Quando deixar o poder, mujica quer plantar tomate

Por Maya Santana
Pepe Mujica completa 79 anos  na próxima terça-feira, 20 de março

Presidente do Uruguai faz 79 anos na terça-feira, 20 de maio

Maya Santana

Veja como o presidente do Uruguai, Pepe Mujica, em vias de completar 79 anos, é diferente de todos os políticos que estão aí. Diferente, muito diferente, sobretudo,  dos nossos políticos. Ex-guerrilheiro  do grupo Tupamaro, nos anos de 1960, ele foi preso e cumpriu pena de 14 anos de prisão. Com uma trajetória parecida com o ex-líder sul-africano Nelson Mandela, falecido recentemente, Mujica, chegou à presidência do Uruguai, nas eleições de novembro de 2009.  Agora, quando contempla a aposentadoria, em primeiro de março de 2015, ao contrário de outros presidentes, o que ele quer é  “ plantar tomate e acelga.”

Quando deixar a presidência, “não vou ser um velho como esses que saem por aí dando conferências e cobrando cachês”, disse o presidente uruguaio, segundo artigo publicado pelo Estadão. Mujica está em visita oficial a Washington e, falando sobre como será sua vida depois de março, adiantou que quer ensinar os jovens a plantar, colher e vender o que produzirem. Pepe Mujica é um desses raros homens que chegaram ao poder e não se deslumbraram nem se deixaram corromper.

No sítio modesto em que vive nos arredores da capital, Montevidéu

No sítio modesto em que vive nos arredores da capital, Montevidéu

Basta ler este trecho da reportagem sobre o líder uruguaio, de Simon Romero para o New York Times – traduzida pelo Estadão -, para entender porque Pepe Mujica foi eleito o Homem do Ano de 2013 pela revista Time e é notícia no mundo inteiro:

“Alguns líderes mundiais vivem em palácios. Outros desfrutam de uma vida privilegiada, com um mordomo discreto, uma frota de iates e uma adega de vinhos com Champagne de safras especiais. E há também José Mujica, o ex-guerrilheiro que é o atual presidente do Uruguai. Ele mora numa casa simples nos arredores de Montevidéu sem nenhum empregado. Como seguranças, tem dois policiais à paisana estacionados numa rua de terra.

Numa declaração à nação, famosa exportadora de carne de gado, com uma população de 3,3 milhões de habitantes, Mujica, de 77 anos, recusou a opulenta mansão presidencial de Suárez y Reyes, com nada menos que 42 funcionários, e preferiu permanecer na casa onde ele e a esposa vivem há anos, numa pequena fazenda onde plantam crisântemos que vendem nos mercados locais. Chega-se à austera habitação de Mujica depois de percorrer a rodovia O’Higgins, passando por bosques de limoeiros. Ao assumir a presidência, em 2010, seu patrimônio era de aproximadamente US$ 1.800 – o valor do fusca 1987 estacionado na garagem. Jamais usa uma gravata e doa cerca de 90% do salário, em grande parte a um programa de expansão de moradias para os pobres.”

Com a mulher Lucía Topolanski, senadora e ex-guerrilheira,  com quem se casou há mais de 40 anos

Com Lucía Topolanski, senadora e ex-guerrilheira, com quem se casou há mais de 40 anos

Desde a sua eleição, em 2009, Mujica tornou o Uruguai um dos países mais liberais, fazendo aprovar  uma série de medidas que tiveram repercussão internacional e colocaram o Uruguai no mapa mundial. Entre elas, a legalização do aborto e do casamento entre homossexuais, e a liberalização do plantio e comércio da maconha, sob o controle do Estado, numa experiência pioneira, acompanhada de perto pelos outros países.

Uma das facetas de Mujica que também o distinguem de outros presidentes é a modéstia.  Quando comparado a Mandela, ele rebate com ironia: ““Fiquei muito tempo na prisão não porque sou um herói, mas porque me pegaram.” Em seu blog, o texto com o qual se apresenta começa assim: “Eu não sou pobre! Pobres são aqueles que acreditam que eu sou pobre.” É ou não é um político diferente de tudo que está aí?


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





1 Comentários

Déa Januzzi 16 de maio de 2014 - 21:07

Acompanho Mujica desde antes de fazer parte dos noticiários internacionais, admiro esse homem como político e ser humano. São atitudes como a dele que eu esperava do PT quando votei pela primeira vez em Lula. Ledo engano. Às vezes penso em mudar para o Uruguai, mas pelo menos vou passear por lá. E viva Mujica!!!!!!!

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais