Tarot: Nossa escolha influirá no futuro de todos

Por Maya Santana
Hierofante possui 2 lados, um positivo e outro negativo

A manipulação das informações no país

Alexandre Moreira, Tarólogo

No próximo domingo teremos eleições no país. Foram meses de intensa campanha entre os candidatos a diversos cargos dentro da hierarquia do nosso sistema político, cada um se esforçando para transformar até os seus menores feitos como algo inestimável para a vida dos seus compatriotas e a saúde da nação. Todos apontando dedos acusadores em direção dos seus desafetos e de qualquer um que pudesse se interpor na conquista do seu almejado cargo. Diz-se que política se faz assim e que não deve ser muito diferente em outros lugares do mundo.

O que mais vimos, lemos e ouvimos nesses longos meses foram mensagens dos candidatos, dos seus apoiadores, dos seus patrocinadores (sim, porque sempre haverá pessoas e grupos interessados em que fulano ou beltrana consiga determinado cargo e investem pesadamente nisso), dos seus correligionários. Mas o que mais nos chama a atenção é o quanto fica evidenciado o envolvimento da mídia na construção da imagem dos candidatos, positiva ou negativamente. Não há imparcialidade nos comentários, nas pesquisas de intenções, nas notícias divulgadas, na escolha das fotos a serem postadas das campanhas, na seleção de trechos de discursos e programas de governo. Praticamente todos os órgãos de comunicação lutam bravamente para criarem no eleitor a opinião, ou intenção de voto, que lhes interessa. Toda uma estratégia de manipulação de informações acontece em todo o país visando arrebanhar eleitores utilizando-se dos mais modernos e poderosos recursos de comunicação de massas: a TV, a internet, o jornal, o rádio.

E o que isso tem a ver com o tarot? Bem, não é o Hierofante (também chamado de Papa ou Sumo Sacerdote) aquele que detém o conhecimento? Não é ele o grande tradutor entre o Alto e o plano terreno? Não é ele aquele que consagra as relações, estabelece valores (de caráter, éticos, de conduta, morais, etc) e normas de conduta, dizendo o que é certo e errado, o que é ou não pecado, o que deve ou não ser feito? Pois é isso mesmo: o Arcano Maior de número VI, o Hierofante, é a máquina que trabalha incansavelmente para nos dizer o que pensar, como agir, o que devemos fazer e querer. Ele é o símbolo do formador de opiniões, aquele profissional em manipular imagens, resultados, ideias e conceitos. Quando seu lado “sombra” está exaltado, é a pessoa que tira o debate político de um nível civilizado e passa a colaborar para a distorção da verdade, para o surgimento de suposições, de fofocas, de mentiras. É o editor que ressalta determinadas afirmações do candidato visando o seu interesse ideológico pessoal. É o cidadão que utiliza as redes sociais para divulgar notícias estupidamente mentirosas sem sequer procurar saber a sua procedência. É o que panfleta e se manifesta publicamente visando o interesse de um grupo, quando não o seu próprio.

O Hierofante, como as demais cartas do tarot, possui 2 lados, um positivo e outro negativo. Se o seu melhor aspecto positivo é o de ser o transmissor do conhecimento, da sabedoria necessária para que todos possam viver vidas mais plenas, o seu lado negativo é o de distorcer essa mesma sabedoria, tirando do outro a possibilidade de saber toda a verdade e poder escolher o que é melhor para si mesmo através da reflexão.

O que o tarot poderia sugerir em momentos como estes, às vésperas das eleições? Que procuremos o equilíbrio pessoal, sem exaltação ou precipitação. Que abandonemos ideias pré concebidas e procuremos unir conhecimento com bom senso e responsabilidade, conscientes de que nossa decisão, nossa escolha, nossa opção irá influir no futuro imediato de todos, além do nosso.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





1 Comentários

Louise 28 de setembro de 2014 - 10:07

Interesting thoughts about how the Hierpophant is represented in today’s, non attending church, society. Thank you for the thoughts 🙂

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais