fbpx

Será que vai dar tempo? – Déa Januzzi

Por Maya Santana
"Ficar parecida com Iris Apfel, que aos 92 anos continua sendo modelo para todas as mulheres

“Ficar parecida com Iris Apfel, que aos 92 anos continua sendo modelo para todas as mulheres

Será que vai dar tempo de correr até a Rua do Ouro, a poucos quarteirões da minha nova casa e abraçar René que está fazendo 101 anos no próximo dia 6 deste mês? Ela é uma velha amiga de minha mãe que já partiu há seis anos. Será que vai dar tempo de comemorar o Natal e o Ano-Novo em outras datas como propôs Mary Arantes, pois não estou conseguindo mais esperar a meia-noite dessas datas de tanto cansaço?

Será que vai dar tempo de parar de fumar? Não, de tomar vinho eu nunca vou parar. Já pedi ao meu filho que todos devem tomar vinho no meu derradeiro dia e como Jane Fonda no filme “E se fôssemos morar todos juntos”, que não olhem para trás e deixem as taças nas bordas de uma urna funerária (ou melhor dizer caixão) forrado e encapado com letras, muitas letras, porque foram elas que me conduziram pelos caminhos intrincados da alma e da emoção. Ou seria melhor não ter escolhido um caminho tão tortuoso, cheio de pedras e tropeços? Queria também escutar, pela última vez, a música Rain Dogs, de Tom Waitts ou uma das tantas de Adriana Calcanhoto. Pode ser aquela que diz assim “Vou arranhar os seus discos…”. E alguma de Zeca Baleiro, de Chico, Caetano e Gil, por favor.

Será que vai dar tempo de falar do meu próprio envelhecer? De mostrar que ser velho hoje é chique. É só prestar atenção no bairro de Copacabana no Rio. Ser chique hoje não é idolatrar a garota de Ipanema, mas o velho de Copacabana. Alguém deveria fazer essa música. Segundo o IBGE, Copacabana é o bairro que concentra o maior número de idosos (velhos é melhor, não acham?) do País: um terço de seus moradores, inclusive um bom número de estrangeiros, já passaram dos 60 anos.

Será que vai dar tempo de fazer uma crônica sobre Alexandre Kalache, que mora em Copacabana e sonha com a cidade amiga do idoso? Será que vai dar tempo de ver essa cidade planejada por Kalache? Pois acabo de cair num buraco no meio da rua e arrebentar o cotovelo esquerdo e rasgar a minha blusa amarela. O que conheço hoje são cidades inimigas dos idosos, principalmente em Belo Horizonte onde andar pelas ruas é praticar esporte radical. Cansei de cair em pequenos e invisíveis buracos nas ruas. Será que vai dar tempo de mostrar para os prefeitos, governadores e presidentes que eles também estão envelhecendo? Será que ninguém tem consciência disso? Será que não vão investir nas rugas e deixar os cabelos embranquecerem em paz?

(Veja outras 12 imagens de Iris Apfel)

[tribulant_slideshow gallery_id=”24″]

Será que vai dar tempo de viver tranquila, sem ficar mudando de um bairro para o outro como cigana do asfalto? Será que as imobiliárias vão parar de me perseguir e de aumentar os aluguéis ou de massacrar os inquilinos? Será que vai dar tempo de ter uma casa própria? Ou quem sabe uma kitinete, dessas bem modernas para colocar minhas roupas, brincos, colares, óculos da Zótica e ficar parecida com Iris Apfel, que aos 92 anos continua sendo modelo para todas as mulheres? Cansei de ter como espelho as modelos magras e jovens das passarelas, as atrizes com caras tortas de tantas cirurgias plásticas. Cansei de não poder envelhecer.

close

Inscreva-se para receber conteúdo incrível em sua caixa de entrada, todas as semanas

Prometemos que nunca enviaremos spam! Leia nossa Política de privacidade para mais detalhes.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





3 Comentários

Luciene 29 de novembro de 2015 - 17:47

Só não vale usar o tempo para continuar alimentando sonhos bobos.

Responder
Sonia Leal 29 de novembro de 2015 - 11:35

Adoro suas crônicas sempre tão tocantes ao meu coração. Claro que vai dar tempo. E vamos aproveitar este tempo da maneira que melhor que nos agradar!!!

Responder
Marisa Sanabria 28 de novembro de 2015 - 22:31

Amei, claro que vai dar tempo minha querida!!!

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais