fbpx

Teatro de Shakespeare ganha réplica no Brasil

Por Maya Santana

O Globe Teatre, situado à beira do Rio Tâmisa, em Londres

O ano de 1599 foi tão marcante na vida de William Shakespeare quanto o ano de 2016 deve ser para o produtor cultural mineiro Mauro Maya. Afinal, se naquele longínquo fim de século XVI o bardo vibrava com a construção e a inauguração do Globe Theatre, que se tornou a sede da companhia da qual fazia parte — a Lord Chamberlain’s Men —, a partir do mês que vem o brasileiro começa a pôr em prática o que lhe ocorreu há dez anos como um delírio: construir uma réplica do Shakespeare’s Globe Theatre no Brasil.

Desde que deu partida em sua quixotesca missão, há três anos, Maya não mediu esforços, investimento, contatos e sua credibilidade como produtor até conseguir, em março passado, a assinatura de Neil Constable, o CEO do The Shakespeare Globe Trust (entidade mantenedora do Globe), oficializando a parceria que possibilitará a construção da primeira sede da companhia inglesa em terras estrangeiras.

Mauro Maya ladeado pelos representantes do Globe Teatre, de Londres

— Esta é a primeira vez que o Globe chancela a abertura de uma base e de uma réplica do teatro fora de Londres — conta Maya, de 41 anos.

Com capacidade para 1.500 espectadores, o Globe brasileiro será acompanhado de um teatro menor, de 300 lugares, além de um centro cultural com salas de ensaio, escola, café e um jardim, que ocuparão uma área de 20 mil metros quadrados na cidade mineira de Rio Acima. O terreno foi cedido pela Vale do Rio Doce e poderá ser usado para fins culturais por 20 anos.

— Ao término do contrato, ele poderá ser doado, se provarmos o bem que fizemos à área — diz Maya. Leia mais em www.oglobo.com.br

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

1 × 1 =