fbpx

São Paulo faz Virada da Maturidade para maiores de 60 anos

Por Maya Santana

Virada da Maturidade oferece atrações artísticas e culturais, debates sobre o envelhecimento e a maturidade e atividades físicas vivenciais

Virada da Maturidade oferece atrações artísticas e culturais, debates sobre o envelhecimento e a maturidade e atividades físicas vivenciais

Maria da Luz Miranda, Estadão

Há uma geração de idosos incríveis espalhados pela cidade de São Paulo. E a segunda edição da Virada da Maturidade, evento que começou na quarta-feira e vai até domingo, 18 de setembro, é uma boa prova. Museus, parques, universidades, instituições de assistência e até hospitais abrem as portas para a turma a partir de 60 anos atrás de atrações artísticas e culturais, debates sobre o envelhecimento e a maturidade e atividades físicas vivenciais.

Serão mais de 200 ações em 45 locais diferentes. Da Avenida paulista ao Anhangabaú, da escola de Artes da USP ao metrô do Brás, do Museu Brasileiro de Escultura ao Parque da água Branca.

Idealizada pelos psicólogos Fernanda Gouveia Paulino, que já foi presidente da Associação Brasileira de Alzheimer e é coordenadora da ABRAz-SP, e Fernando Seacero, desenvolvedor de metodologia para games, a primeira edição da Virada da Maturidade, em 2015, envolveu mais de 10 mil pessoas em 19 cantos da cidade.

A primeira edição da Virada da Maturidade teve a participação de 10 mil pessoas

A primeira edição da Virada da Maturidade teve a participação de 10 mil pessoas

O objetivo é mobilizar pessoas e desmistificar a velhice. “Esses idosos são incríveis não porque fazem coisas extraordinárias, mas porque aceitam quem são e vivem felizes explorando ao máximo seus recursos. Queremos atingir muitas pessoas e fazer com que parem para pensar o que podem, o que devem e o que sabem ou querem aprender a fazer. Por isso oferecemos atividades em áreas muito variadas e abordamos a saúde, atividades físicas, cultura, educação, empreendedorismo, direitos e cidadania e saúde e beleza”, conta Fernanda.

Além da troca com profissionais, é uma chance de quem participa também mostrar seu valor, talento e produtividade. Por lá tambem se expressam artistas, atletas, pensadores e poetas que fazem coisas que até eles mesmos duvidam que podem.

A prioridade é das pessoas idosas, mas quem quiser se aproximar, é só chegar junto.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

15 − 3 =