Última entrevista de Elis, 14 dias antes de morrer

Por Maya Santana
Fumando o tempo todo, a cantora estava mais viva e lúcida do que nunca

Fumando o tempo todo, a cantora estava mais viva e lúcida do que nunca

Procurando informações na internet sobre “Elis, a Musical”,  que está em cartaz no Rio, acabei me deparando com esta entrevista de Elis Regina, feita pela TV Cultura, 14 dias antes da morte dela, em 19 de janeiro de 1982.  Elis fuma o tempo todo. Volta e meia, levanta o maço de Charme e tira mais um. Está viva, lúcida e agitada como nunca – “É muita loucura e eu sou mais louca do que a loucura que está solta”.  Ninguém diria que aquela mulher inquieta  – “Nasci, fui jogada em um formigueiro e nunca mais consegui parar” –  de inteligência aguda e humor mordaz, falando gatos e cachorros das gravadoras e dando risadas gostosas, estaria morta duas semanas depois, vítima da dobradinha cocaína/álcool, quando ainda não havia completado 37 anos. Ironicamente, a certa altura da entrevista, respondendo a uma pergunta, ela diz: “Eu não quero morrer atropelada por um carro qualquer, numa noite qualquer, numa viela escura de São Paulo. Eu tenho três filhos para criar”. Esta é uma entrevista imperdível, sobretudo para quem admirava a maior cantora que o Brasil já produziu. Não deixe de ver:


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





137 Comentários

elaine 4 de abril de 2016 - 18:04

como pode pessoas ainda acreditarem que a elis tomou drogas e morreu depois dessa entrevista? tem qeu ser muito otario mesmo pra nao ligar os fatos: opiniao forte em epoca de ditadura.. oh gente burra,meu pai!

Responder
lu 20 de agosto de 2016 - 00:07

Elaine
burra é uma pessoa que não consegue enxergar que ela ria só com a boca; olhe a tristeza no olhar dela; as palpebras inchadas de chorar e em consequencia do uso de álcool, cigarro, drogas, muita droga mesmo; morreu com overdose de coca. Devido á fama dela, naquele ano fui a um show em SP, mas saí na metade, pois não gostava dessas músicas chatas como bebado e equilibrista, etc. Eu não aguentava mais ver ela cambaleando, fumando e toda hora ia atras de um biombo, com a luz fraca, e voltava na frente do palco mais doida ainda.

Responder
Eliane Elis Pedrosa 4 de abril de 2016 - 14:26

San…coitadinho de você!!!..Quanta dor de cotovelo!!!!

Responder
Bruno Lacerda Gervasio 29 de fevereiro de 2016 - 00:07

Como podem idolatrarem uma pessoa , que jogou a sua vida fora , com o uso excessivo de drogas e álcool ,e que vivia à fazer apologias a prostituição , se espelhem em Jesus que veio a esse mundo para pregar a paz , que é isso que precisamos !!!

Responder
Jesús Ricardo Centeno Valdivieso 24 de janeiro de 2016 - 20:47

Creo que estará s en el cielo. Yo desde esta tierra te felicito por la valentía que tuviste en esta entrevista. Que Dios bendiga a Brasil y a todos los brasileiros amantes de la Verdad y del Bien

Responder
Ubaldira Belem Moreira Lima 24 de janeiro de 2016 - 16:50

São ótimos os conselhos sobre a idade da experiência, estou tentando as modificações, que não são difíceis, mas que devemos estar sempre atentos.
Gostei também da entrevista da Elis Regina.

Responder
Ubaldira Belem Moreira Lima 24 de janeiro de 2016 - 16:53

Já dei meu depoimento sobre a mensagem.

Responder
Rodrigo Márcio 27 de dezembro de 2015 - 21:00

Cada vez mais me apaixono pela imortal Elis Regina!!!

Responder
San Farwell 24 de outubro de 2015 - 22:21

EU CONHECI ELIS NO LEBLON . . . ELIS REGINA ERA UM ÍDOLO DE BARRO , O POVO COMO SEMPRE ADOROU TAIS ÍDOLOS , PESSOAS IRRESPONSÁVEIS , NOITE E DIA COM UM CIGARRO NA MÃO , VICIADA EM DROGAS E TODO O TEMPO ASSASSINANDO O NOSSO IDIOMA COM PALAVRÕES , GÍRIAS E ÊRROS DE PORTUGUES , DETESTAVA SE PARECER COM UMA MULHER , SUAS QUALIDADES ARTÍSTICAS DESAPARECERAM ATRÁZ DE UMA PERSONALIDADE ARROGANTE E PROBLEMÁTICA , E INFELISMENTE ASSIM COMO OUTROS NOMES DA MÚSICA E PRINCIPALMENTE DO ROCK ELIS DESTRUIU A SI MESMA POR PURA IGNORANCIA E FRAQUEZA . . GROGAS , BEBIDAS E CIGARROS . . COMO UMA PESSOA ASSIM PODE SER ÍDOLO ?? SAN – RIO DE JANEIRO .

Responder
CÂNDIDA LÚCIA PEREIRA DA SILVA 22 de setembro de 2015 - 14:29

ELIS FOI TUDO DE BOM! ALEGRE, SENTIMENTAL, EXTROVERTIDA, DE UMA VOZ QUE NÃO EXISTIRÁ IGUAL. SEMPRE DENTRO DO MEU CORAÇÃO

Responder
Irany f Otero 6 de julho de 2015 - 20:25

Inteligente. segura , verdadeira.

Responder
walmir afonso 16 de abril de 2015 - 20:51

Grande cantora! eu acho que tudo mundo erra! na época faltou um apoio de uma pessoa mais madura na vida dela ja mais esquecerei de ti sempre lembrarei de ti.

Responder
irineu 30 de março de 2015 - 17:42

Que lucidez maravilhosa e que caráter em 2014 ela falaria muito mais mais como fala o sr brasil ela foi antes do combinado

Responder
Regina Célia Celebrone Lourenço 6 de dezembro de 2014 - 10:22

Gênio indomável, espírito inquieto para um corpo e uma vida só.Foram estas as impressões que tive de Elis neste video, acompanhada pelo querido ex-vizinho Maurício Kubrusly em sua juventude, com participação de Maria Rita Kehl ainda jornalista e não psicanalista.Nas palavras da própria Elis, “deu os tiros, e quem matou foi Deus”.Fez o que pôde, e se arriscou se danar pelo que disse no entanto, lamentou se desagradou a alguém.Desculpou-se também, se sua observação do mundo foi equivocada, mas sustentou ser esta a sua leitura e o que achava.Se reconheceu louca, e “mais louca que toda a loucura que está solta no mundo”.Também nomeou-se de “Bicho carpinteiro”, que ao nascer, foi jogada em um formigueiro e nunca mais conseguiu parar.Questionada por Zuza De Mello se seus discos serviriam como legados para a posterioridade, respondeu afirmativamente, no entanto, confessou que as vezes se esquecia destes pensamentos e fazia algumas “bobagens”.Elis declarou que “Eu não quero morrer atropelada por um carro qualquer, numa noite qualquer, numa viela escura de São Paulo. Eu tenho três filhos para criar”.Desta afirmação 14 dias antes de partir deste mundo conclui-se, que seu desejo foi realizado…não quis ficar de pastel de feira, que tem lá seus méritos, mas escolheu ser uma robusta feijoada…Para ela “ninguém faz nada certo em hora errada”!A sugestão é que fiquemos com a longevidade de seu legado, que segundo ela, deixou seus discos para a posterioridade como seu próprio testemunho de defesa.Viva Elis e tudo o que de Elis habita em cada um de nós.No entanto, cada qual responsável e sem álibe, em eternizar as suas singulares e heterogêneas inquietações.Será que teremos a coragem???Bom dia a todos!

Responder
Rodrigo Márcio 27 de dezembro de 2015 - 21:06

Gostaria de escrever tão lindo assim sobre a pessoa imortal que amo tanto! !! Parabéns e obrigado e faço minhas as suas palavras, com sua permissão é claro!!

Responder
Eric Norris Cunha Ribeiro 21 de novembro de 2014 - 10:16

Já tinha visto esta entrevista e sempre que posso eu a assisto!

Responder
Muito bom! 21 de novembro de 2014 - 09:50

Muito bom rever essa entrevista! Tudo tão atual…

Responder
Maria do carmo 28 de setembro de 2014 - 15:40

Como é que pode uma mulher dessa sumir do cenário com 37 aninhos, foi lamentável, e até hoje ninguém se acostuma a vê-la num outro plano. Ela será sempre a eterna ELIS, se eternizando hoje com sua filha que é a cópia xerox. Saudades!

Responder
sonia rand 2 de setembro de 2014 - 02:29

morreu jovem deixou saudades .Hoje ja com muitos de seus amigos e ate namorados desfrutando no Segundo andar um LA Maior .

Responder
silviane 23 de agosto de 2014 - 17:31

Eiiihhh Elis ,,, Show de vida !!!

Responder
fatima 25 de maio de 2014 - 16:13

adoro Elis ela é e sempre será a melhor de todos as cantoras essa entrevista nos vem alertar de tudo que eu já suspeitava e olha que eu não a conheci pessoalmente ,eu nunca acreditei que ela morreu de drogas ,quiseram calar para que ela não falar o que vinha acontecendo no meio,dos cantores , por isso a calaram para sempre , mas como se diz o ditado (A VERDADE CEDO OU TARDE SEMPRE APARECE) é o que esta acontecendo, só se vê letras e artista que vem mas que não ficam muito tempo, é uma mafia onde só se vê cifram, entre aspas ,falei o que a muitos anos estava entalado esta ai minha gente a concretização de tudo que a ELIS falava eles mesmo estão confirmando é uma pena não ter cantores como antigamente

Responder
Carol 5 de abril de 2014 - 02:58

Que delicia poder reviver um pouco aquele momento desta incrível artista!

Sempre Elis… <3

Responder
Eliana 23 de março de 2014 - 18:04

Maravilhosa,inteligente Elis sempre Elis.

Responder
Til Santos 22 de março de 2014 - 02:44

Nunca me liguei muito em músicas , pois sempre considerei que cantar era apenas cantar , mais com a banalização da música brasileira pensei que valeria apenas conhecer a mente de Elis Regina o que me surpreendeu pela sua inteligência aguda como diz a frase acima, e entendo sua segurança em cantar , pena que a maldita droga retirou do cenário brasileiro essa ilustre artista brasileira.
altair

Responder
Guilherme 21 de março de 2014 - 04:38

Morei no mesmo prédio que os pais da Elis moravam ,Assis Brasil ,Porto Alegre ,no ano de 1966 , eu tinha 13 anos lembro como se fosse hoje ,Sr. Romeu ,Sra Ercy , o irmão Rogerio ,e tinha uma outra menina que a Sra Ercy criava ,acho que era Rosangela o nome desta menina ,fiquei sabendo na época que a Elis estava em Porto Alegre ,e que ia dar uma entrevista na tv Gaúcha ,e que mais tarde iria para a casa dos pais ,fiquei na janela do meu apartamento esperando ,acho que era 01:00 quando o carro da tv chegou desci as escadas do prédio a mil ,quando a encontrei foram beijos e abraços ,no corredor do prédio ,no outro dia estava eu a comentar para meus amigos minha alegria de ter abraçado e beijado a Elis ,me apaixonei ,nunca mais a esqueci ,comprava todos os seus discos ,depois já adulto assisti Elis, essa mulher ,no teatro Leopoldina ,encontrei com Rogerio falamos e comprei o disco , Elis , essa mulher , no teatro mesmo , ate hoje escuto as musicas da Elis ,o tempo não passa ,porque são musicas ainda modernas ,imagina para a época ,grande Elis ,igual nunca mais ,só Elis .

Responder
Guilherme 21 de março de 2014 - 04:15

Grande Elis .

Responder
Mari Sinastro 2 de março de 2014 - 01:19

Elis era simplesmente o que cantava…MARAVILHOSA! Milton dizia que compunha pensando em Elis, e isso não tenho dúvida. Me arrepio toda quando ouço Maria Maria, música que, na minha humilde opinião, retrata sua forte personalidade: “Uma mulher que merece viver e amar como outra qualquer no planeta…É o som, é a cor, é o suor, É a dose mais forte, lenta…quem traz no peito essa marca, possui a estranha mania de ter fé na vida”. Elis ainda deve estar rindo de toda essa palhaçada que virou o Brasil.

Responder
Eleonora Uemura 11 de fevereiro de 2014 - 10:04

grande perda o Brasil teve.

Responder
Eleonora Uemura 11 de fevereiro de 2014 - 09:06

e uma pena que ela vacilou muito.

Responder
claudia sato 10 de fevereiro de 2014 - 02:49

valeu elis sera sempre a nssa Elis Regina

Responder
Ofelia Rolim de Souza Campos 25 de janeiro de 2014 - 18:50

SEMPRE ELIS, ADOREI FOI MUITO BOM REVER A PIMENTINHA FALANDO SEM TER MEDO DE NADA.
SAUDADES. MUITA SAUDADES…

Responder
aria de Fatima Alves de Sousa 23 de janeiro de 2014 - 04:25

Ainda hj sou fã da Elis através dos sua filhos, saudades isubstituível……………….

Responder
Mar 6 de janeiro de 2014 - 21:23

Elis você continua nos encantando depois de tantos anos que partiu!

Responder
Mariléa Martins 30 de dezembro de 2013 - 02:44

É a vida que vem chegando e abrindo passagem para o novo. Isso nos assusta, pois, o novo o diferente, invade furtivamente sonas de acomodações. Quando isso acontece meche com nossas emoções. Nada é pra sempre. haja visto esta perda irreparável desse fenômeno chamado Elis Regina que enlutou o país e deixou órfãos uma legião de fãs. Saudades, saudades, muitas saudades… Mas é a vida que vem e que passa e que deixa suas marcas por onde passa.

Responder
Liliana 26 de dezembro de 2013 - 21:40

Grande Elis,muito bom escutar sua voz e suas verdades Pimentinha!

Responder
Rosângela Teixeira Rodrigues 16 de dezembro de 2013 - 22:25

Elis , deixou para mim, e acredito , para vários fãs , muita saúde, sua voz, encantava , ela era simplesmente, maravilhosa, sua filha Maria Rita, me lembra demais dela, todo o seu jeitinho encantador, Elis , sempre estará em nossos corações, pois sempre a admirei e vou admirar, sim com muita saudade da Pimentinha.

Responder
elvira reginato 15 de dezembro de 2013 - 13:28

Pelo menos ela sabe se comunicar. O contrario da maioria dos de hoje que mal sabem falar portugues correto quem responder com clareza uma pergunta feita pelo entrevistador. Hoje, os artistas nao estao inteirados da realidade nao dizem nada com nada ou choram na falta de palavras kkkkkkkkkkk . Elis, sempre Elis.

Responder
Paulo Rocha 13 de dezembro de 2013 - 00:57

concordo plenamente contigo vitor, pra mim foi a melhor cantora brasileira de todos os tempos com respeito a todas as outras cantoras que existiram e existem até hoje, mas Elis foi a mais completa de todas ,cantava tudo todos os estilos e bem, sempre com criatividade desenvoltura interpretação tudo sempre no melhor nível que só ela tinha e para além disso foi sempre assessorada por um GRANDE ARRANJADOR E MÚSICO também ele um dos melhores ou se não o melhor de todos os tempos que é o Sr. Cezar Camargo Mariano pianista ainda vivo. portanto amigos Elis é e sempre será a nossa rainha e musa da música brasileira ETERNAMENTE!!!!….. VIVA ” ELIS REGINA “

Responder
ghisa guerra 10 de dezembro de 2013 - 21:45

Elis não morreu,o artista esta sempre vivo,em cada musica,e todas as vezes que seu fã
escuta sua musica….

Responder
cesar fontes 10 de dezembro de 2013 - 17:52

Muito inteligente e rápida essa pimentinha da musica brasileira.

Responder
Rosália 9 de dezembro de 2013 - 16:23

Linda, uma voz maravilhosa,pena que foi tão cedo,devido não gostar de si mesmo,,se é verdade que usou droga.Que Deus a tenha.

Responder
LIRNEI LEITE CESAR 9 de dezembro de 2013 - 02:04

ELA ME PARECE UMA PESSOA BEM VERDADEIRA….EXAGERANDO NAS METÁFORAS, ÁS VEZES SE FAZ ENTENDER, APENAS PELOS QUE ESTÃO PROFUNDAMENTE INTEIRADOS DA SITUAÇÃO MUSICAL DA ÉPOCA E SEUS MEANDROS …..FOI UMA GRANDE CANTORA…

Responder
LIRNEI LEITE CESAR 9 de dezembro de 2013 - 02:02

ELA ME PARECE UMA PESSOA BEM VERDADEIRA….EXAGERANDO NAS METÁFORAS ÁS VEZES SE FAZ ENTENDER APENAS PELOS QUE ESTÃO PROFUNDAMENTE INTEIRADOS DA SITUAÇÃO MUSICAL DA ÉPOCA E SEUS MEANDROS …..FOI UMA GRANDE CANTORA…

Responder
Pedro Caroca 8 de dezembro de 2013 - 21:32

Essa entrevista sendo feita hoje não mudaria muita coisa falada, o 666 ainda está solto e multiplicado!

Responder
Angela Sonni 8 de dezembro de 2013 - 20:27

Elis disse tudo, feijoada: Rita Lee, Caetano, Jobim, Vinícius, ela mesma, Milton Nascimento e etc e o resto….
É desta feijoada que sentimos falta, não temos mais ingredientes para compor uma assim.

Responder
eliza pereira 8 de dezembro de 2013 - 17:48

diva..

Responder
Umberto Brito 8 de dezembro de 2013 - 15:49

Saudades, quanta segurança na abordagem de temas polémicos…interprete surpreendente…muita saudades.

Responder
Rosemeire campos 8 de dezembro de 2013 - 03:35

É muito bom rever essa mulher e cantora maravilhosa,sem palavras !!! Simplesmente emocionante !

Responder
Aristoteles Azevedo 8 de dezembro de 2013 - 01:44

A maior cantora brasileira de todos os limpos.Deus jogou a fórmula fora.

Responder
sevanil da luz martins 8 de dezembro de 2013 - 00:08

Ficamos realmente órfãos qdo Elis morreu,uma artista completa..

Responder
rose 7 de dezembro de 2013 - 23:56

super atual!

Responder
Patricia Lourenço 7 de dezembro de 2013 - 23:52

Unica…Maravilhosa.saudades.

Responder
dalva maria de melo 7 de dezembro de 2013 - 23:36

Depois de todas essas denúncias, me pergunto, a morte dela nada tem a haver com essa entrevista?

Responder
Francisco Neuri Garcia 7 de dezembro de 2013 - 22:54

Gostava muito da Elis e de suas musicas! Uma pena ela ter morrido tao jovem ainda!
Essa entrevista com ela foi excelente.!

Responder
Angela Antonelli 7 de dezembro de 2013 - 22:00

Eu assisti a isto,junto com meus pais!!!Que honra!Que privilégio!…E que saudades…obrigado d.Lourdes e “seu”Antonelli por me apresentarem à boa música!!!

Responder
Marusa Medina 7 de dezembro de 2013 - 21:07

Fenomenal a entrevista. Saudade dessa pimentinha que nos faz delirar até hoje, quando ouvimos suas interpretações. Parabéns por publicarem essa entrevista. Obrigada por me permitir revê-la como se ainda estivesse fisicamente entre nós.

Responder
Romeu Maurício Oliveira 7 de dezembro de 2013 - 21:01

Muito bom poder ver a Elis falando de coisas de sua personalidade. Valeu a pena ver e espalhar pela rede para que outras pessoas possam ver.

Responder
ANA 7 de dezembro de 2013 - 20:56

SAUDADES ETERNAS … UMA PERDA INCALCULÁVEL … A MELHOR CANTORA DE TODOS OS TEMPOS ATÉ AGORA … SIMPLE THE BEST!!!

Responder
Mila Mor 7 de dezembro de 2013 - 20:16

Elis foi única. Ela era tão intensa que não deu conta de si. Grande mulher, Grande cantora, Grande artista Grande profissional,digam o que quiserem. A MPB está em decadência e já naquela época a “descida” começava. A palava “Perda” nunca teve significado Maior. Por ora ela foi e continua sendo a UNICA. Nenhum talento tão completo apareceu ainda. Tomara aind aconteça!

Responder
Sonia Fernandez 7 de dezembro de 2013 - 20:13

Que saudade de gente de carne e osso e PAIXÃO como a dessa menina!

Responder
Jociane 7 de dezembro de 2013 - 19:41

Simplesmente um ícone!!! Vale a pena conferir!!!

Responder
Fatima Weber 7 de dezembro de 2013 - 19:00

Que maravilha a Internet nos proporcionando rever essas pérolas. Inesquecível Elis….fico imaginando se estivesse viva quanta arte estaria espalhando.

Responder
Rosa Maria 7 de dezembro de 2013 - 02:42

Nossa, de que ano é mesmo esta entrevista? Que triste ver que passado mais de 30 anos não mudamos N A D A. Parece que a Elis deu essa entrevista agora, nos dias atuais. E que os “de bigodinho” já nasceram mesmo e andam reinando por ai…

Responder
Letícia 6 de dezembro de 2013 - 18:56

Quanta saudade e quanta lucidez! Pior é que tudo que está acontecendo na música foi profetizado por ela. Essa moça faz muita falta!

Responder
Sylvia Retamozo 6 de dezembro de 2013 - 18:20

Adorei a entrevista da Elis, surpreendi-me com a seriedade que a cantora colocou em suas respostas, tão diferente da ideia que eu fazia dela, uma pessoa muito louca e irresponsável, uma bêbada e viciada que não se podia levar a sério. Mudei de opinião, certamente ela tinha problemas, que não se pode simplesmente julgar, mas tinha uma linha de pensamento bastante compreensível

Responder
Eliana Dourado Silva Ohara 6 de dezembro de 2013 - 15:23

Gente que mulher, que liberdade de dizer a verdade! Que pena ter morrido, hj estaríamos ouvindo uma Elis sessentona, imagina que sabedoria teria esta musa hoje. Eu me espelho nela sempre, ser espontânea é possível, embora sejamos taxadas de chatas, soberbas. Vamos ser mais verdadeiros, seremos mais felizes!

Responder
San Farwell 24 de outubro de 2015 - 23:05

AMIGA ELIANA , VC. SE ESPELHA EM ELIS REGINA ?? . . . ENTÃO EU LHE ACONSELHO A PARAR DE FUMAR , A PARAR DE VIVER COM UM COPO DE ALCOOL NA MÃO E ACONSELHO A PARAR DE USAR DROGAS . . . FOI ASSIM QUE ELA MORREU !!! VC. DEVERIA SE ESPELHAR EM PESSOAS INTELIGENTES . . HOJE SE ELA VIVA ESTIVESSE ACHA QUE SERIA MAIS INTELIGENTE ?? DESDE QUANDO DROGADOS SÃO INTELIGENTES ?? SAN – RIO .

Responder
ana Lidia 6 de dezembro de 2013 - 11:34

maravilhosa cantora ,criativa por excelência e intérprete,embora o cigarro e as drogas.Uma pena que tenha acabado desse jeito tão brutal.Amava ver e ouvir Eliz Regina no palco!

Responder
Marcos Norte 6 de dezembro de 2013 - 11:04

Esse video estava em algumas estações na exposição Elis Viva no Rio… É forte demais…Um presente que Deus deu não só ao Brasil! mas ao mundo!

Responder
ricco duarte 6 de dezembro de 2013 - 05:00

ETERNA, DANADA, MAS COM TANTO BELISCÃO PRA CIMA DOS PODEROSOS, NÃO DUVIDO NADA QUE ARMARAM PRA CIMA DELA, DA FRAQUEZA DELA, E CALARAM ESSA VOZ…

Responder
Washington Lima 6 de dezembro de 2013 - 00:44

É… Elis tem uma personalidade forte. Se é de dizer na cara, ela fala e pronto, acabou, não tem papa na língua. Hoje em dia, é muito difícil encontrar uma cantora com este nível profissional. O grande mal dela é fumar demais. Isso não é lega. Até hoje eu adoro as suas músicas.
Bjs carinhosamente o coração de Elis Regina…, que eu sei que ela, no mundo espiritual, está nos vendo. Se todos fossem iguais a você, o mundo seria tão bom.

Responder
Maud Regina 6 de dezembro de 2013 - 00:18

Minha Rainha IMORTAL.

Responder
eliana bittencourt 5 de dezembro de 2013 - 23:50

Nossa por todas as verdades que ela sempre galou, alguém desavisado frente este talento foi dizer que ela estava drogada , PQP , só conseguiu falar isto , pessoa acéfala.

Responder
Luiz Claudio Sieczko Reis 5 de dezembro de 2013 - 21:58

Simplesmente a MELHOR de todos os tempos….

Responder
João Carlos Ribas Ramos 5 de dezembro de 2013 - 21:06

Em tempo de ‘ felicianos…’, ouvir uma Mulher como essa é um alento dos ‘deuses….’

Responder
demetrio prota 5 de dezembro de 2013 - 18:02

Muitos artistas se meteram nessa batalha frustrante entre realidade e ficcção… Na minha opinião foi mal acesorada e frequentou gente que utilizou o talento Elís como trampolim para assuntos pessoais…Grande cantora!!! Pagou um preço um tanto exagerado!!!

Responder
FERNANDO MEDICI. 5 de dezembro de 2013 - 16:30

ESSA………. DEUSA………. CONTINUA CANTANDO CADA VÊZ MELHOR.

Responder
San Farwell 24 de outubro de 2015 - 22:59

AMIGA SIMONE , VC. FALA DE PODRIDÃO , ESTA QUE É SEU ÍDOLO , ELIS REGINA PASSOU SUA CURTA VIDA COM UM COPO DE ALCOOL EM UMA MÃO E UM CIGARRO NA OUTRA E DROGAS NA BOLSA , E MORREU POR OVER-DOSE . . .VC. QUERIA MAIS PODRIDÃO QUE ISSO ?? . . SAN – RIO .

Responder
San Farwell 24 de outubro de 2015 - 23:01

AMIGO FERNANDO . . .ELA NÃO CONTINUA CANTANDO NÃO . . . ELA MORREU !!! SAN – RIO .

Responder
Beatriz leite 5 de dezembro de 2013 - 16:02

Realmente somos iguais.ADOROOOOOOOO.

Responder
JERRY COSTA 5 de dezembro de 2013 - 15:39

Elis é uma estrela do patamar de de outras que por aqui passaram, escreveram sua história, partiram, deixaram uma lacuna INSUBSTITUÍVEL!

Responder
Islei Belsoff 5 de dezembro de 2013 - 15:01

Artista linda e integral! Ainda lamento a prematuridade da sua saída de cena!

Responder
VALDIR FERREIRA DE SOUZA ( CABO-PM VALDIR) 5 de dezembro de 2013 - 13:48

ESTA CANTORA PARA MIN É MINHA ETERNA NAMORADA, AINDA HOJE EU CURTO SUAS MUSICAS, EU TENHO CERTESA QUE UM DIA EU VOU ENCONTRAR COM ELA, BEIJOSS E SUCESSO.

Responder
San Farwell 24 de outubro de 2015 - 22:51

AMIGO VALDIR , NÃO É DIFÍCIL VC. ENCONTRAR-SE COM ELA , BASTA VC. FUMAR BASTANTE , BEBER BASTANTE E USAR DROGAS BASTANTE , LOGO LOGO VC. ENCONTRA ELA . . . . SAN – RIO .

Responder
Paulo Gaspareti 5 de dezembro de 2013 - 11:57

Um belo documentário e magnífica participação de Elis, realizado por Esper, Zuza e Kubrusly no estúdio da RTC em 1982, resgatando momentos típicos na década de 70, com temas delicados (censura/regime militar) e de grande importância tais como: Produção Independente (“marginal”), O poder das mídias (canais), massificação (enlatados/padrão) e direitos autorais (ASSIM), comentados com muita naturalidade e sem “filosofar”, através de uma saudosa linguagem dos anos 70 (cabeça feita, te contei, maior barato, bicho, dando pé, loucura, etc.). Fala também sobre a importância da música marginal (urbana) ao ocupar os espaços e brechas existentes no mercado, como também a discrepância na cadeia de ganhos (mercado de discos), em relação às gravadoras (90%), distribuidoras, interpretes/músicos (10%) e o alto custo final para o consumidor. O importante é o que está nas entrelinhas, em função da censura imposta na época. Falas para bons ouvintes…
Algumas frases colocadas por Elis nesta entrevista:
“A gente faz parte de um grande teatro. Cada um tem o seu papelzinho. Cada um tem o seu coringa guardado dentro da manguinha para fazer a sua canastra na hora que precisar”;
“Não é porque sou notícia que as pessoas podem empastelar a minha vida”;
“Eu quero ter vida privada e não privada na vida”;
“É a multinacional que me cabe no momento”;
“Os músicos ainda não se deram conta da extensão de seu problema (direitos autorais)”;
“É preciso ocupar os espaços (culturais) evitando que sejam ocupados por qualquer coisa;
“O importante é a gente seguir fazendo as coisas com o mínimo de sinceridade”;
“Falei umas coisas que piriga até em me danar por elas. Falei o que dava para falar”.

Responder
Marisangela 5 de dezembro de 2013 - 11:50

Um tanto suspeito, falar o que ela falou nesta entrevista e morrer 14 dias depois da forma como morreu.

Responder
Antonio Resende 5 de dezembro de 2013 - 11:04

Elis, única, saudades enormes dessa artista maravilhosa.Tenho a maioria das músicas dela.

Responder
Ana Lucia Teures Moreira Silva 5 de dezembro de 2013 - 02:28

O que ela diria sobre o funk? Ainda bem que se foi antes …

Responder
Givaldo Kléber 5 de dezembro de 2013 - 02:21

Como pode tanta lucidez, tanta autenticidade, tanta personalidade ter se rendido… Lamentável! Belíssima entrevista! Aplausos!!!

Responder
Cristina 5 de dezembro de 2013 - 02:05

Antonio Eduardo
Ela estava super feliz,apaixonada sendo correspondida.nao tinha motivos para se suicidar.ao contrario,ela estava fazendo muitos planos de futuro.estava tensa e ansiosa porque nao estava dando certo a questao de uma nova moradia para ela se casar.foi uma fatalidade do destino.

Responder
RUBERVAL FONSECA 5 de dezembro de 2013 - 01:58

Infelizmente, a musica popular brasileira, está em coma.

Responder
RUBERVAL FONSECA 5 de dezembro de 2013 - 01:55

Como estamos carentes, de bons intérpretes e compositores nesse país.

Responder
Givaldo Kléber 5 de dezembro de 2013 - 01:31

Nesse caso, foi a DERRADEIRA entrevista dela!
DERRADEIRO E ÚLTIMO

Derradeiro. Aplica-se a tudo o que é definitivamente acabado, o que não terá nada que se lhe siga em tempo algum. Alguém que morre dá o derradeiro suspiro, já que não poderá vir a fazê-lo nunca mais.

Último. É apenas o que está ou vem no final de uma circunstância, no tempo e no espaço. Alguém que foi salvo de afogamento pode ter dado o último suspiro antes de entrar em coma, mas, recuperando-se depois, dará outros suspiros para uma vida muitas vezes cheia de alegrias. O derradeiro filho é aquele que não terá outro depois de si; o último filho é o que, circunstancialmente, está no final de uma série. Poderá ter muitos, ainda, atrás de si. É o último até que outro não chegue. No ano de 1945 terminou a última guerra mundial. Terá sido a derradeira? (1)

(1) SACCONI, Luiz Antonio. Corrija-se! de A a Z. 2. ed., São Paulo: Nova Geração, 2011.

Responder
Marcia Molinero 5 de dezembro de 2013 - 00:22

Elis não morreu.Continua encantando!!! saudades…

Responder
Salete 5 de dezembro de 2013 - 00:03

Adorei!!!!!

Responder
Salete 5 de dezembro de 2013 - 00:01

Fantástica, essa entrevista!

Responder
Clara Manuela Barbosa 4 de dezembro de 2013 - 22:46

Para mim é a melhor cantora e o melhor repertório do Brasil, talvez do mundo. Sensível, afinada, divisão perfeita, bom gosto na escolha do repertório, faro inigualável para descobrir compositores. perfeita!!!

Responder
SIMONE WISINSKI 4 de dezembro de 2013 - 22:00

REALMENTE,AINDA BEM QUE NÃO VIVEU MUITO PARA VER A PODRIDÃO QUE É ESSE MUNDO MUSICAL, ESSE MUNDO NÃO TE PERTENCE,VC TA MUITO ALÉM DELE.

Responder
Fátima Moraes 4 de dezembro de 2013 - 21:48

Muita saudade, uma mulher completa, inteira!

Responder
LUIZINHA MARTINS CASSIS 4 de dezembro de 2013 - 21:01

saudades , quanta coisa boa poderia ter feito… ainda bem que tem um arquivo sensacional que podemos desfrutar

Responder
FRANCISCO ROBERTO VAZ 4 de dezembro de 2013 - 20:14

TENHO ORGULHO DE TER SIDO MEIO CONTEMPORANEO DE ELS……QUANDO ELA SE FOI,EU TINHA 20 ANOS…….QUE DLICIA ASSISTIR A ESSE VIDEO…..PODE SE NOTAR QUE ALEM DE SER UMA GRANDE INTERPRETE….ELA PROFETISOU……..AINDA BEM QUE NÃO VIVEU PARA VER AS PROFECIAS DELA REALIZADAS…….INFELISMENTE……..
NÃO DÁ,DECIDAMENTE NÃO DÁ MENSURAR A GRANDEZA DESSA MULHER…….
DONA ÉLIS……….QUE SAUDADES……..QUE LINDA QUE VC ESTAVA NESSE VIDEO……….VC SE FOI HÁ TANTO TEMPO……E A PAIXÃO NÃO MORRE………

Responder
Maria Christina Ferraz 4 de dezembro de 2013 - 19:48

Realmente … muito dificil,encontrar alguem com seu potencial .
maravilhosa, mas …totalmente irresponsável. usar DROGA com tres filhos pequenos é lamentável. esses filhos não mereciam isso.

Responder
MAx Mu 4 de dezembro de 2013 - 16:55

Nada mudou. Quiça até piorou. Boa partida de Elís não suportaria ver a latinha atual.

Responder
Marisa 4 de dezembro de 2013 - 16:40

Elis, sempre Elis… Ótima!

Responder
Marcelo Augusto 4 de dezembro de 2013 - 16:09

Uma das melhores entrevistas que já assisti em minha vida dessa joia que foi foi e sempre será.
saudades Elis

Responder
Canmery Moreira Dautro 4 de dezembro de 2013 - 15:19

Foste demasiado cedo, deixaste uma lacuna impreenchível na musica brasileira.

Responder
MARIA JOSE REIS HENRIQUES 4 de dezembro de 2013 - 14:09

Maravilhosamente Elis!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder
camilo jose dos santos 4 de dezembro de 2013 - 14:02

O que foi feito amigo, de tudo que a gente sonhou, o que foi feito da Vida, o que foi feito do Amooorrrr , quisera encontrar , aquele verso menino, que esquecí há muitos anos …; Porque vocês não sabeemm do Lixo Ocidental , não precisa mais temer, não precisa da solidão, todo dia é dia de viver,Eu sou da América do Sul, eu sei vocês não vão saber… Sou do mundo , sou Minas Gerais ! Ponta de Areia, ponto final, da Bahia-Minas, estrada natural, que ligava Minas ao porto, ao mar, caminho de ferro …; Caia a tarde feito um viaduto, e um bêbado trajando luto, me lembrou Carlitos, a luaa , tal qual a dona do bordel, pedia a cada estrela fria, um brilho de aluguel, e nuvens lá no mataborrão do céu , chupavam Manchas TORTURADAS , que sufoco, louco, o bêbado…; Alô, alô marciano, aqui quem fala é da terra, pra variar , estamos em guerra, você não imagina a loucura, o ser humano está na maior fissura, tá cada vez mais dowm, dowm , dowm, dowm no hit society , dowm dowm dowm; Há muito tempo nas águas da Guanabara, o dragão do mar reapareceu, na figura de um Bravo Marinheiro, que a história não esqueceu, conhecido como o Almirante Negro, tinha dignidade de um Mestre-Sala, e ao acenar…; Você não sente e não vê …; Um Sonho mais lindo eu …; Deixe que diga, que pense que fale…; Maria Maria…; Graciaasss à la Vida , que me ha dado tanto, me ha dado el sonido, e el abecedário , com el las palavras, que pienso y declaro, Madre , amigo, hermanos, y Luz …; Sou caipira pirapora nossa, Senhora de Aparecida, ilumina esta escura e funda o Trem da minha vida , sou caipira pirapora nossa…; Voce pega O Trem Azul, o Sol na cabeça, você pega o trem azul, o sol na cabeça…; Eu já estou com o pé nesta estrada, qualquer dia a gente se vê, sei que nada será como antes, amanhãaaa , que notícias me dão dos amigos, que notícias me dão de você, sei que nada será como está, amanhã ou depois de amanhã, resistindo na boca da noite num gosto de sol…; Vou voltar, sei que ainda vou voltar,lá é meu lugar, foi lá , que eu hei de ouvir cantar , uma sabiá …; Como se fora brincadeira de roda, fruto do trabalho da própria pessoa , … redescobrir o sal da própria pele , não tenha medo meu menino grande . É pau, é pedra, é o fim do caminho, é o resto de toco …. Agora eu sou uma ESTRELA !!! Saudades Elis .

Responder
Ana 4 de dezembro de 2013 - 13:59

Saudade, uma vida intensa foi grande a sua luta! Não acertou sempre mas tentou fazer o melhor do melhor, tá faltando gente assim!!! Admirável sua coragem!

Responder
TEREZINHA FERNANDES FONSECA 4 de dezembro de 2013 - 11:58

Boa,que saudade, cantava demais MARAVILHOSA, deixou uma cantora que nos faz lembrar muito dela MARIA RITA sem comparação mas M. Rita faz o tempo voltar.

Responder
Majê Dias 4 de dezembro de 2013 - 08:56

entrevista inteligentissimaaaaaa. Como fala bem, expressa bem e tem sintonia com o ouvinte. É clara direta e objetiva e muito”ELA MESMA”…. Essa é a ELIS verdadeiramente ELIS

Responder
Angella Tavares 4 de dezembro de 2013 - 07:47

Sempre gostei da Ellis Regina cantora, mas confesse sinceramente que não gostava da forma
“pimentinha” ( manda quem pode, obedece quem tem juízo ) dela de ser… de todas as
“coisinhasmás” que Ela fazia, mas ao mesmo tempo era uma pessoa que se perdeu nesse Mundo terrível da fama… e se acabou cedo D++++ A interpretação da Ellis eu so comparo com a
maravilhosa Maria Bethania…
A entrevista foi interessante ..é sempre bom ouvir uma Mulher inteligente !!´Saudades dessa voz ..Ai esta Maria Rita…!!!
Saudades dela…!!!

Responder
maira gil 4 de dezembro de 2013 - 02:30

Se ea esperasse mais um poquinho já, já viriam Cazuza e Renato Russo ,que tenho certeza ela iria se apaixonar …O meu maior pesar é que ela morreu antes de se deparar com estes dois poetas.Hebert Vianna também, Arnaldo Antunes e Nando Reis.Essa seria a “nova” turma dela, certamente…por que era MPB+POP+ROCK e ela iria entender levar o que lhe cabia para sua genialiade de interpretação.Mas Deus não quis, entao só nos resta ver esta entrevista e admirar cada vez amis esta mulher, que para mim foi um gênio da criação.

Responder
San Farwell 24 de outubro de 2015 - 22:43

AMIGA MAIRA , DEUS NÃO SE ESFORÇA PARA AJUDAR PESSOAS QUE DESPRESAM O MILAGRE DA VIDA QUE NOS É DADA POR ELE , PESSOAS COMO ELIS REGINA QUE PASSARAM A CURTA VIDA COM UM COPO DE ALCOOL EM UMA MÃO E UM CIGARRO NA OUTRA E DROGAS NA BOLSA , VC. QUERIA QUE DEUS FIZESSE O QUE ?? CAZUZA E NENATO RUSSO ERAM OUTROS DOIS IDIOTAS , QUE ALÉM DE DROGADOS NÃO GOSTAVAM DE MULHER . . SAN – RIO .

Responder
In Crédula 6 de julho de 2016 - 01:35

No fim, eu acho que Deus não tem nada a ver com isso. Sabe por que? Porque tem tanta ‘droga’ de gente, se drogando desde que o mundo é mundo, cheirando todos os pós que nem sequer imaginamos, fumando todas as ervas e pior, roubando e sendo canalha nesta vida até dizer chega e estão vivinhos da silva, gozando de aparente boa saúde e se deleitando com ‘os produtos’ que roubaram, como conforto em todas as suas apresentações. Ou seja, Deus é justo? Se for, eu acho prefiro achar que ele não tem nada a ver com isso. Que ele não ‘se esforça’ pra salvar nenhum vivente e que cada um tem a sua sorte ou má sorte e soma a ela o que amealhar pelo caminho e ponto final.

Responder
DAGOBERTO DE OLIVEIRA 4 de dezembro de 2013 - 02:04

ELIS SERÁ SEMPRE ELIS…

Responder
Antonio Eduardo Tallarico 4 de dezembro de 2013 - 01:32

Uma mulher, inteligente, cantora da mais alta qualidade. Será que o fato de ela ter misturado bebida alcólica com droga não foi deliberadamente um suicídio ?

Responder
Marcelo Araujo 3 de dezembro de 2013 - 23:36

Grande Elis! Grande entrevista. Sarcástica e sagaz como ela só. Saudades da pimentinha. Lembro-me bem, eu ainda criança, ouvindo os discos dela de tabela, que era a cantora mais tocada lá em casa, no vinilzão 78 rotações. Pena que ela foi embora muito cedo. E travou demais com o pó.

Responder
Denise Barzan 3 de dezembro de 2013 - 22:41

Do Caralho!!! Não tem outra definição!!

Responder
Cristina Pacino 3 de dezembro de 2013 - 22:34

Um gênio. Grande mulher!

Responder
ANA SUELI 3 de dezembro de 2013 - 22:19

MUITO BOM,DEPOIS DE TANTO TEMPO,VER UMA ENTREVISTA TÃO ATUAL,MARAVILHOSA,E UMA PESSOA MUITO INTERESSANTE.ADORO ELIS , SEMPRE….

Responder
Elisabete da Fonseca 3 de dezembro de 2013 - 22:01

Elis, que saudades….adoro as suas musicas, a sua interpretação. Então , ela nos deixou MARIA RITA, ela me lembra muito a mãe……..

Responder
Vi 3 de dezembro de 2013 - 19:11

Nossa…ela ta é super drogada

Responder
Mara 3 de dezembro de 2013 - 16:16

Inacreditável… Como saber o que nos prepara a vida, ou a morte!

Responder
ANA PATRICIA PEREIRA [ALEXTJPA00313] 3 de dezembro de 2013 - 15:58

O Tempo passou, ela se foi, mas o SER ELIS REGINA, o seu pensar, suas posições continuam vivos e reais, pena que não foi clonada, Ser Impar!!!!

Responder
Amanda Guerra 3 de dezembro de 2013 - 15:50

Elis maravilhosa….

Responder
Assis Rondônia 3 de dezembro de 2013 - 11:05

Eta prazer danado ver essa “Pimentinha” falando 14 dias antes de sua morte. Isto nos faz sentir o quanto de falta causou sua ausência. Dá-nos a ideia clara de que caminhávamos num rumo justo do pensar. Mas havia uma burguesia que aplaudia, mas ao mesmo tempo, recusava suas colocações críticas, mormente quando estas críticas derivavam para o “berço esplêndido” dos burgueses, estes mesmos burgueses que compunha a plateia e os aparelhos da repressão nos porões dos DOI-CODI da vida Nacional. Nossa juventude carece de ouvir e de pensar sobre depoimentos sérios e cristalinos como esse de Elis. Nosso tempo carece de clareza, de banimento do analfabetismo funcional. Sem saudosismo, precisamos renascer.

Responder
Maria Fernanda Melo Alves 3 de dezembro de 2013 - 10:52

Elis estaria incoformada com a cultura musical atual. Ela se foi sem sequer imaginar o que poderia acontecer com a musica brasileira, mesmo sendo tããããão inteligente, onde poderíamos chegar, onde chegamos!!!!

Responder
Jordão 3 de dezembro de 2013 - 09:38

Simplesmente maravilhosa……..

Responder
josé benedito 3 de dezembro de 2013 - 02:16

…só Ela! Elis foi, é, e sempre será o próprio “porre do Ano Novo”!

Responder
Rubens de Camargo Passos filho 2 de dezembro de 2013 - 14:49

Que saudades !!! A Elis nos deixou uma sensação de Ato não Consumado.

Responder
josé Carlos Santana 1 de dezembro de 2013 - 20:37

Se todos fossem iguais a você…

Responder
Drausio Vicente Camarnado Junior 1 de dezembro de 2013 - 15:47

Maya: Sensacional!

Responder
Sandy 11 de fevereiro de 2018 - 13:00

Tão inteligente e morreu de Overdose….Lamentável Mesmo

Responder
Clelia 30 de novembro de 2013 - 16:28

Pimentinha danada, deixou a gente chupando o dedo!!!!

Responder
elza belo horizonte 25 de novembro de 2013 - 11:12

que saudade ela canta e encanta o mundo.

Responder
Toninho Reis 23 de novembro de 2013 - 11:22

Boa pegada, valeu………………..

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais