fbpx

Uma exposição de 140 fotos raras de ídolos da MPB

Por Maya Santana

Maria Bethânia aclamada, na década de 80, no Centro Histórico de Salvador

Maria Bethânia, na década de 80, no Centro Histórico de Salvador

Esta é uma exposição que não vou perder. Foi aberta nesta ontem, terça-feira, com 140 fotografias raras de ídolos da Música Popular Brasileira e só será encerrada em primeiro de fevereiro do ano que vem. Quase todos eles, ídolos da nossa juventude, estão lá. As fotos pertencem ao acervo de Cristina Granato e Mario Luiz Thompson e contam a história de 40 anos do melhor da nossa música.

Leia o artigo da Time Out:

Chico e a irmã Miucha em show de Bebel Gilberto, em 1989

Chico e a irmã Miucha em show de Bebel Gilberto, em 1989

Para os apaixonados por música e história relembrar com carinho algumas das curiosidades, passagens e momentos áureos da mpb parece ser uma ideia deliciosa. Reviver como num flashback fatos marcantes, da vida pessoal e da carreira, de alguns dos maiores artistas da história do país como Cartola, Nelson Cavaquinho, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Elis Regina, Gal Costa, Maria Bethânia, entre outros mestres, também é redescobrir a importância da cultura nacional.

Cássia Éller no banheiro do Bar da Keka

Cássia Éller no banheiro do Bar da Keka

E, através de um rico acervo fotográfico, que a mostra “Pela Lente do Amor: A MPB em fotos de Cristina Granato e Mario Luiz Thompson” homenagea esses grandes ícones. A exposição foi aberta nesta terça-feira, no Centro Cultural João Nogueira, mais conhecido como Imperator.

Com curadoria de Marcio Debellian e Miguel Jost, a exposição conta com 140 imagens, divididas entre palco (por Mario Luiz Thompson) e bastidores (por Cristina Granato). As imagens ainda são comentadas através de textos produzidos por grandes nomes da música.

Profissionais relevantes do mundo da fotografia e da comunicação, Cristina Granato e Mario Luiz Thompson se tornaram parte da história da canção popular no Brasil, e ao longo de décadas de trabalho, criaram acervos fundamentais para que essa história seja contada através de imagens, cores e movimentos.

Caetano Veloso e Gal Costa nadando juntos no mar

Caetano Veloso e Gal Costa nadando juntos no mar

O título da exposição é inspirado na canção “Pela Lente do Amor”, composta por Gilberto Gil em homenagem ao seu amigo Mario Luiz Thompson:

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário