História de amor, poder e traição na terceira idade

Por Maya Santana
Weng Deng, Rupert Murdoch e Tony Blair: triângulo amoroso

Weng Deng, Rupert Murdoch e Tony Blair: triângulo amoroso

Não resisti e estou publicando esta história envolvendo dois homens poderosíssimos no cenário mundial, o ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair, 60, e o magnata da imprensa internacional, australiano naturalizado americano, Rupert Murdoch, 82. Ambos disputando o amor da chinesa Weng Deng, 44. Murdoch, com seus muitos jornais influentes, deu a maior força para Blair, quando ele era candidato a primeiro-ministro pelo Partido Trabalhista, em 1997. Hoje, não se falam mais. Weng foi casada com o magnata até o ano passado. Divorciaram-se. O motivo, segundo este artigo escrito por Carlo Cauti para o Estadão, teria sido Blair.

Leia:

Infidelidade, política e muito dinheiro. Essa seria a verdadeira história por trás do divórcio do magnata da informação Rupert Murdoch, de 82 anos, e sua segunda mulher Wendi Deng, 44 anos.  Segundo o jornal britânico Mail on Sunday, Wendi teria escrito uma mensagem de próprio punho onde admitia ter ‘sentimentos de carinho’ (“warm feelings”) em relação ao ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair.  Tony Blair seria, de acordo com a mensagem, a causa da separação de Wendi e Murdoch.

Os boatos de uma relação entre Wendi e o ex-líder britânico já circulavam há muito tempo, chegando a apontar que os dois teriam dormido por três vezes em uma das mansões de propriedade de Murdoch, sem que ele soubesse. Além disso, os dois teriam passado uma noite juntos no iate do magnata, também sem que ele fosse informado.

Os envolvidos sempre desmentiram qualquer relação, mas o bilhete escrito por Wendi confirma a história de amor.  E segundo o jornal britânico, o próprio Murdoch estava convencido que a ex-mulher mentia sobre os encontros com Blair.   Fontes citadas pelo Mail on Sunday dizem que a ex-mulher de Murdoch teria se encantado com Blair, e que a descoberta do flerte teria deixado o magnata enfurecido.

“Escolha, ou Tony ou eu”, teria afirmado Murdoch para Wendi, durante a discussão.   Murdoch conheceu Wendi, que tem origem chinesa, durante uma viagem de negócios em Hong Kong, e se casou com ela em 1999, imediatamente após o divórcio da primeira mulher. O casal tem duas filhas.  Blair e sua família sempre foram íntimos amigos do clã Murdoch, que detém grandes interesses no mundo da informação no Reino Unido. O ex-premier chegou a ser padrinho de uma das filhas do casal. O escândalo, entretanto, provocou a ruptura total das relações entre o magnata e o político.

Na época em que foi divulgado o divórcio entre Murdoch e Wendi, Blair tinha que participar de um congresso sobre a mídia nos Estados Unidos. Na última hora, uma intervenção de Murdoch provocou o cancelamento do nome de Blair da lista dos convidados, e a partir daquela data o magnata se recusou a falar com ele.  Outra fonte do Mail on Sunday afirmou que “a relação entre Rupert e Wendi já estava em crise, e Tony teria somente oferecido para ela um ombro onde chorar”.

Quem ainda não se manifestou foi a esposa de Blair, Cherie, ex-primeira-dama britânica, que se mantém em silêncio.


CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário





Utilizamos cookies essenciais de acordo com a nossa Política de Privacidade e ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Leia mais