fbpx

Como morar com conforto e adequadamente a partir dos 55 anos

Por Maya Santana

Este é o tipo de construção que ilustra o projeto

Este é o tipo de construção que ilustra o projeto dos funcionários públicos aposentados, de Curitiba

Um dos assuntos de maior interesse das pessoas que visitam o 50emais é moradia. Como viver bem, com conforto e sem se isolar depois dos 50 ou 60 anos? Essa parece ser uma pergunta que boa parte das pessoas se faz. Depois de uma vida de trabalho, todos sonham em encontrar o lugar perfeito para viver esta última etapa da existência. Por isso decidi postar aqui o projeto que o site Maturidade de Morar (maturidadedemorar.wix.com) me enviou. Um grupo de pessoas com mais de 55 anos se uniu para trabalhar num projeto de moradia que atenda as aspirações de todos. Se você também tem um projeto de moradia para pessoas mais velhas, envie para o 50emais. Vamos publicar, como estamos fazendo com este dos curitibanos.

Leia:

Somos de Curitiba (PR), funcionários aposentados de uma empresa estatal. Formamos parte de um grupo de pessoas com idades a partir de cinquenta e cinco anos e empenhamo-nos em disseminar a ideia contida no texto abaixo, pois consideramos necessárias novas abordagens em se pensar moradias ajustadas a uma circunstância ou fase da vida, onde se insiram ações de incorporadores e construtores, engenheiros e arquitetos, psicólogos e assistentes sociais. Temos isso como uma necessidade da nossa época e uma tendência contida na nova configuração das expectativas e dos novos estilos de vida no Brasil de hoje. Vemos como saudável discutir o assunto racionalmente e com sensibilidade.

Qual o estilo a se adotar para morar com conforto e adequação partir dos 55 anos? Como construir e preparar com lucidez e independência o ambiente em que vou morar quando a idade madura se apresentar e dizer: “Aqui estou”

Detalhe do projeto

Detalhe do projeto

Uma das aspirações mais caras de nossa vida é ter um lar, que se traduz na aquisição de um lugar que você decora, renova, dá o seu toque pessoal até ao ponto onde se mesclam conforto, funcionalidade, aparência e aconchego. Lar é o lugar para receber e conviver com aqueles que você ama e estima, mas é também um lugar de recolhimento, onde você quer usufruir de privacidade, num ou outro intervalo em que você procura certo distanciamento destas mesmas pessoas queridas.

No seu lar você busca alternar momentos de convívio com momentos de distanciamento. Viver independentemente em seu próprio lar pode ser a mais fundamental expressão de liberdade pessoal. Viver esta liberdade nos é tão vital que não gostamos muito de pensar sobre eventuais situações de não podermos vivenciá-la plenamente como, por exemplo, com a aproximação daquele período da vida a que chamamos Maturidade (ante-sala da velhice, pois não?).
É tranqüilizador pensar que no espaço em que você mora possam existir serviços que atendam às necessidades desta fase da vida (Maturidade) e onde você terá espaços para preparar estruturas que atendam especificidades que surgirão quando a Velhice se apresentar.

Qual será o caminho confortável a ser trilhado para viver nossa maturidade com a suavidade possível? Como mudar a forma até agora praticada de viver esta fase? Como reinventar a maneira de trilhar o caminho da total atividade da Idade Adulta para a desejável independência na Maturidade? Como atravessar esta fase sendo gentis conosco mesmos e com os demais?

Valorizamos nossa atual liberdade, nossa autonomia, nossa lucidez e nossa independência. Isso nos leva a aspirar ter acesso a um tipo de moradia com características específicas e com serviços que atendam às particularidades da Idade Madura. O residencial pensado neste blog se apresenta como um condomínio para onde você poderá ir ainda pleno de saúde. Entretanto você encontrará segurança e serviços adicionais na medida em que o tempo for passando e você começa a se dar conta de que precisa de cuidados mais específicos. Neste momento você não precisará se deslocar – no seu próprio condomínio uma estrutura para cuidados adicionais já terá sido instalada. Por você mesmo. Do seu jeito. Clique aqui para saber mais detalhes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

quatro − 1 =

2 Comentários

Avatar
Sandra Mendonça 15 de março de 2017 - 19:25

Gostaria muito de saber se em Belo Horizonte existe esse tipo de moradia. Tenho acompanhado vocês diariamente. Antecipadamente agradeço,
Sandra Mendonça

Responder
Avatar
Rosana Firmo 28 de junho de 2016 - 21:59

Excelente!
Temos que pensar em projetos com acessibilidade, ouvindo as diferentes restrições de cada pessoa.Importante que sejam térreos ou com elevadores equipados com geradores.
Piscina plana aquecida e coberta com escada acessível e corrimão para projetos de reabilitação com fisioterapeuta, pilates na água e demais atividades tão importantes para quem tem restrições físicas
Adequado ter uma pista de caminhada plana, com estações a cada 100 metros com bancos e bebedouros Ciclovia para triciclos, mercearia e frutaria , padaria, restaurante com refeições a kit e serviço de entrega.central de enfermaria e primeiros socorros.
Motoboy fixo disponível ,para solicitar encomendas e pequenos serviços e compras
Espero que apreciem as sugestões pois são importantes para o dia a dia saudável.

Responder