ArtigosDestaques

Quatro medidas práticas para melhorar a sua noite de sono

Dormir bem é o sonho de muita gente que não tem facilidade de se entregar ao sono

Maya Santana, 50emais

Dormir mal é um problema que afeta milhões de pessoas, aqui no Brasil e no mundo. E a tendência é afetar mais ainda, por causa do contato excessivo com a tecnologia, em especial com o celular. Já está provado que o uso do celular na hora de dormir dificulta o sono. Só no Brasil, são 70 milhões de pessoas com algum tipo de dificuldade para conciliar o sono, segundo este artigo do Viva Bem, do Uol. Felizmente, talvez por fazer exercícios físicos e não abusar na alimentação, durmo com relativa facilidade. Mas tenho vários amigos que enfrentam o problema.

Leia:

Suas noites de sono andam um pesadelo? Você não está sozinho nessa. Segundo a Associação Brasileira do Sono, mais de 70 milhões de pessoas em nosso país têm dificuldade para dormir.

Fazer exercícios regularmente, controlar o estresse, não usar aparelhos eletrônicos duas horas antes de ir para a cama e evitar consumir cafeína após o início da tarde são alguns conselhos para uma boa noite de descanso. Já tentou isso e não funcionou? O site Prevention montou uma lista com quatro coisas que podem ajudar você a dormir melhor, todas comprovadas pela ciência.

Mantenha a porta (ou a janela) aberta
Dormir em um quarto bem ventilado melhora a qualidade do sono, descobriram pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Eindhoven, na Holanda. Os cientistas acreditam que isso acontece porque no ambiente arejado há um nível menor de gás carbônico (CO2). Um outro estudo, realizado na Dinamarca, dá suporte para a conclusão. No trabalho científico, pessoas que dormiram em um cômodo com pouco CO2 demonstraram menos cansaço e maior nível de concentração no dia seguinte, em comparação as que passaram a noite em um quarto com maior nível do gás. Para a tática funcionar é importante que o restante da casa esteja bem escuro, pois a claridade pode prejudicar sono.

Deixe o cachorro entrar no quarto
Sua mãe já disse que quarto não é lugar de cachorro? Ela pode estar enganada. Em um estudo realizado pela Clínica Mayo, conceituado centro de saúde dos EUA, indivíduos que dormiram com o pet mantiveram o sono em um nível “acima do satisfatório” em 83% do tempo que passaram na cama. “As pessoas se sentem mais confortáveis e seguras quando dormem com seu animal de estimação”, afirmou Lois Krahn, autor do estudo. Só não vale deixar o cão subir na cama. Isso reduziu a qualidade do sono dos participantes da pesquisa, em relação a quando o pet estava apenas no chão quarto. Clique aqui para ler mais.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca faremos spam! Dê uma olhada em nossa Política de Privacidade para mais informações.

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + cinco =

Botão Voltar ao topo