fbpx

Uma cidade especial projetada para pessoas com Alzheimer

Por Maya Santana

Tudo no lugar espelha os anos 1940, para que os pacientes idosos desfrutem de ambiente familiar

Maya Santana, 50emais

O idealizador do projeto, terapeuta ocupacional Jean Makesh, afirma que a pequena cidade que criou para abrigar pessoas sofrendo de Alzheimer foi pensada com o objetivo de conter o avanço da doença. O lugar, chamado de The Lantern of Chagrin Valley, fica no Vale de Chagrin, no estado americano de Ohio, e é um dos três existentes no mundo projetados especificamente para esse tipo de paciente. São pequenas casas instaladas numa área onde tudo lembra os anos 40, para que os pacientes – que eram jovens naquela época – se sintam a vontade, vivendo num ambiente “familiar”.

Leia o artigo do site Histórias com valor:

Segundo o idealizador, o lugar ajuda a conter o avanço do Alzheimer

Quando ficamos mais velhos, a nossa saúde física e mental vai ficando cada vez mais frágil. Muitos idosos sofrem com demência, e essas pessoas tendem a ficar esquecidas e confusas. Algumas delas apenas têm memórias de sua juventude, ficando paradas no tempo.

Foi pensando nisso que foi criado um maravilhoso lar de idosos em Ohio chamado “The Lantern of Chagrin Valley”. Esta é uma das únicas três instalações no mundo projetadas especificamente para pacientes dementes e com a doença de Alzheimer.

Chão pintado de verde, lembrando grama

O seu interior tem pequenas casas com varandas que vão dar a um campo de golfe. Esse local parece uma cápsula do tempo, que parou na década de 1940. Quem construiu e desenhou este projeto teve uma incrível atenção aos detalhes!

Esse lar de idosos é incrível. Usando fibras óticas especiais no teto, a instalação recria uma luz especial e uma atmosfera de céu estrelado no edifício.

Os pacientes convivem uns com os outros

O chão das instalações está pintado de verde, para representar a grama. Para além disso, eles colocam uma série de efeitos sonoros, como cantos de pássaros, para tornar o ambiente ainda mais real.

“Cada pequena coisa que você vê, como a cor da parede ou a pintura, na verdade tem um benefício terapêutico, um valor terapêutico”, disse o CEO do “The Lantern of Chagrin Valley”, Jean Makesh. Este terapeuta ocupacional resolveu criar o local perfeito para os pacientes especiais.

Interior de uma das pequenas casas

Esses ambientes familiares podem levar a grandes reduções de ansiedade, raiva e depressão. Para além disso, o lar idosos fornece aos residentes uma grande variedade de aulas diárias para os ajudar a re-aprender e reter as competências básicas e funções.

“Eu levei-os de volta para as memórias. Criei uma cápsula do tempo. Que lhes permite abraçar tudo à sua volta”, acrescenta Makesh. Ele espera que as suas contribuições melhorem a qualidade de vida dos pacientes que sofrem com a doença de Alzheimer e demência.

Usando este ambiente controlado, o terapeuta acredita que será capaz de retardar a progressão de doenças similares a longo prazo.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

17 − 5 =