fbpx

Tarot da semana: Sem perder-se de si mesmo

Por Maya Santana

A Vida deve ser celebrada com muito bom-humor

A Vida deve ser celebrada com muito bom-humor

Alexandre Moreira

Domingo de Carnaval e quem melhor para representar essa festa que o Arcano XV, o DIABO? Pois é, representante do paganismo, de tudo o que é material, afastado da elevada esfera espiritual, o DIABO, no final das contas, acaba sendo bastante injustiçado.

É certo que seja o símbolo das nossas fraquezas humanas, dos nossos “defeitos”, de tudo aquilo que não queremos admitir em nossa personalidade, mas, como todos os Arcanos do tarot, essa figura também tem seus pontos positivos e que não devem ser ignorados para não incorrermos numa situação de desequilíbrio.

O DIABO é pura excitação, adrenalina a mil, folia e diversão! É malícia, sedução, paixão sem grandes compromissos, é o verdadeiro “é hoje só!”. Metabolismo acelerado, disposição física e acuidade mental, força e ousadia. É ilusão, mentira, beleza esculpida em isopor e purpurina, em cores e luzes, em danças e cantos. É um pandemônio (Pan+Demônio) no melhor sentido da palavra (se há algum problema deve ser descobrir um “melhor sentido” para essa palavra…). É o Arcano dos instintos, das forças primordiais que existem em cada um de nós desde que o ser humano caminha por este planeta.

E como evitar o lado “sombra”, o aspecto absolutamente negativo deste Arcano nestes dias de festas momescas e suas consequências? Simplesmente mantendo um equilíbrio básico (Arcano XIV, a Temperança), estando sempre no controle da situação (Arcano XI, a FORÇA), consciente de que a Vida deve ser celebrada com muito bom-humor e alegria, permitindo ao LOUCO (Arcano 0) que existe em todos nós liberar sua criatividade sem, entretanto, perder-se de si mesmo.

Tarot da semana de 2 a 8 de março de 2014

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

3 × 2 =