fbpx

Temporal transforma ruas do rio em grande mar

Por Maya Santana

Todas as ruas pelas quais passamos estavam alagadas pelo temporal

Todas as ruas pelas quais passamos estavam alagadas pelo temporal

Na noite desta terça-feira, eu e a minha amiga Déa Januzzi passamos por uma experiência ruim nas ruas do Rio, durante a tempestade, que, com certeza, será lembrada como uma das mais violentas deste ano. Nós nos preparavamos para tomar um taxi no Leblon para irmos até a Gávea, onde jantaríamos com amigos. Neste exato momento, a tempestade desabou.

Choveu muito em toda a cidade. A toto é do Morro do Pinto, na zona norte

Choveu muito em toda a cidade. A toto é do Morro do Pinto, na zona norte

Esperamos uns 20 minutos abrigadas numa sorveteria. Finalmente, debaixo de chuva intensa, entramos no taxi. Todas as ruas pelas quais passamos – todas – estavam alagadas. Eu me perguntava a toda hora se o carro conseguiria atravessar aquele mar. Rodamos por cerca de 40 minutos, com a garrafa de vinho no colo e a ansiedade quase incontrolável, sonhando tomar uma boa taça, sem chegar a lugar algum.

Flagrante da Rua Pinheiro Machado, em Laranjeiras

Flagrante da Rua Pinheiro Machado, em Laranjeiras

Nós duas apavoradas, vendo os outros carros deslizarem no asfalto, enfrentando o aguaceiro. Até que, convencidas de que não chegaríamos ao nosso destino, resolvemos voltar para casa. A frustração só não foi maior, porque o vinho, escolhido a dedo, estava delicioso.  “São as águas de março fechando o verão”, lembraria Tom Jobim. Estamos a apenas duas semanas do fim do verão, de acordo com o  calendário.

Mais tarde, no começo da madrugada, já não havia mais sinal da tempestade. O calor abrasador dos últimos dias estava de volta.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

sete − 4 =

1 Comentários

Avatar
Toninho Reis 7 de março de 2013 - 14:14

Adorei ,viajei com vc com a historia,pricipalmente com um final feliz, terminando com um brinde de um delicioso vinho,, so vc Maya… bjs……….

Responder