fbpx

Tu tens um medo

Por Maya Santana

A poesia de Cecília Meireles

Na manhã desta segunda-feira, bem cedo, recebi da tão querida amiga Elza Cataldo este poema de Cecília Meireles.  Ela mandou para mim porque sabe do meu amor à poesia e, em especial, à nossa grande Cecília. Resolvi compartilhá-la com você que visita o 50emais.  Poesia, mesmo triste, sempre traz alguma alegria – encobre a agonia e ajuda a levar o dia. Portanto, fartemo-nos de Cecília:

“Acabar.

Não vê que acabas todo dia.

Que morres no amor.

Na tristeza.

Na dúvida.

No desejo.

Que te renovas todo dia.

No amor.

Na tristeza.

Na dúvida.

No desejo.

Que és sempre o outro.

Que és sempre o mesmo.

Que morrerás por idades imensas.

Até não teres mais medo de morrer.

E então, serás eterno.”

 

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

2 Comentários

Avatar
lisa santana 3 de abril de 2013 - 01:35

QUE LINDO!!!

Responder
Avatar
Toninho Reis 1 de abril de 2013 - 15:26

E tambem na saudade e nos sonhos, lindo , amei bjs…………

Responder