contigo. Eu só gostaria de acrescentar uma coisaque li outro dia, referente à velhice e achei bárbaro, a velhice é um privilégio…..que muitos não conseguem atingir…..abraço para ti

Responder
ana maria 3 de agosto de 2016 - 20:14

Marcia as suas palavras são de uma sabedoria sem fim.Parabéns.

Responder
Mércia David de Oliveira 10 de abril de 2015 - 19:37

Perdi minha mãe aos 11 anos, e quando meus filhos nasceram, eu chorei muito com a falta imensa que ela fez pra mim,em não estar mais aqui e dela não ter conhecido os netos.

Responder
Maria Isabel 31 de julho de 2016 - 17:13

Consigo imaginar um pouco do teu sentimento. Minha mãe faleceu quando meus filhos eram bem pequenos. Hoje já sou avó, mas ainda sinto uma enorme falta dela!!

Responder
Cristiane Fortunato Lamas 6 de agosto de 2016 - 14:30

Eu assisto mesmo quando vejo o reflexo do espelho … Aquelas rulgas … umas mexas brancas … Aquela imagem refletida não expressa o que sinto na alma … no espírito … onde o tempo não passou … Porque me sinto como se tivesse 20 … Só que mal cuidada … meio que largada … Aquela rosto … o corpo … desgastaram … Onde o tempo não corre e corrói … continuam intactos … E eu ainda estou lá !

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais