fbpx

Um documentário revelador sobre Cauby Peixoto

Por Maya Santana

Daniel Feix, Zero Hora

"Cauby - começaria tudo outra vez" é o título do documentário

“Cauby – começaria tudo outra vez” é o título do documentário

Aos 84 anos, Cauby Peixoto tem estado nas manchetes. Primeiro por seu afastamento para tratar do diabetes (com internações entre fevereiro e março), depois pelo lançamento do disco Cauby Sings Nat King Cole (disponível desde abril).

A estreia do documentário Cauby,começaria tudo outra vez marcada para esta quinta-feira em todo o país (em Porto Alegre haverá sessão de pré-estreia no final de semana), tem atraído novamente as atenções para o cantor, graças a um trecho específico do filme. A câmera do crítico e cineasta Nelson Hoineff registra aquele que, anuncia-se, é seu primeiro depoimento sobre suas experiências homossexuais.

Sentado à cama, no quarto pequeno de seu apartamento em Higienópolis, São Paulo, Cauby narra descobertas de adolescente junto a outros meninos, que considerava “muito naturais”. O choque – que praticamente não tem obtido repercussão – é o que vem a seguir, quando diz que logo deixou de lado “as bobagens de garoto” e começou a “andar direito”, relacionando-se com mulheres.

Pessoas próximas e pesquisadores como o biógrafo Rodrigo Faour na sequência atestam que o intérprete, um dos maiores do país, “reprimiu-se a vida inteira”.

– Cauby é muito fechado – descreve Hoineff. – Nas primeiras entrevistas que fizemos, não dizia nada. Não fosse o (também cantor) Agnaldo Timóteo, que conversou com ele e deu algumas pistas para adentrar na sua intimidade, talvez eu tivesse desistido do projeto.

Além desse momento revelador, Cauby, o filme, tem ao menos duas outras passagens marcantes: no início, quando o vemos maquiando-se, e nas sequências finais, antes de subir ao palco. Em ambos os casos, impressiona a transformação do sujeito pacato, de fala mansa, que raramente se abre, em um homem performático, de voz imponente e enorme força expressiva. Clique aqui para ler mais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

2 × quatro =