Sozinhas

Por Maya Santana
Em outras culturas, é normal a mulher viver só; aqui, ainda é sinônimo de exclusão

Mulher viver só no Brasil é sinônimo de fracasso pessoal

Mirian Goldenberg

Em outras culturas é normal a mulher viver só; aqui, ainda é sinônimo de exclusão e fracasso pessoal. Uma mulher almoça em um restaurante em São Paulo. Na outra mesa, a esposa diz ao marido: “Coitada, comendo sozinha!”.

Duas senhoras viajam de excursão para Foz do Iguaçu. Uma moça diz para o noivo: “Que triste! Elas devem ser viúvas, tão sozinhas”. Três amigas conversam animadamente em um bar no Rio de Janeiro. Uma jovem diz para o namorado: “Acho deprimente ver mulher sozinha enchendo a cara”.

Faça a experiência: basta colocar um único homem entre essas mulheres e não se ouve mais qualquer comentário sobre o fato de elas estarem sozinhas.

Uma arquiteta de 42 anos diz: “Adoro sair sozinha. Mas é muito difícil enfrentar o olhar de piedade dos outros, especialmente o das mulheres”. Ela diz que evita sair só para fugir do peso desses olhares. “Só faço isso quando viajo para fora. Em qualquer país europeu, vejo muitas mulheres sozinhas nos teatros, cinemas, restaurantes. É completamente normal.”

Uma psicóloga de 50 anos reclama: “Não são os homens que me olham com pena. São as mulheres. Mas pode ser que elas se sintam ameaçadas ou até me invejem por eu não precisar de ninguém para me divertir”. Uma nutricionista de 37 anos diz: “Sabe aquela peça? Sou infeliz, mas tenho marido? Muitas mulheres escolhem a infelicidade. Prefiro minha própria boa companhia a ter uma relação infeliz. Não dependo da aprovação dos outros. Valorizo minha liberdade”. Para ler a íntegra do artigo, clique aqui http://migre.me/cXQsz


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





3 Comentários

lisa Santana 25 de janeiro de 2013 - 17:49

você está anos luz na frente, Ana. Desde de que te conheci nunca achei que vc fosse senso comum,dear. bjs

Responder
ana maria 24 de janeiro de 2013 - 23:38

É engraçado… nunca senti nada disso, até mesmo porque, depois de uma determinada idade, homem e sexo não alimentam mais a fantasia feminina, in my opinion. Saio muito sozinha, gosto e recomendo como tb gosto de sair com amigos e amigas.

Responder
lisa Santana 24 de janeiro de 2013 - 22:15

Tenho muito prazer na minha solidão. Pra mim é extremamente natural ir ao cinema e ao teatro sozinha, por exemplo. já passei da época de achar que só sou feliz com o outro ou por causa do outro. Mas ainda estamos num tempo em que determinadas mulheres aceitam determinadas companhias masculinas só para não se sentirem sós ou porque ainda acham que ter marido é uma meta na vida. Aliás, eu acho que hoje uma das palavras mais esvaziada de sentido é a palavra “marido”. Que mulher pensante, atuante e atualizada quer ter um mala ao lado? Só as idiotas que ao ver uma mulher corajosamente sozinha caminhando por aí, acham que ela estaria melhor acompanhada de um homem qualquer. Só as idiotas e as invejosas…rsrs…

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais