Um jeito de governar que o Brasil não aceita mais

Por Maya Santana
A histórica Santa Luzia há anos aguarda administração decente

Em Santa Luzia, diretor de escola não precisará ter curso superior

Maya Santana

Enquanto brasileiros clamam nas ruas por maior respeito dos políticos ao dinheiro público, melhoria na saúde e na educação, na minha cidade, Santa Luzia, Minas Gerais, os vereadores preparam-se para aprovar um projeto de lei, enviado pelo executivo,  que permite a pessoas ocupar os cargos de coordenadora, diretora e vice-diretora em escolas municipais sem ter curso superior . Além disso, revoga o artigo do Plano e Estatuto do Magistério que previa o preenchimento das vagas de diretores e vices com 50% de concursados e 50% de contratados, podendo agora o Executivo indicar até 100% de pessoas contratadas. É um retrocesso. Inacreditável  que,  neste momento vivido pelo Brasil , a câmara municipal, composta de tantos representantes da cidade, se curve a um projeto de lei que conduz Santa Luzia ao atraso.

De acordo com o jornal  Hoje em Dia, de Belo Horizonte,  que publicou um longo artigo com o título “Santa Luzia quer diretor com currículo pior”,  o prefeito, Carlos Calixto, alega que,  embora seu projeto altere o artigo sobre diretores, vice-diretores e coordenadores, o alvo seria apenas o cargo de vice-direção.  A gente se pergunta, por  que essa movimentação toda para mudar o cargo de vice-diretora?  A explicação do prefeito: “ O salário oferecido para a função é baixa e são poucas as pessoas que têm interesse nela. Se não fizermos isso, não conseguiremos preencher todas as vagas”.

O único hospital da cidade está fechado há várias semanas, transtornando a população

Único hospital da cidade fechado há várias semanas, transtornando os moradores

Ao invés de reduzir a importância do cargo, por que não aumentar o salário da vice-diretora e dar a ela, além de atribuições administrativas, funções também educacionais, para que possa substituir a diretora, quando necessário? Estamos tratando de uma escola, onde todo mundo, se possível , deveria ter curso superior e se atualizar periodicamente. Por que nivelar por baixo? Por melhores que sejam as respostas do prefeito, elas não convencem. Não se justificam.

Numa cidade onde o único hospital está fechado, com problemas de extrema gravidade na área de saúde, deixando a população à mercê da sorte, como é que os vereadores têm coragem de dar mais este passo para trás, frustrando os moradores, que  esperam há anos uma administração decente, realmente  interessada em resolver os problemas infindos do município?

O prefeito Carlos Calixto: autoritário, sem transparência

População quer mais transparência do prefeito Carlos Calixto

Colada a Belo Horizonte, Santa Luzia tem mais de 250 mil habitantes. Pela terceira vez é administrada por Carlos Calixto, PSB, que além de investimentos em distribuidoras de bebidas e corretoras de imóveis, é proprietário da Serta, indústria de transformadores de eletricidade, em Santa Luzia, e do Megaspace – o maior centro de eventos de Minas Gerais e um dos maiores do país, com um milhão de metros quadrados de área, também em Santa Luzia.

Com tanto bem material conseguido à custa da cidade , era de se imaginar que, neste terceiro mandato, Carlos Calixto quisesse passar para a História como o grande benfeitor da tricentenária Santa Luzia. Mas, não. Está se mostrando a encarnação de tudo que o Brasil moderno, este que está indo às ruas, não quer mais: uma administração sem diálogo com a população, sem transparência, sem nenhum elo mais forte com os quase 60% dos eleitores luzienses que o colocaram na cadeira de prefeito.  Como devem mostrar as manifestações previstas na cidade para a tarde desta terça-feira, dia 13, vivemos num país que não aceita mais isso.

Leia também: Santa Luzia quer diretor com pior currículo nas escolas


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





16 Comentários

Toninho Reis 13 de agosto de 2013 - 14:44

Maya o comentario da Elza foi o melhor. Para finlizar, muitos luzienses mudaram para outras bandas, mas as nossas raizes permaneceram, como a esperanca. bjs .Juntos venceremos,vamos a luta para sauvar nossa Santa Luzia……

Responder
Elza 13 de agosto de 2013 - 00:15

Maya, linda a foto do Hospital São João de Deus…

Responder
Elza 13 de agosto de 2013 - 00:11

Olá Maya… parabéns pelo texto. Há muita gente indignada com os vereadores que aprovaram tal projeto na primeira votação, realizada de forma obscura, sem distribuição de pauta com a antecedência que o regimento determina. Apenas 4 vereadores votaram contra este projeto.
Vamos ver como será amanhã, com a população marcando presença, prestando atenção nos vereadores eleitos para nos representarem.

Responder
Carlos Magno 12 de agosto de 2013 - 22:26

Maya, é tão escabroso que acho que dá pauta pra veículos nacionais – já que o Estado de Minas parece não ter se interessado pelo assunto. Ou será que estou errado? Dei uma busca no site do EM e não encontrei nada sobre o assunto.

Responder
monica minelli 12 de agosto de 2013 - 21:34

Maya, Parabéns pela denúncia. Não importa o tamanho da cidade,,,, o descaso não pode mais acontecer neste País. Estou indignada com o conteúdo da matéria.,,, 3º mandato? Uma vergonha !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder
M.Juscelina 12 de agosto de 2013 - 19:42

Por favor, não divulgue apenas o que algumas pessoas que conhece em Santa Luzia, e que são total e radicalmente contra a administração do sr. Carlos Calixto, estiverem lhe passando. Há muita coisa mal explicada por aqui, fruto de administrações anteriores, que ninguém divulga.
Corre solta em Santa Luzia a intriga. Sinceramente, estou assustada com esta pequena e tão atrasada cidade, em que pese tantos valores individuais nascidos aqui (a maioria foi embora).
As coisas aqui precisam ser bem esclarecidas, o que aliás nunca acontece, pelo que tenho observado e sentido nestes 3 anos que aqui resido…Abraço.

Responder
Juliana 12 de agosto de 2013 - 19:12

Gente, como uma cidade colada em uma Capital como Belo Horizonte pode ser, ainda, tão usada, mal-tratada, roubada, descaracterizada e desconsiderada?!! Onde fomos arrumar administradores com tanta falta de caráter, de vergonha, de princípios??? Socorro, minha Santa Luzia! Rogai por nós!!!

Responder
Marcelo Barbosa 12 de agosto de 2013 - 16:16

Maya, fico feliz em ler sua notícia. Sou uma das pessoas que fez questão de mostrar à população, mesmo que somente nas redes sociais, o rosto daqueles que estão contra a educação de Santa Luzia votando um projeto absurdo como esse.
Precisamos de vozes conscientes e presentes na histórica Santa Luzia. Os nossos canais de notícias não dão conta de dizer o que realmente tem acontecido na cidade.
Obrigado por fazer essa notícia ressoar por muitas outros cantos. Queira Deus que a voz do povo comece a ser ouvida!

Responder
Felipe Santana Rick 12 de agosto de 2013 - 15:49

Alguém sabe quando os vereadores vão votar esse projeto de lei?

Responder
admin 12 de agosto de 2013 - 17:40

Sim. Será nesta terça-feira, dia 13 de agosto, às 19h, na sede da Câmara Municipal. Estaremos lá! Beijo procê! Maya

Responder
Toninho Reis 12 de agosto de 2013 - 15:11

To bobo, Maya, com esta noticia….. so isso ……….

Responder
Déa Januzzi 12 de agosto de 2013 - 14:52

Que vergonha para Santa Luiza!

Responder
geisibel 12 de agosto de 2013 - 14:42

foi a cidade que nasci, é uma pena ver isso… 🙁

Responder
Cristina Costa 12 de agosto de 2013 - 14:37

Um absurdo! Santa Luzia merece melhores políticos! E sem educação de qualidade, os eleitores continuarão votando nesse tipo de político que só luta pelos seus próprios interesses e não representam quem deveriam representar.

Responder
Sergio Marco de Andrade 12 de agosto de 2013 - 13:56

Veja, bem que fica Claro a Intenção de abarrotar a Educação do Município de Cabides de Empregos , na sua grande maioria de gente descompromissada com o cargo. Santa Luzia não merece!

Responder
lisa santana 12 de agosto de 2013 - 13:15

Maya, se não tivesse escrito, ninguém acreditaria. Estes políticos enlouqueceram? O povo deveria ir em massa para as ruas, pois é vexamoso e contra tudo que se quer para uma boa educação. Espero que o povo saiba que a cidade é dele e que só ele pode impedir a sandice daqueles que, ávidos pelo poder, esquecem que trabalham pagos pela e para o bem da comunidade.

Responder

Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais